Teuto tem quatro medicamentos suspensos pela Anvisa | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Teuto tem quatro medicamentos suspensos pela Anvisa

Produtos apresentaram corpo estranho, troca de substâncias e data de validade alterada. Marcas Meizler UCB Biopharma e Zodiac também apresentaram irregularidades

Por | 21/08/2014

luisa@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Os laboratórios Teuto, Meizler UCB Biopharma e Zodiac suspenderam a venda de alguns de seus medicamentos, após consumidores apontarem irregularidades diversas neles, como prazo de validade mascarado, dosagens e medicamentos incompatíveis com o descrito na caixa e presença de corpo estranho. Pelo menos 12 estados teriam recebido lotes com problemas.

O Teuto é o responsável por quatro dos produtos recolhidos por ordem da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na última quarta-feira, dia 20. Entre os rótulos estão: paracetamol de 500 mg, cetoconozol de 200 mg, nistatina 25.000 e Atorvastatina Cálcica 20mg. O lote suspenso do Paracetamol 500 mg é o número 1998101, com validade até novembro de 2015 que foi distribuído em Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia. Um consumidor encontrou um prego no lugar de um dos comprimidos e formalizou uma reclamação ao Procon.

Outro produto suspenso foi o Cetoconozol 200mg, lote 1048105, distribuído para Goiás, Amazonas, Alagoas, Bahia, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro e São Paulo. A embalagem do produto, que é indicado para o tratamento de infecções, trazia, na realidade, Atenolol de 100 mg, que é utilizado no tratamento de hipertensões arteriais. O medicamento Nistatina 25.000 UI/g, 60g, do mesmo laboratório, também apresentou troca das substâncias no lote 8910019 que era comercializado no Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais e São Paulo. A caixa que deveria conter a substancia utilizada no tratamento de candidíase tinha neomicina+bacitracina, que é aplicada no tratamento de infecções de pele.

Houve ainda problemas nas doses. Enquanto no lote 6909006, de Atorvastatina Cálcica, prescrito para a redução das taxas de colesterol no sangue, a concentração apresentada na caixa era de 20 mg, enquanto a cartela continha comprimidos de 10 mg.  O lote com problemas era comercializado no Distrito Federal, Pará e Paraná.

O Diário Oficial da última quarta-feira traz ainda a proibição da venda do remédio Tabine (citarabina), da empresa Meizler UCB Biopharma S.A. Ao todo, foram suspensos treze lotes do produto que era utilizado no tratamento de leucemias agudas não linfocíticas. O medicamento estava fora dos padrões de estabilidade, o que poderia indicar um prazo de validade menor do que o estampado na embalagem. O Tamsulon, da empresa Zodiac, usado para tratamento de hiperplasia da próstata também foi suspenso depois da empresa identificar irregularidade na data de validade estampada na embalagem.  A gaze cirúrgica Neve Estéril, também ficará fora do mercado, depois de o Instituto Adolfo Lutz encontrar um corpo estranho de coloração escura no interior da embalagem intacta.

Anvisa, Teuto, Meizler UCB Biopharma, Zodiac, Medicamento

Leia também: A evolução da compra de medicamentos no ponto de venda. Pesquisa do Mundo do Marketing Inteligência.

Varejo | PDV

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss