Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Marca

Anvisa interdita lote do extrato de tomate Elefante

Agência encontra fragmentos de pelo de roedor em quantidade superior à permitida dentro de produto. Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira

Por Renata Leite - 19/09/2014

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou cautelarmente um lote do molho de extrato de tomate Elefante, da marca Knorr, por conter quantidade superior à permitida de matérias estranhas. Segundo o órgão, foram encontrados fragmentos de pelo de roedor no interior da embalagem. O lote reprovado nas análises é válido até maio de 2015 e é composto por itens de 850 gramas. A decisão da Anvisa foi publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira. 

Em nota, a Cargill afirmou que "está tomando todas as medidas cabíveis para avaliar o caso juntamente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e à Vigilância Sanitária do Estado de Minas Gerais, a fim de comprovar a adequação do produto cautelarmente interditado, tendo, inclusive, já apresentado recurso contra o resultado do laudo de análise de número 2948.00/2014". O produto que apresentou inconformidade foi produzido pela linha “L06”.

Anvisa, Elefante, Knorr, Cargill, tomate, roedor

Leia também: 10 erros comuns dentro de um ponto de venda. Dicas do Mundo do Marketing Inteligência.

Trade marketing | Shopper | PDV | Consumidor