Revolução da comunicação através da guerrilha | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Revolução da comunicação através da guerrilha

No Seminário Marketing 360, Marketing de Guerrilha mostra que a propaganda não é tão eficaz quanto parece

Por | 27/06/2008

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Revolução da comunicação através da guerrilha

Por Thiago Terra
thiago@mundodomarketing.com.br

O Marketing de Guerrilha cresce e aparece literalmente. Provas de que o negócio dá resultado é a marca Google, que nunca fez um comercial sequer. De acordo com Gustavo Fortes, sócio-fundador da agência Espalhe, esta é a nova tendência de comunicação diferenciada. "Seja on-line ou off-line, a propaganda é muito chata. Ninguém mais aguenta", acredita Fortes.

O contexto que permite a existência do Marketing de guerrilha é baseado na revolução da comunicação. E esta revolução tem aliado de peso que chama cada vez mais os usuários para a guerrilha, que é a Internet.

Um indício de que esta revolução vem de baixo para cima é o Napster, que foi feito por um garoto de dezenove anos, sem formação e não por uma empresa grande. O que o Marketing de guerrilha prega é a proximidade entre marca e consumidor. Enquanto a propaganda ressalta que uma marca, empresa, produto ou serviço é o melhor, a web pergunta - Quem disse isso?

A guerrilha aposta sempre no conceito viral e hoje é cada vez mais comum as pessoas buscarem opiniões de um amigo. "Prefiro o conselho de quem está perto do que acreditar que o shampoo da TV vai fazer meu cabelo ficar igual ao do modelo", diz Gustavo Fortes no III Seminário Marketing 360º.

As principais armas de guerrilha são os pequenos grupos que geram energia e criatividade, os métodos não-convencionais, agilidade na resposta e ações que fazem as pessoas falarem. "O objetivo é o boca-a-boca, e esse é o nosso negócio", afirma.

O Skype é um serviço que gera o boca-a-boca natural e nunca precisou fazer propaganda porque o serviço agrada o usuário e ele conta isso para a sua rede de amigos. Empresa que fez boca-a-boca amplificado foi a Daspú. Este foi um case de criatividade de guerrilha porque quando pensaram em um nome para a Associação de Prostitutas, usaram um nome que as pessoas falam. O III Seminário Marketing 360º é patrocinado pela Copernicus Marketing Consulting, Sun-MRM, TNS InterScience e Dinamize.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss