Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Um ex-torneiro mecânico e uma jornalista no mundo do marketing carioca

Para trabalhar com marketing promocional e morar no Rio de Janeiro, não há outra escolha. Tem que ser marqueteiro e carioca. E dois dos sócios-diretores da Rio 360 Comunicação, o gaúcho Gaetano Lops e a paulista E

Por | 13/03/2006

bruno@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Um ex-torneiro mecânico e uma jornalista no mundo do marketing carioca

Por Bruno Mello
bruno@mundodomarketing.com.br

Ele nasceu no Rio Grande do Sul e ela em São Paulo, mas os dois têm a alma carioca. Ela é jornalista e ele já foi torneiro mecânico, judoca e modelo, mas hoje eles são mesmo é marqueteiros. Gaetano Lops e Eliana Santa Rita comandam, ao lado de Ricardo Gertrudes, a agência de marketing promocional Rio 360 Comunicação, que vem se destacando num cenário composto pela Baía da Guanabara, o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor.


Gaetano Lops foi operário, mas não tem aspirações políticas.
É casado com a cantora Elba Ramalho, mas o negócio dele é
fazer do marketing promocional o seu ofício. Já a diretora de
operações da Rio 360, Eliana Santa Rita, uniu duas paixões.
Trabalhar com marketing na cidade que ela ama, o Rio.

Antes de subir ao 14º andar da Torre do Rio Sul, onde trabalham e contemplam as vistas maravilhosas da cidade, os dois já fizeram de um tudo nesta vida. O gaúcho Gaetano - que tem água quente e erva-mate no escritório para fazer chimarrão -, entrou para o mundo do marketing, como ele diz, por acaso. Primeiro quase se formou em engenharia elétrica. Depois, ainda na adolescência, trabalhava como metalúrgico e fazia judô até que um dia resolveu mudar tudo. "Vim morar no Rio para treinar e tentar a vida de modelo que iria me dar uma remuneração maior do que trabalhar como torneiro mecânico", conta ao Mundo do Marketing.

Na Cidade Maravilhosa, Gaetano passou a competir no judô, recebeu um convite de Sergio Mattos para se juntar ao time da Elite e conheceu sua esposa, a cantora Elba Ramalho. "Foi quando comecei a trabalhar no show business, trabalhando como assistente, produtor, até virar empresário e sócio da Elba e do Cidade Negra", explica. "Comecei a ver o outro lado do palco nos shows que a Elba faz para empresas e passei a me relacionar com o marketing promocional", diz.

Mas, para Gaetano, o mercado do Rio ainda estava precisando de uma empresa que fizesse um giro de 360° por toda a comunicação. "Foi quando resolvi abrir uma empresa para fazer eventos. Daí, descobri que poderia abrir o leque do marketing promocional", afirma o diretor-geral da agência que utiliza as ferramentas de marketing com um toque carioca. Para isso, o executivo foi buscar no DNA do Banco de Eventos uma fórmula que, adicionada ao sol e à praia carioca, resultaria no sucesso da agência.

Um dos grandes arquitetos da Rio 360, ao lado de Gaetano, é o empresário José Victor Oliva, do Banco de Eventos, de onde veio Ricardo Gertrudes para cuidar da criação da agência. Victor também apresentou a paulista Eliana Santa Rita para entrar no negócio como sócia e diretora de operações. Paulista não, carioca. "Sempre tive encantamento e uma relação de alma com o Rio de Janeiro. Sempre tive clientes aqui, passei férias e tenho muitos amigos cariocas", ressalta. "Brinco que nasci erradamente em São Paulo porque tenho a alma carioca. E as pessoas daqui da 360 dizem que sou a paulista mais carioca que eles conhecem. Tenho jeito de carioca e o humor do carioca. Moro na Urca, trabalho na Torre do Rio Sul, vou à praia no posto 9 de Ipanema e tomo chopp no Bracarense", fala.

