Empresas são instituição mais confiável para brasileiros | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Empresas são instituição mais confiável para brasileiros

Resultado do Trust Barometer 2015, da Edelman, mostra ainda pouca credibilidade de CEOs, celebridades e governantes como produtores de conteúdo para marcas

Por | 09/02/2015

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

As empresas se mantêm como a instituição mais confiável na avaliação dos brasileiros, segundo a pesquisa Trust Barometer 2015, da Edelman, aparecendo na frente de governo, ONGs e mídias. Elas foram apontadas por 75% dos respondentes, seguidas das organizações não-governamentais (70%). Ter credibilidade junto à sociedade é fundamental para as companhias. Cerca de 71% dos entrevistados no Brasil se recusam a comprar produtos e serviços de uma empresa em que não confiam, enquanto 63% a criticam para um amigo ou colega. Inversamente, 80% optam por adquirir produtos de empresas nas quais confiam, e 78% recomendam tais companhias a conhecidos.

O boca-a-boca gerado pela credibilidade conquistada também teve sua relevância comprovada pela pesquisa. Os amigos e familiares lideram a lista dos criadores de conteúdo mais críveis no ambiente digital, sendo considerados confiáveis por 84% dos respondentes brasileiros, seguidos por acadêmicos (81%) e pelas marcas utilizadas pelos respondentes (74%). Os entrevistados mostram neutralidade em relação a CEOs e funcionários de empresas. As celebridades e os governantes eleitos figuram entre os criadores de conteúdo menos confiáveis, de acordo com os entrevistados brasileiros.

No cenário global, a confiança no CEO como porta-voz de credibilidade continuou em queda pelo terceiro ano consecutivo. No mundo, eles (43%) e os representantes governamentais (38%) continuam sendo as fontes de menor credibilidade, ficando muito atrás dos especialistas acadêmicos e da indústria (70%) e de uma "pessoa como você" (63%). Seguindo essa tendência, cada vez mais marcas optam por buscar indivíduos comuns para falarem de seus produtos e serviços, como blogueiros e clientes. A Bebê Básico é uma das companhias que se inspirou em consumidores reais em sua nova campanha.

Governo e mídia apresentam queda de credibilidade
O poder público, pelo segundo ano consecutivo, registrou cerca de metade da credibilidade conferida ao setor privado no Brasil, com apenas 37%, enquanto a mídia apresentou um ligeiro declínio na confiança da população com uma queda de sete pontos percentuais em relação a 2014, registrando 56%.

Já a amostra global aponta que todos os grupos vêm perdendo pontos junto à sociedade. Globalmente, o governo continua sendo a instituição menos confiável pelo quarto ano consecutivo, com níveis de confiança abaixo de 50% em 19 dos 27 países pesquisados. No Brasil, as ONGs recuperaram parte de seu prestígio, provavelmente como reflexo das manifestações populares em torno de temas como Copa do Mundo e transporte público.

Em contrapartida a mídia tradicional é vista hoje como menos confiável do que no passado. Pela primeira vez, as ferramentas de busca online foram citadas como a fonte mais confiável de informações e notícias em geral (64%), enquanto os veículos da imprensa foram avaliadas positivamente por 62% dos respondentes. No Brasil, a distância se faz ainda maior entre as duas fontes: 79% e 66%, respectivamente.

Leia também: Ranking das empresas mais admiradas em 2014. Pesquisa no Mundo do Marketing Inteligência.

Marcas | Branding | Marcas mais admiradas

Trust Barometer, Edelman

 

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss