Ri Happy inaugura loja experimental e antecipa o futuro do varejo de brinquedos Bruno Mello 26 de maio de 2022

Ri Happy inaugura loja experimental e antecipa o futuro do varejo de brinquedos

         

Novo perfil está centrado na experiência dos visitantes e reformula a jornada de compra do cliente

Ri Happy inaugura loja experimental e antecipa o futuro do varejo de brinquedos
Publicidade

Os consumidores estão buscando cada vez experiências nas lojas e um atendimento mais personalizado. Atenta a isso, a rede Ri Happy lança uma loja laboratório, Ri Happy LAB, no Shopping Villa Lobos, em São Paulo, apresentando o projeto piloto de um novo formato de operação, que prioriza a experiência de diversão para crianças e adultos, além de oferecer diversas soluções tecnológicas que permitem uma nova interação no processo de compra.

Com foco na experiência dos visitantes, a diversão ganha destaque com o Espaço Brincar. Um local de encontros de grupos de amiguinhos, colegas de escola e espaço para confraternização de famílias de sangue e do coração. O espaço tem degustação de brinquedos e atividades lúdicas e muita diversão.

Profissionais responsáveis pela interação e demonstração de produtos e caracterizados como personagens de desenhos e filmes famosos, chamados de Encantadores desenvolverão ações e brincadeiras, tornando a loja um destino de diversão, um hub de conexão e entretenimento entre os pequenos e adultos. “Estamos materializando o novo propósito de trazer diversão para o centro dos negócios. A loja se integra a um amplo ecossistema do brincar e se torna um local de encontro para crianças de todas as idades, incluindo os adultos. A Ri Happy LAB protagoniza o futuro do varejo de brinquedos no Brasil”, Ronaldo Pereira Jr, CEO do Grupo Ri Happy.

Os sentidos também são estimulados, com cheiros, texturas e histórias que poderão ser ouvidas no meio da loja, trazendo uma experiência mais imersiva durante a visita. O conceito e projeto de retrofit foi desenvolvido pela empresa de inteligência de varejo Vimer Retail Experience, partiu da revisão funcional da jornada em loja para transformar todos os pontos de contato em focos de experiência. “Este lab carrega o que acreditamos para o novo renascimento do varejo, onde lojas físicas são palcos para marcas que atuam como plataformas. A diversão é a narrativa central de todas as experiências, a química que gera a conexão entre os usuários do espaço e a marca”, comenta Camila Salek, sócia-fundadora da Vimer.

Como parte do projeto, a agência também introduziu o conceito omnicanal na jornada. Na Ri Happy LAB foram implementadas tecnologias que devem mudar a experiência de compra do cliente. Como o processo de digitalização da compra no formato mobile, onde o cliente pode selecionar um brinquedo diretamente da prateleira e realizar o pagamento sem precisar pegar fila. O cliente também pode customizar e personalizar o pacote do presente. O momento da compra é uma das principais etapas da experiência completa, passando pela diversão, interação social e sensações.

Publicidade

Leia também: Varejo deve focar nas expectativas do cliente, tecnologia aprimorada, análise de dados e convergência com lojas físicas em 2022, avalia Emplifi


Publicidade