Setor de franquias registra crescimento de 14,7% 4 de março de 2010

Setor de franquias registra crescimento de 14,7%

         

Acessórios Pessoais e Calçados foi setor que mais cresceu, com 41,2%

Publicidade

<p>O setor de franquias fechou o ano de 2009 com um faturamento de R$ 63 bilhões. O número equivale a um crescimento de 14,7% em relação ao ano anterior, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), a partir de uma pesquisa feita com 1.643 marcas de franquias atuantes no país.<br /> <br /> Um dos destaques do levantamento é o aumento no número de redes e unidades. No ano passado, 264 novas redes surgiram no mercado, um crescimento de 19,1%, totalizando 1.643. Entre elas estão Selleti, Brasil Cacau, Café Moinho, Casa do Sorvete Jundiá, Animafest, Dpil, Korai, Vest Casa, Riccó, RE/MAX, Total Express, Martelinho de Ouro, Babysol, Mara Mac e Pakalolo. Já o número de unidades saltou de 71.954 para 79.998.<br /> <br /> Para 2010, a expectativa continua positiva e as apostas são as microfranquias, negócios de até R$ 50 mil em investimento, e a exploração de novas cidades. A previsão é de que o faturamento cresça entre 15% e 16%. Em número de marcas, a expectativa é de aumento entre 10% e 12%, já em relação às unidades a expectativa é de que haja um incremento de 8% a 10%.<br /> <br /> Sobre os setores, o que mais cresceu em faturamento foi o de Acessórios Pessoais e Calçados, pelo terceiro ano consecutivo, registrando 41,2% de aumento em relação a 2008. Em segundo lugar está o setor de Vestuário, com 37,5% de aumento de faturamento, seguido pelo de Informática e Eletrônicos (28,9%) e o de Alimentação (21,8%).<br /> <br /> Em relação ao crescimento do número de redes, o destaque de 2009 foi o setor de Hotelaria e Turismo, com aumento de 33,3%, seguido por Acessórios Pessoais e Calçados (30,7%) e Veículos (25,9%). O segmento de Acessórios Pessoais e Calçados também foi o que mais cresceu em número de unidades, 23,5%, seguido pelo de Alimentação com 22,3% e pelo de Móveis, Decoração e Presentes, com 21,8%. A expansão internacional também cresceu em 2009. Atualmente 65 redes nacionais já operam no exterior.</p>


Publicidade