Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

A indústria está de olho no seu prato

Pesquisa realizada pela ESPM e Toledo & Associados mostra o que e como o brasileiro está se alimentando

Por | 11/09/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A indústria está de olho no seu prato

Bruno Mello
bruno@mundodomarketing.com.br

A crença popular diz que nada acontece por obra do acaso. No Marketing, sobretudo, cada ação deve ser cuidadosamente planejada e as pesquisas são ferramentas essenciais para o desenvolvimento do Planejamento Estratégico de uma empresa, de um produto ou de um serviço. Na indústria alimentícia não é diferente.

Os fabricantes estão sempre de olho no que o brasileiro põe à mesa. Para ajudar nesta receita, a ESPM - Escola Superior de Propaganda & Marketing - e a consultoria Toledo & Associados realizaram uma pesquisa sobre os hábitos alimentares do brasileiro. O estudo aponta que o arroz (96%) com feijão (94%) está presente no almoço e no jantar de praticamente todos os lares do país. "A sociedade brasileira tem um cardápio comum independente de classe e de região geográfica embora os itens regionais tenham importância", afirma Lívia Barbosa, antropóloga e professora da ESPM, em entrevista ao site.

Um dado importante também para o varejo e para outros segmentos diz respeito à média de gasto mensal com alimentação por domicílio. A classe A consome R$ 800,00 nas compras no supermercado enquanto a classe E leva no carrinho R$ 200,00. Na classe B, os gastos com o que será servido no café da manhã, almoço e jantar chega a R$ 600,00, enquanto na Classe C o valor é de R$ 400,00 e na D é de R$ 300,00.

Em média, o brasileiro faz três refeições diárias: café, almoço e jantar. O lanche da tarde é a quarta refeição mais consumida. A pesquisa aponta que este dado é fruto da agenda conturbada das pessoas que deixaram de fazer suas refeições em família. Isso faz com que o desejo de se reunir no fim de semana seja maior, enquanto durante a semana os jovens preferem comer no quarto, no sofá ou no computador. Em comum, todos têm a TV como companhia.

Alimentação saudável
Na hora da refeição, os grupos de mais idade demonstram preocupação com uma alimentação saudável enquanto os jovens não estão preocupados com a saúde alimentar. Eles só tomam cuidado com o que estão comendo para manter a forma, o peso, não engordar, emagrecer, fazer regime ou dieta (46%). A opção por produtos que ofereçam beneficio à saúde é mais acentuada nas classes de maior poder aquisitivo, pois são elas quem consomem produtos light (A=28%, B= 18% e C=12%).

E, sem o poder de argumentação por um produto saudável, a indústria terá mesmo é que fisgar este novo consumidor pela boca, pois eles querem cada vez mais comidas saborosas, conforme aponta o estudo. Ao mesmo tempo, os jovens não querem gastar tempo na cozinha. Quem procura pelas receitas "mais fáceis" (63%) também representa as classes menos favorecidas (C,D e E=62%).

Todos podem fazer seus cardápios, mas quem escolhe o que será servido são as mulheres (70%). Elas compram o que o homem julga ser supérfluo, vai ao supermercado sem o marido, gosta de comprar com calma e quer experimentar novos produtos. Já o homem é mais rápido nas compras, fica irritado quando não encontra o que procura e não suporta experimentar novos produtos.

A amostra compõe um universo de 2.136 pessoas, sendo a maioria mulheres (74%) das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém e Distrito Federal, com idade entre 17 e 65 anos, das classes A, B, C, D e E. Todos os dados vão servir para estudos que ditarão as tendências de consumo e ajudarão a indústria a traçar suas estratégias. Afinal, atender as necessidades do consumidor - e surpreendê-lo - é a razão de elas existirem, além de gerar lucro para seus acionistas, claro.





Comentários


Acervo

Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss