Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Publicidade

Carência de profissionais de Tecnologia no Marketing é alta

Setor se posiciona quase que atônito diante de tantas novidades tecnológicas. Junção com área de TI deve seguir até que gestores foquem em capacitação individual

Por | 01/02/2017

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Alexandre Arima, Diretor de Marketing Latam da Robert HalfDentre tantas reinvenções do Marketing, poucas delas terão mais impacto na vida do profissional da área do que a chegada da Tecnologia no setor. Isso porque as ferramentas de métricas ou para relacionamento com o consumidor vêm exigindo um olhar cada vez mais analítico e de processamento de dados. Mais do que se preocupar com a forma de comunicação de uma marca, o desafio é compreender as particularidades de cada inovação e saber aplicá-las no dia a dia.

O que se vê atualmente, no entanto, ainda é uma categoria quase que atônita diante de tantas "novidades" como Inbound Marketing, Big Data, Consumer Experience, Realidade Aumentada, entre outras. Ainda que os gestores busquem uma qualificação no mercado para somar à sua equipe, poucas são as instituições que já oferecem pós-graduação ou especializações em temas tão novos.

Para que os profissionais não sejam engolidos ou substituídos por pessoas de outras áreas, como engenharia e TI, por exemplo, cursos livres e troca de ideias com especialistas já é um bom caminho. "No Brasil, o Martech ainda é um assunto que se fala mais com curiosidade do que aplicação. É algo que terá uma demanda a longo prazo, ainda que a necessidade seja urgente. Aquele que não se atualizar será engolido pelos concorrentes, porque é algo que já vem mudando as configurações das empresas", conta Alexandre Arima, Diretor de Marketing Latam da Robert Half, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Fazer mais com menos
O hibridismo no Marketing já é algo que vem ocorrendo em grandes empresas e startups, com pessoas de diferentes formações pensando em uma só estratégia. Se pelo lado do Marketing não há muito conhecimento em plataformas e leitura de dados, a equipe de TI chega para somar forças - o que fornece a empresa mais algum tempo de preparação para que se aprofunde em novas ferramentas.

Chegará o momento em que o próprio profissional da área estratégica terá que desenvolver as competências de Big Data e Digital, caso não queira ser substituído. "Futuramente as empresas perceberão que é mais custoso manter duas pessoas fazendo o que uma poderia. Em outros países a Tecnologia no Marketing facilitou o trabalho na área, com soluções que ajudam o trabalhador a entender melhor o consumidor e pensar mais rápido em uma ação. Aqui ainda funciona tudo de maneira tradicional", conta Alexandre.

Hoje em dia ainda não são todas as empresas que buscam essas características técnicas na hora de recrutar um funcionário para o setor. "Muitas empresas não estão envolvidas com essas ferramentas novas, por isso preferem capacitar internamente quando ouvem falar de alguma delas ou até mesmo recrutar uma consultoria que saiba executar uma inovação em específico", conta Alexandre.

Demanda
A escassez de profissionais capacitados para atuar em Tecnologia no Marketing reflete um mercado ainda com pouca demanda. Ao invés de esperar que as empresas busquem esse perfil, é necessário que as pessoas obtenham um maior conhecimento sobre pelo menos um assunto da área. Dentre os temas com mais carência está a aplicação em realidade aumentada - que em 2017 deve ganhar maior relevância nas ações.

A atualização e pesquisas sobre a área são itens fundamentais para aqueles que não querem ser engolidos pelas novidades. "O Marketing é algo que se reinventa, por isso pede profissionais que façam o mesmo e sigam acompanhando as tendências. Companhias que estão alinhadas com lançamentos do exterior ganham vantagem em apresentar essas tecnologias, mas é preciso inteligência para saber como aplicá-las também", pontua o Diretor de Marketing da Robert Half.

Startups que vendem soluções tecnológicas já começam a ensinar como utilizar as ferramentas e o diferencial que causam nos resultados como forma de ampliar o conhecimento e também venderem mais seus serviços. "Esses empreendedores perceberam que de nada adianta lançar algo extraordinário se o mercado não está preparado e, aqui no Brasil, as pessoas ainda precisam começar a compreender o Martech como algo que já chegou para revolucionar a área", conclui.

Saiba mais sobre como a Tecnologia no Marketing impacta os profissionais da área no estudo sobre o tema, disponível no Mundo do Marketing Inteligência. Conteúdo exclusivo para assinantes.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss