Supermercados devem crescer 8,8% na Páscoa 17 de março de 2010

Supermercados devem crescer 8,8% na Páscoa

         

Pesquisa revela que 51% dos supermercadistas esperam aumento nas vendas

Publicidade

<p>Os supermercados devem registrar um crescimento de 8,8% nas vendas de produtos ligados à Páscoa. É o que indica a Pesquisa de Páscoa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). O período é a segunda melhor data do ano para o setor. De acordo com o levantamento, 51% dos supermercadistas acreditam que as vendas de Páscoa em 2010 se situarão em um patamar superior ao de 2009.<br /> <br /> Já 37% acham que as vendas ficarão no mesmo patamar, enquanto 12% acreditam em queda nas vendas, em comparação com o ano anterior. Este ano, o destaque fica para os peixes em geral, cujas encomendas junto aos fornecedores cresceram 10,7%, seguidos por ovos de Páscoa (8,2%), bombons e chocolates (6,4%), bacalhau (5,8%), azeites (5,3%), vinhos importados (4,9%), vinhos nacionais (4%) e colomba pascal (2,7%). <br /> <br /> O estudo aponta ainda um aumento de 5,2%, em média, nos preços dos produtos de Páscoa, em relação a 2009. Sobre os valores pagos pelos supermercadistas aos fornecedores houve acréscimo de 6,8%, ambos os percentuais abaixo dos verificados no ano passado, que foram de 6,8% e 10,6%, respectivamente.<br /> <br /> O preço pago pelos supermercados pelo bacalhau subiu 11,8%, enquanto o preço praticado pelos supermercadistas aumentou 3,5%. Em vinho importado, o preço pago subiu 6,5% e o preço praticado, 9%. Em azeites, os percentuais ficaram em 1,7% (preço pago) e 5,9% (preço praticado); vinhos nacionais, em 7,2% (preço pago) e 5,3% (preço praticado); peixes em geral, em 8,1% (preço pago) e 6,6% (preço praticado); ovos de Páscoa, em 5,1% (preço pago) e 4,6% (preço praticado); colomba pascal, em 6,8% (preço pago) e 2,8% (preço praticado); e bombons e chocolates, em 9,7% (preços pagos) e 5,1% (preços praticados).</p>


Publicidade