Bee inspira-se no carnaval e no futebol carioca para crescer | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Bee inspira-se no carnaval e no futebol carioca para crescer

Rede lança uma nova coleção baseada no samba e no grafite

Por | 10/12/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Bee inspira-se no carnaval e no futebol carioca para crescer

Por Guilherme Neto
guilherme@superig.com.br

Um ícone dos anos 1980 que ainda resiste ao passar dos anos e atualiza-se ao mesmo tempo em que se mantém fiel à sua origem. É isso que a grife carioca Bee reforça em um novo posicionamento. A marca acaba de inaugurar 22 quiosques temporários em shoppings no Rio com o lançamento da coleção "Carnaval Ilustrado", com peças inspiradas no grafite e no samba. Os novos pontos-de-venda devem funcionar até pouco depois do Carnaval.

A Bee surgiu há 40 anos, desde o começo apostando no estilo "carioca" ao criar as peças de moda as quais comercializava. A forte identificação com a cultura do Rio de Janeiro potencializou as vendas no mercado exterior. Os estrangeiros foram atraídos pela brasilidade, alegria e cores difundidas por suas roupas e acessórios. A exportação para países da Europa e o Caribe hoje já têm a mesma importância para marca que as vendas no mercado interno.

Bee ligou marca ao carnaval e futebol
Por aqui, a Bee foi buscar inspiração no carnaval e no futebol carioca. Desde 1984, a marca fabrica os uniformes da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (LIESA) e de todas as escolas de samba do Rio. A iniciativa partiu do Capitão Guimarães, então presidente da Unidos de Vila Isabel, e perpetuou-se nas demais agremiações quando ele se tornou presidente da liga. Desde então, além de ter sua marca reforçada em uma das maiores festas do mundo, a grife aproveita e monta estandes no Sambódromo para vender seus produtos.

Já a sua relação com o futebol era reforçada em uma tradicional pelada de fim de ano na praia do Leme, em que astros do futebol brasileiros eram convidados a enfrentar um time formado por funcionários e amigos da Bee. "Hoje em dia, não fazemos mais isso porque ficou cada vez mais difícil reunir os craques, que preferem passar o final de ano no exterior, nos países em que atuam", explica Wilson Guedes, fundador da marca, que recentemente deixou a direção da empresa a cargo de seu filho, Igor de Guedes.

A grife também fez história ao comercializar pela primeira vez no Brasil produtos de marcas como Lacoste e o tênis All Star, arrematados em leilões feitos a partir de itens apreendidos pela alfândega nos anos da ditadura. "Nessa época, essa era a única forma legal de vender esses produtos, já que era proibido importar, por isso sempre comparecia nos leilões para arrematá-los", explica Guedes.

Foco em lojas em aeroportos
Levando-se em conta que a marca aliou-se a dois conceitos que mais atraem turistas à cidade maravilhosa e seu forte apelo para exportação, parece natural o foco na marca em abrir lojas em aeroportos. Apesar de já ter tido lojas em shoppings e ainda manter quiosques temporários nesses lugares, a Bee atualmente mantém apenas duas lojas fixas fora de aeroportos - em Búzios, no estado do Rio de Janeiro, administrada por Catarina Guedes, esposa do fundador; e no Píer Mauá, no centro da cidade carioca.

A primeira das lojas em aeroportos foi aberta no Galeão, no Rio de Janeiro. Hoje em dia, já são 16 lojas em aeroportos de capitais como São Paulo, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília. "Percebemos que o retorno das vendas nesses pontos era muito maior, devido ao apelo turístico da marca e o fato de ser um local com alta movimentação de pessoas. Na época, era facilitado pela falta de concorrência, mas hoje disputamos com fortes ações de Marketing de outras marcas, que também perceberam o potencial do espaço", conta Guedes.

Bee já prepara-se para o carnaval de 2009
Nos últimos anos, a Bee vem reforçando suas estratégias de Marketing com a colaboração da consultora Renata Sanches. A marca já se prepara para o carnaval do próximo ano e está presente nos ensaios técnicos das escolas de samba - de 5 de dezembro até 15 de fevereiro - onde as apresentações gratuitas chegam a reunir 50 mil pessoas. Este ano serão quatro estandes montados no sambódromo, além da presença de 45 vendedores na passarela do samba.

Recentemente, a marca também vem investindo em festas de lançamento de novas coleções. A última delas aconteceu no final de novembro, no shopping Rio Sul, onde a Bee abriu um de seus quiosques temporários, quando convidou grafiteiros para personalizar camisas ao vivo, seguindo o mote da nova coleção da marca (foto). A grife também aproveitou o Dia Nacional do Samba no último dia 3 de dezembro e pagou o consumo de chopes em alguns bares da cidade.

Outra estratégia que a marca prepara para breve é o sorteio de 100 ingressos para os desfiles das escolas de samba no Sambódromo, em uma promoção ainda a ser divulgada. Além disso, outras ações de sucesso da marca são a confecção de uniformes para o Festival de Parintins e para alguns camarotes no Sambódromo, como o da Coca-Cola.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss