Gradiente promete voltar ao mercado no primeiro semestre de 2012 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Últimas Notícias

Gradiente promete voltar ao mercado no primeiro semestre de 2012

Empresa realizará engenharia financeira para retornar aos pontos de venda. Fundador da companhia acredita que a marca ainda é forte entre os consumidores

Por | 03/01/2011

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

 

A Gradiente voltará ao mercado em abril de 2012, após um período de cinco anos, quando entrou em uma crise financeira. A informação foi dada ontem, dia 2, pelo presidente e fundador da companhia Eugênio Staub.

A companhia apostará no setor de informática, com a fabricação de notebooks e tablets para brigar com a concorrência. A CBTD planeja produzir 30 mil tablets no primeiro momento e aumentar a produção nos próximos anos. Em 2013, o objetivo é chegar a 120 mil unidades. A categoria de eletroeletrônicos continuará sendo o carro-chefe da empresa. A Gradiente acredita que a marca ainda é muito forte entre os consumidores e, aos poucos, conquistará a fatia do mercado que tinha no passado.

Para retornar à produção, a companhia, que 2007 era detentora de 15% do mercado de áudio e vídeo no Brasil, fará uma engenharia financeira que envolverá três empresas: a atual controladora da marca Gradiente, a IGB, a Companhia Brasileira de Tecnologia Digital  (CBTD) e a HAG. A IGB negociou a locação da marca com a CBTD por R$ 389,6 milhões pelo prazo de nove anos. Também será feita a troca de ações da empresa, listada na bolsa de valores desde 1974, por uma que abrirá o capital neste ano.

Ao mesmo tempo, a arrendadora emitiu privadamente debêntures conversíveis em ações no valor de R$ 68 milhões. Os papéis foram adquiridos pelo Fundo de Investimento em Participações Enseada (FIP Enseada), que conta com aportes da Agência de Fomento do Estado do Amazonas e dos fundos de pensão Petros e Funcef, além da empresa americana Jabil, fabricante de eletroeletrônicos. A FIP Enseada ficará com 60% da CBTD.

Por meio do acordo, todos os recursos obtidos com o arrendamento da marca irão para a quitação do passivo da IGB, que chega a cerca de R$ 500 milhões. Os outros 40% ficarão com a HAG, que no primeiro trimestre deste ano fará uma oferta pública de ações (OPA) voltada aos 2,5 mil acionistas da IGB. A proposta será de 10 ações da HAG para cada ação da IGB. Ao final da operação, a família Staub terá 51% da nova empresa.

Gradiente, mercado, Eugênio Staub

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss