Páscoa para além dos brindes nos ovos | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Páscoa para além dos brindes nos ovos

Marcas apostam em design, premiação em barras de ouro e até doações para animais abandonados. Vale tudo para conquistar o consumidor nesta época ? com direito a polêmicas

Por | 11/04/2014

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Páscoa, chocolateO colorido dos ovos de chocolate pendurados em parreiras no varejo é responsável, a cada ano, por lembrar a todos da chegada da Páscoa. Diversas empresas aproveitam o momento para se aproximar do consumidor final e aumentar vendas, seja lançando variações do carro-chefe da época ou investindo num novo produto que remeta às comemorações. Há ainda quem aposte na criação de aplicativos e promoções.

Nenhum setor precisa deixar o momento passar em branco. Prova disso são ações realizadas até por marcas de calçados. A Melissa criou um ovo inspirado em uma de suas sapatilhas, a Zig Zag, em parceria com a My Swiss Choco. Já a marca de calçados infantis Bibi investiu em um sapato com estampa de balas multicoloridas, produzido em edição limitada para aquecer as vendas. No segmento de cosméticos, o Boticário também sugeriu opções de presentes para a Páscoa que fogem ao tradicional chocolate. A marca montou dois kits de cosméticos com aromas adocicados fazendo referência à época, um deles de chocolate branco.

As grandes estrelas, no entanto, são mesmo as fabricantes de chocolate. A Kopenhagen apresentou um kit especial de Páscoa fruto da parceria com o licor sul-africano Amarula. A caixa é personalizada e traz um ovo de 130 gramas com cascas decoradas de chocolate ao leite com recheio trufado. Acompanham minicopos de chocolate ao leite e uma dose da bebida.  O kit custa R$ 89,00.

Páscoa,chocolatePromoção e aplicativo
A Cacau Show buscou fisgar os consumidores pelo estômago e pelo bolso. Quem compra os produtos da marca concorre a R$ 1,5 milhão em barras de ouro, além de saborear o doce. Já a Chocolates Brasil Cacau apostou num aplicativo que incentiva clientes a comprarem mais ovos para reverter doações para uma ONG que cuida de animais abandonados.

A Amor aos Pedaços investiu na variedade. A empresa lançou 30 produtos especialmente para a data. Há inclusive algumas opções sem glúten, como o Ovo Paçoca com 400 gramas, de R$ 92,00, e o de Doce de Leite, com mesmo peso e preço. A Arcor também levou às gôndolas 30 opções, com a intenção de aumentar em 30% as vendas em relação ao ano passado. A marca ainda apoiou à Páscoa do Parque O Mundo da Xuxa.

Páscoa,chocolateA sorveteria Perini criou uma sobremesa especial para a época. O Ovo Sundae é composto por um pote de chocolate ao leite com duas bolas de sorvete, dois biscoitos de palitinho, cobertura e um chocolate especial da Perini. Já a Visconti repaginou sua linha de colombas nos sabores Frutas Cristalizadas e Gotas de Chocolate. As embalagens ganharam novas cores, ícones pascais e arabescos florais.

A marca de chocolates Sicao, usado na confecção de ovos, leva 52 promotoras para 11 pontos de venda espalhados por vários estados brasileiros. Embora o foco da indústria não seja o consumidor final, mas sim o produtor de ovos, panetones, bolos, as padarias e afins, a empresa decidiu fazer o investimento para aproveitar a época e se aproximar do consumidor final também. A ação foi planejada pela Work Able.

Os supermercados também não ficaram de fora. O Grupo Pão de Açúcar levou para suas gôndolas marcas próprias, apostando no preço acessível: varia de R$ R$ 5,99, para os Miniovos de 50 gramas, até R$ 37,90, no caso do Extra Milk com Língua de Gato, Trufado ao leite e Trufado branco com damasco, todos com 350 gramas.

Páscoa,chocolatePáscoa recheada de polêmicas
Os lançamentos das empresas não estivem imunes a polêmicas. Pelo menos duas marcas tiveram suas ações questionadas pelos consumidores. Os ovos do Bis Xtra chegaram a ser recolhidos das gôndolas dos supermercados após o Procon questionar as mensagens contidas em suas embalagens. O produto personalizável com adesivos estimulava as crianças a "sacanearem" os amigos. A autarquia avaliou a ação como um incentivo ao bullying.

O produto só foi autorizado a retornar ao varejo após negociação da empresa com o Procon. O órgão exigiu que a Mondelez Brasil apagasse a palavra "sacanear" da embalagem, seja por meio de rasura ou trocando ou da troca da embalagem. A empresa pode ser multada caso a versão original do produto seja encontrada em lojas. A Mondelez não comentou a questão.
A Nestlé também foi questionada, mas por usuários das redes sociais. Uma foto comparando o preço de seu ovo Alpino com o da barra de chocolate da mesma marca foi compartilhada mais de 25 mil vezes, levando a empresa a emitir uma nota com explicações para a diferença como resposta à Época Negócios.

"Os ovos de Páscoa são mais caros quando comparados a uma barra de chocolate da mesma gramatura porque sua composição de custo é diferenciada, já que são produtos concebidos não somente para o consumo tradicional, mas para presentear e encantar. Sua produção e distribuição envolve uma série de necessidades específicas, como a contratação de mão de obra temporária, desenvolvimento de embalagens especiais, processo manual de embalagem, armazenamento e transportes especiais, entre outros. De toda forma, as opções tradicionais de produtos continuam disponíveis como uma alternativa de menor preço, sem nenhum reajuste relacionado à época do ano", disse.
 

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss