Reportagens

Publicidade
Publicidade
Planejamento Estratégico

Google abre incubadora Youtube Space no Rio para melhorar canais

Investimento visa profissionalizar criativos para aumentar relevância dos vídeos, impulsionar audiência e atrair anunciantes. Espaço deve ser inaugurado no fim de 2016

Por Roberta Moraes - 10/09/2015

Fabio Coelho, Presidente do Google no BrasilO Rio de Janeiro foi a cidade escolhida para sediar o YouTube Space, polo criativo da plataforma de vídeos do Google, que oferecerá estrutura completa para produtores de conteúdo gravarem seus vídeos. Além de quatro estúdios abastecidos com cenários e equipamentos de audiovisual, a incubadora contará ainda com área para a realização de oficinas e workshops, a fim de capacitar os YouTubers e incentivar a produção de programas com maior qualidade e relevância. O centro colaborativo será instalado no Armazém 1, no Porto Maravilha, em área com cerca de dois mil metros quadrados e com previsão de que esteja em funcionamento até o fim de 2016.

Apesar de ser o primeiro espaço exclusivamente dedicado à proposta no Brasil, a empresa de vídeos digitais também está presente na cidade de São Paulo, onde desde o fim do ano passado oferece cursos e disponibiliza um estúdio para gravações em parceria com o Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias. Com a chegada ao Rio, o país se iguala apenas aos Estados Unidos em número de YouTube Spaces, que conta com instalações em Nova Iorque e Los Angeles. O projeto está ainda em Tóquio, Londres, Berlim e Mumbai. Até março de 2015, todas as unidades em funcionamento foram responsáveis pela produção de 10 mil vídeos, que geraram mais de um bilhão de visualizações e mais de 70 milhões de horas assistidas.

A companhia não abre o valor do investimento, mas deixa claro que a iniciativa visa movimentar o mercado publicitário e contribuir para que os internautas utilizem cada vez mais o canal profissionalmente. “O que queremos com essa plataforma é que as pessoas tenham a possibilidade de empreender e que possam participar deste movimento em que a criatividade estruturada, construída em uma relação direta entre quem produz e quem consome possa viver disso algum dia. Ou ao menos possa sonhar em ser referência, tendo visibilidade e sendo reconhecida”, explicou Fabio Coelho, Presidente do Google no Brasil durante o anúncio da instalação do YouTube Space no Rio, no Museu de Arte do Rio (MAR), na Zona Portuária. 

Mais que cidade, um polo cultural
Não por acaso, o Google mira seus investimentos para o vídeo no Rio de Janeiro. Quatro canais cariocas estão entre os 10 maiores perfis no YouTube em número de assinantes: Porta dos Fundos, Parafernalha, VenomExtreme e Felipe Neto. “O Rio é o nosso polo audiovisual por excelência e definição. Grandes produtores de conteúdo para o YouTube são do Rio de Janeiro. Nada melhor do que fazermos a aposta para este investimento estruturante aqui, para que possamos permitir que esses talentos se expressem e consigam ser reconhecidos e remunerados por meio da plataforma”, acrescenta Fabio Coelho.

Se a Cidade Maravilhosa é valorizada pela sua capacidade de criação, o Brasil também é reconhecido pela importância estratégica para o site. São 70 milhões de espectadores de vídeos online por aqui. A marca faz com que o país esteja entre os cinco mercados do YouTube em tempo de exibição: assiste-se em média a oito horas de streaming por semana. Apesar de ser grande consumidor, os brasileiros ainda não se destacaram em quantidade de vídeos produzidos e carregados no site e a proposta dos centros de criação é oferecer ferramentas e orientações para estimular a inovação. Todas as atividades realizadas nos Spaces são gratuitas, mas, para utilizar os estúdios, o canal deve ter ao menos 2,5 mil assinantes, quantidade considerada pequena para este universo que gira em torno de milhões. A limitação é para garantir que os interessados tenham uma dedicação mínima aos seus canais.

Para valorizar e estimular os talentos, especialistas estarão disponíveis no espaço para auxiliar os novos e até os mais experientes YouTubers. Todo o investimento visa estimular a economia criativa e o empreendedorismo no Brasil, encurtando distâncias por meio da internet. “A tecnologia pode ajudar a melhorar a vida das pessoas de várias formas, como gerando mais acesso para que elas possam ter mais conhecimento, informação e cultura para tomar as melhores decisões em suas vidas. Esse acesso faz com que as pessoas, em suas próprias cidades, possam consumir informação, conteúdo e entretenimento, mas também produzir isso por meio de plataformas como o YouTube”, acrescenta o presidente do Google no Brasil. 

Lance Podell, Diretor Global dos YouTubesProjeto baseado em três conceitos
Para estimular a profissionalização da produção audiovisual no país, o lugar contará com equipamentos de ponta, como câmeras 4K com capacidade de filmar em 360 graus, ilha de edição, cromaquis e material de pós-produção. Mas muito além de oferecer treinamento didático e ferramenta para a gravação, o espaço está baseado, principalmente, no tripé: aprendizagem, criação e conexão. A possibilidade de reunir em uma mesma área mentes criativas é vista pela companhia como um dos grandes ativos do projeto. “Este não será um espaço de competição entre os YouTubers, mas uma grande escola, onde todos poderão aprender e trocar conhecimento”, disse Lance Podell, Diretor Global dos YouTubes, durante o lançamento na pedra fundamental do projeto.

Para garantir que todos os interessados tenham as mesmas condições, o primeiro contato com o Space será feito pela internet. Por meio de um site, poderão ser agendados os horários para uso dos estúdios ou fazer a inscrição para as palestras e oficinas. Todos os inscritos terão condições iguais e a marcação acontecerá por ordem de inscrição, evitando que a relevância ou a audiência do canal influenciem no uso do espaço. O quanto toda essa movimentação representará em produção visual não pode ser mensurada pela empresa, mas a expectativa é de que a unidade carioca supere a de São Paulo, que no primeiro semestre deste ano recebeu 1.600 pessoas. “Nossa expectativa é de que o YouTube Space no Rio tenha entre 1.200 a 1.500 visitas por trimestre”, afirmou Álvaro Paes de Barros, Diretor dos YouTube Spaces no Brasil.   

Leia também: Como utilizar vídeos online no Marketing da minha empresa? Dicas do Mundo do Marketing Inteligência.

youtube