Últimas Notícias

Publicidade
Publicidade
Pesquisa

Emergentes lideram intenção de compra de imóveis, diz estudo

De acordo com pesquisa do Data Popular, 11,1 milhões das famílias que fazem parte da chamada nova classe média planejam comprar casa nos próximos dois anos

Por Cláudio Martins - 28/03/2012

Nos próximos dois anos, 11,1 milhões de famílias da classe C pretendem adquirir um imóvel. É o que indica o estudo Reformas e Aquisições de Imóveis, do Data Popular. No total, das 19,2 milhões de famílias que participaram do levantamento, os emergentes correspondem a 57,6% das intenções de compra de imóveis, seguidos pela Baixa Renda, com 27,2%, e da classe AB, com 15,2%.

Em relação ao tipo de residência em que vivem, 66,5% das famílias da Alta Renda habitam em casas, 33,4% moram em apartamentos e 0,1% residem em cômodos. Quase a totalidade da classe C vive em casas (92,1%), enquanto os que habitam em apartamentos totalizam 7,6%. Os emergentes que moram em cômodos somam apenas 0,3%. Resultado semelhante aparece na análise dos membros da base da pirâmide, em que 97,4% vivem em casas, 2,2% em apartamentos e 0,4% moram em cômodos.

Quando o assunto é a reforma da casa nos próximos 12 meses, a chamada nova classe média também é maioria. Cerca de 57,8% dos consumidores pretendem fazer ajustes em suas residências. Os membros da base da pirâmide estão à frente da elite, com 28,3% das intenções de reformar a sua casa, contra 13,9% das famílias da alta renda.

O quarto aparece como o cômodo predileto para quase metade dos brasileiros (48,7%), seguido pela sala (34,9%), cozinha (8,6%), escritório (7,2%), quarto dos filhos (0,5) e banheiro (0,1%). Já a sala é o espaço na casa que recebe a maior parte dos investimentos em decoração, de acordo com 48,6% dos brasileiros, à frente do quarto (34,3%), cozinha (9,7%), quarto dos filhos (4,4%), banheiro (1,6%) e escritório (1,4%).

classe C, emergentes, imóveis,data popular