Antes de ficar bronzeada e jogar conversa fora no Leblon, a jornalista - filha do marqueteiro político Chico Santa Rita - trabalhou como repórter e redatora da Rádio Jovem Pan AM de São Paulo e nas redações da TV Record e Bandeirantes. Depois, não teve jeito, foi parar na política, produzindo os programas de TV de candidatos e showmício. "Foi aí que me apaixonei por eventos, mas queria trabalhar com produtos e na iniciativa privada porque achei que a política marcava demais a pessoa enquanto jornalista", conta. Em seguida, Eliana foi para a Miksom, empresa paulista de eventos, onde ficou por três anos. "Lá foi a minha grande escola, onde entendi a fazer eventos de grande porte trabalhando com grandes clientes", lembra.

Ainda assim, a executiva achava que tinha que ampliar os horizontes. Foi para a AV Produções como diretora de atendimento de onde saiu para abrir a sua empresa em 2003, a CorpE. "Comecei a trabalhar o marketing para construir uma marca, agregar valor a esta marca, planejar, fazer um plano de negócio para saber como essa empresa iria funcionar, quais as metas, quais segmentos iríamos trabalhar, quais as estratégias de marketing iríamos utilizar para posicionar a empresa", explica. Nesta época, Eliana fazia trabalhos para a Goodyear, GM, Pirelli, Fiat, Adria e Citibank, mas os outros rumos que a empresa estava tomando não a deixavam feliz e o convite de Oliva caiu como uma luva.

Na Rio 360, Eliana fica com um olho na paisagem maravilhosa e com o outro em todos os briefings da agência para poder partir para o planejamento e traçar as rotas que devem ser seguidas para entregar um serviço. "Esta parte tem que ser bem feita para partimos para a execução sem sangrar. Tem que suar antes para tentar evitar o sangramento. Depois, é só administrar a execução. No Réveillon, chegamos a lidar com cem fornecedores e a trabalhar diretamente com cerca de mil pessoas", adiciona, relatando que a agência teve que coordenar a montagem dos três palcos móveis para o show nas pistas da Avenida Atlântica em menos de 12 horas. "Foi um esquema de guerra. Não dava para atrasar o evento porque à meia noite explodiam os fogos", diz.


Eliana é rata de praia. Chega em Ipanema às 9 da manhã
e só sai quando o sol está baixando para ir ao Bracarense, no Leblon.
Também, quem vai querer sair de um lugar desses?

"Fazer um evento é um acontecimento ao vivo. Não é como um anúncio que é aprovado mil vezes antes de ser publicado. Tem que ter um planejamento estratégico enorme porque não se pode fazer as coisas da noite para o dia", fala o gaúcho flamenguista Gaetano, que nunca estudou marketing, mas aprendeu no dia-a-dia. "Não tenho as bases normais de uma faculdade, mas tenho muita prática. Não inventamos ferramentas novas, mas conseguimos novas formas de utilizá-las. Nossa idéia é trabalhar com um conceito de 360° em comunicação para cada cliente, independente do tamanho", diz, referindo-se aos 40º do calor carioca multiplicados por nove áreas de trabalho: eventos, lançamentos, assessoria de imprensa e RP, show, convenções, ponto de venda, campanhas e viagens de incentivo, estandes e promoções.

E haja pique. "Tenho um escritório aqui do lado que cuida da Elba e um outro que cuida do Cidade. São equipes diferentes, vou lá, eles vem aqui e vira uma salada de frutas maluca, mas que vem dando certo. Estou correndo das 6h às 7h, treino judô das 7h às 8h, 8h30 já estou na agência e só saio daqui quando acaba o trabalho, por volta das 21h", conta Gateano.

Rio 360 Comunicação - www.rio360com.com.br
Conheça o estilo carioca da agência de marketing promocional do gaúcho Gaetano Lops e da paulista Eliana Santa Rita.

Tome um chopp no Bracarense
Campeoníssimo nas eleições de melhor botequim do Rio, o bar é um dos points mais freqüentados pelos cariocas. Tem petiscos deliciosos, gente bonita e, claro, chopp gelado. Rua José Linhares 85, Leblon. Tel.: (21) 2294-3549





Comentários


Acervo

Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss