Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Brasileiros devem controlar e antecipar compras de Natal

Proporção de brasileiros com pretensão de gastar mais no Natal em 2014 diminuiu em relação ao ano passado, mostra pesquisa da Delloite. Novembro será o mês das aquisições para 43%

Por | 13/11/2014

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A proporção de brasileiros com pretensão de gastar mais no Natal em 2014 diminuiu em relação ao ano passado. Segundo pesquisa da Deloitte, 46% planejam desembolsar menos e 40% disseram que gastarão o mesmo do que na última celebração. Em 2013, os índices eram de 41% e 38%, respectivamente. Mantiveram-se estáveis a média de número de presentes comprados (6,5) e valor médio por item, de R$ 61,00.

Muitas marcas já vêm realizando promoções desde o início deste mês, semanas antes da Black Friday. Elas podem ter acertado, já que 43% irão antecipar as compras para o mês de novembro - o maior índice na série histórica da pesquisa. O canal escolhido pela maioria é a internet: quase dois terços dos consumidores afirmaram que vão à web para realizar as compras de Natal.

A preocupação dos brasileiros com a economia do país, no entanto, pode frear os gastos. Prova disso é que a maioria dos pesquisados pretende usar o 13º salário para quitar dívidas (35%) ou poupar (31%), contra 24% que devem usá-lo para adquirir presentes. Para 64% dos pesquisados, a situação da economia no Brasil está em estagnação ou declínio. Apesar disso, 53% dos pesquisados acreditam que a situação financeira da família para os gastos com o Natal está melhor este ano do que no período anterior.

Preferências dos consumidores
Em relação aos presentes mais desejados neste Natal, chamam a atenção o crescimento de 2013 para 2014 dos seguintes itens: melhoria da casa (de 13% para 19%), cosméticos e perfumes (de 22% para 26%) e artigos esportivos (de 9% para 14%), que é uma tendência que vem sendo confirmada quanto ao conceito de "bem-estar e saúde".

Os cartões de crédito e de débito continuam sendo o meio de pagamento preferido para 68% e 47% dos pesquisados, respectivamente. Em 2010, primeiro ano da pesquisa, o dinheiro de plástico era utilizado por apenas 29% dos pesquisados. As mídias sociais também serão utilizadas para pesquisar opiniões ou recomendações de produtos e 72% dos pesquisados dizem que elas influenciaram nas decisões de compra.

Delloite, Natal

Leia também: Intenções de compra dos brasileiros no Natal 2014. Pesquisa no Mundo do Marketing Inteligência.

Comportamento do Consumidor | Compras de Natal | Natal

Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss