Preço é o principal entrave à expansão de smartphones no Brasil | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Preço é o principal entrave à expansão de smartphones no Brasil

Aparelho custa em média 282% a mais que celular comum, aponta pesquisa da Kantar Worldpanel. Em países desenvolvidos, complexidade da plataforma é obstáculo

Por | 28/05/2014

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O mercado brasileiro ainda tem muito espaço para a entrada de smartphones, mas uma maior adoção desse tipo de aparelho vai depender da redução dos preços praticados atualmente no país, segundo estudo da Kantar Worldpanel. Já em regiões mais desenvolvidos, como Alemanha, Austrália, Inglaterra, Estados Unidos, França e Japão, 23% das pessoas ainda não adotaram a tecnologia por acharem que não vão utilizar os recursos do equipamento, e 16% consideram a plataforma muito complicada.

Já em países como Brasil, Argentina e México, os principais empecilhos são físicos. Para 59% dos consumidores, o valor é o que mais dificulta o aumento das vendas nessas regiões. Atualmente, um smartphone custa em média 282% a mais que um celular comum, categoria que ainda é dona de uma fatia generosa do mercado global. Só no Brasil, foram registrados 99 milhões de usuários no ano passado, e 110 milhões nos Estados Unidos.

A América Latina é responsável por 10% das vendas globais de mobiles. O Brasil se destaca neste cenário: um a cada três assinantes de pacotes de dados é do país. Enquanto o número de smartphones cresce, o de telefones fixos cai. Atualmente, apenas 32% dos lares daqui têm aparelhos do tipo em casa, sendo que a penetração de celulares no domicílio é de 96%. Em relação à tarifa, o pré-pago é preferência nacional. Segundo o estudo ComTech, aproximadamente 15 milhões de usuários optam por esse modelo de cobrança.

Perfil do usuário
A penetração dos smatphones entre o público das classes A e B subiu de 16% em 2012 para 26% em 2013, segundo a pesquisa da Kantar Worldpanel. Esse perfil também é o que mais gasta em contas. Cerca de 30% deste nicho paga valores superiores a R$ 100,00 com celular, contra 40% da Classe C, que gasta em média entre R$ 30,00 e R$ 40,00. Grande parte das compras de smartphones (40%) foi feita para presentear alguém, também segundo o levantamento.

O público adolescente e jovem adulto, de 16 até 34 anos, é o principal consumidor de smartphones no país. Para estes usuários, o tamanho da tela dos aparelhos vem ganhando importância. Em 2012, 38% dos consumidores tinham celulares com displays de até 2,9 polegadas. Já em 2013, o número caiu para 15%. Em contrapartida, as telas de quatro a 4,4 polegadas ganharam mais admiradores: de 7% no ano anterior, passaram a 19% em 2013. Entre as plataformas, o Android é o preferido do consumidor brasileiro, seguido do iOS e em terceiro lugar do Windows Phone.

Kantar Worldpanel, pesquisa, smartphone

Leia também: Mercado mobile no Brasil. Conteúdo exclusivo para assinantes do Mundo do Marketing Inteligência.

Tablets | Smartphones | Mobile
 

 

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss