Geraldo Rocha Azevedo, somatório de experiências fizeram dele referência no marketing | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Geraldo Rocha Azevedo, somatório de experiências fizeram dele referência no marketing

Um dos representantes brasileiros em Cannes conta sua trajetória profissional e os desafios de ontem e de hoje. Conheça o perfil deste veterano do marketing

Por | 01/03/2007

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Geraldo Rocha Azevedo, somatório de experiências fizeram dele referência no marketing

Por Mariana Oliveira
redacao@mundodomarketing.com.br

 Aos 21 anos, quando a maioria dos jovens está se dedicando aos estudos ou mesmo à curtição, Geraldo Rocha Azevedo deu um importante passo em sua carreira no marketing. Hoje aos 43 anos, ele é um dos mais reconhecidos profissionais brasileiros e ostenta o recém divulgado posto de presidente do PromoLions em Cannes 2007.

Em entrevista ao Mundo do Marketing Geraldo conta que tudo em sua vida profissional contribuiu para que ele chegasse onde está hoje. "É um somatório", diz ao relembrar sua trajetória. "Minha maior conquista é contribuir a nível mundial para below e above the line serem tão importantes", completa.

Ele conta que tudo começou em 1981, quando ainda era um estudante de Direito. Junto com um amigo, Rocha Azevedo teve a idéia de realizar o primeiro campeonato de surfe interestadual na cidade de Ubatuba - SP. O evento foi um sucesso: além do público e dos participantes, patrocinadores também ficaram satisfeitos e logo a empresa já estava produzindo shows e outros eventos.

Geraldo Rocha Azevedo, no entanto, não se satisfez com o que já havia conquistado. Vendeu sua empresa e em pouco tempo foi trabalhar numa agência de referência: a Ogilvy & Mather Merchandising, que fazia parte da Ogilvy Promotions, então a maior na área de promoção do mundo. Nos Estados Unidos, onde permaneceu por aproximadamente três anos, ele vivenciou o crescimento da tecnologia no cotidiano do marketing a começar pela máquina de fax.

Experiência a favor do Brasil
De volta ao Brasil, Geraldo não descansou. Em 1989 fundou a Rocha Azevedo, empresa de marketing promocional que se tornou referência na América Latina, com escritórios na Argentina, Chile e Uruguai. A qualidade dos serviços da agência foi reconhecida com vários prêmios no setor, inclusive um Grand Prix do Globe Awards. A Rocha Azevedo foi adquirida pela The Marketing Store em 2001, onde Geraldo permaneceu até 2006.

A experiência nos Estados Unidos e no Brasil chamam a atenção para as peculiaridades de cada mercado. Apesar de reconhecer que as vendas no Brasil eram mais desenvolvidas, Rocha Azevedo destaca características como a regulamentação do profissional, o uso das tecnologias e a execução das ações como pontos diferenciais do mercado americano em relação ao nacional naquela época.

Aos poucos, estas características também se manifestaram no mercado brasileiro e em pelo menos uma delas, Geraldo outra vez se fez presente. Quando estava de volta ao Brasil, notou a demanda por associar os profissionais numa entidade que zelasse pelo mercado e pelas necessidades da área. Era os primeiros passos para a criação de uma associação do setor promocional.

A forma como Rocha Azevedo se tornou um dos fundadores da Ampro - Associação Brasileira de Marketing Promocional - foi curiosa. Ele conta que certa vez teve um desentendimento com um amigo por causa de uma peça que parecia plagiada. Como a campanha não havia sido veiculada, o CONAR não pode intervir na discussão. Deste modo, surgiu a primeira iniciativa de reunir os profissionais num fórum onde questões como esta pudessem ser debatidas - a Ampro.

Comunicação hoje
Mais de duas décadas de carreira pesam positivamente no currículo de Rocha Azevedo. Ele, atualmente Presidente de Ações Integradas e um dos sócios da Neogama BBH, também é reconhecido internacionalmente como Vice-Presidente da MAA (Marketing Agencies Association) para a América Latina.

No entanto, nem por isso os desafios terminaram. No início de fevereiro, Geraldo foi indicado como jurado no festival de Cannes. Ele que foi um dos poucos vencedores brasileiros no ano passado e agora terá como tarefa se aproximar ainda mais de campanhas vencedoras. "Em 2007 muitas empresas vão querer mostrar mais que o discurso [de comunicação integrada]", avalia.

Ele explica que ano passado houve grande repercussão para os ganhadores e, por isso, espera-se que os prêmios deste ano sejam bastante disputados. Além, é claro, de mostrar aquilo que Geraldo ressalta como maior tendência da promoção: a evolução do modelo de interrupção para o investimento em engajar o consumidor. "A principal tendência é engajar o consumidor com a marca", conclui.

Os desafios de Geraldo Rocha Azevedo, no entanto, não param por aí. Apesar de se dizer feliz, ele reconhece que a comunicação muda a cada instante, portanto ainda há muito a fazer. E ainda sobra tempo para o jiu-jitsu.

Acesse
www.neogamabbh.com.br
www.ampro.com.br

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss