10 reportagens mais lidas em 2015 | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

10 reportagens mais lidas em 2015

O novo modelo de capitalismo apontado por Philip Kotler, a febre das hamburguerias e as tendências tecnológicas que mudarão os negócios nos próximos anos foram um dos destaques

Por | 09/12/2015

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O novo modelo de capitalismo apontado por Philip Kotler, a febre das hamburguerias, a loja do futuro implantada pela C&A, as estratégias do Outback para superar a crise, as tendências de consumo, o user experience branding e as estratégias de Marketing foram alguns dos temas que ganharam destaque no Mundo do Marketing ao longo de 2015. As 10 tendências tecnológicas que mudarão os negócios nos próximos anos, disponibilizado em formato de dica, conteúdo do Mundo do Marketing no Inteligência, canal exclusivo para assinantes, também entrou no ranking dos mais lidos, assim como o editorial que mostrou como uma empresa não deve se comportar.

1 - Philip Kotler aponta para um novo modelo de capitalismo
Os novos caminhos do mercado do futuro foram apontados pelo guru do Marketing em entrevista exclusiva ao Mundo do Marketing. Neste conteúdo, que liderou a audiência neste ano, o especialista apontou falhas na forma como as empresas conduzem seus negócios e reforçou que "cada companhia deve redefinir o seu propósito, dizendo como pensa que seu trabalho está beneficiando a sociedade". O posicionamento do especialista ajuda as empresas a entenderem o novo momento do capitalismo e traz insights para elas repensarem sua atuação. Leia a entrevista completa aqui.

Philip Kotler

2 - Hamburguerias: a febre vai além da moda. Entenda por quê
O tradicional lanche de pão com carne ganhou sofisticação e serviu de mote para um negócio que tem se mostrado rentável: as hamburguerias. Aliado a diversas tendências do mercado, como food trucks e premiumização, este modelo de negócio ganhou força e se consolida no cenário nacional como referência de produto diferenciado e com alto valor agregado. Leia a reportagem na íntegra aqui.

hamburgueria

3 - A loja do futuro já é realidade na C&A. Saiba como foi a sua concepção
Não é de hoje que os consumidores estão ganhando mais destaque nos planejamentos das empresas e na concepção de lojas isso não é diferente. Empoderado, esse shopper quer experiência e entretenimento no ponto de venda físico, que passa a precisar ser concebido de forma mais sistêmica do que antes. Levar uma equipe multidisciplinar para a concepção do projeto arquitetônico é um dos caminhos que ajuda a desenvolver um espaço mais interessante para o público. A varejista C&A já começou a inovar neste quesito. Saiba como na reportagem.

C&A

4 - Consumidor valorizará parceria e engajamento de marcas em ano difícil
Em ano de recessão econômica, aumento do desemprego e alta na inflação, os consumidores esperam que as empresas estejam ao lado delas nesses momentos de dificuldade. O cenário de incertezas faz com que a população freie as compras e pense cada vez mais antes de colocar a mão na carteira. Para tentar reverter esse quadro, as empresas devem investir ainda mais em relacionamento. Leia a reportagem na íntegra aqui.

consumidor

5 - O segredo do Outback para prosperar na crise
Para manter a taxa de crescimento de 20% ao ano, a rede de restaurantes Outback lançou mão de uma agressiva estratégia de Marketing, que contemplou ações on e off-line para superar a crise. A empresa chegou a maioridade no Brasil, país que concentra restaurantes com maior receita, fazendo promoções para atrair os consumidores. Nove lojas brasileiras ficaram entre os 10 maiores faturamentos da rede na avaliação do primeiro trimestre de 2015. Mesmo no ano em que o food service registrou queda, a companhia se sobressaiu. Saiba como na reportagem.

outback

6 - User Experience Branding: interação com o consumidor chega aos logos
Se no passado as marcas eram representadas por logotipos estáticos e fechados, agora, o público espera algo mais moderno e que possa se adequar a diversas realidades. Com o movimento de user experience branding, a marca passa a ser constituída a partir da experiência das pessoas com ela - e não por si mesma, afinal, a sociedade em rede derruba hierarquias e discursos centralizadores. Leia a reportagem completa aqui.

user experience branding

7 - 10 tendências tecnológicas que mudarão os negócios nos próximos anos
A ascensão das empresas digitais, nos últimos anos, levou a uma série de lançamentos de novos produtos que alteraram significativamente a relação entre os homens e as máquinas. A tendência, inclusive, é que eles se tornem "colegas de trabalho" e, possivelmente, ainda mais dependentes um do outro. Os equipamentos tecnológicos baseados em computação passaram a ser cada vez mais utilizados para criar uma variedade de experiências que ampliam o esforço humano. Veja as 10 tendências aqui.

tecnologia

8 - 10 tendências globais de consumo que estão impactando marcas em 2015
Conveniência e sustentabilidade foram as palavras de ordem, segundo levantamento da Trendwatching, que no início do ano mostrou quais prioridades as empresas deveriam ter para atender às exigências dos consumidores. A escassez de tempo, a necessidade de desenvolver novas habilidades para apresentar no círculo social, o uso de ferramentas tecnológicas e a preocupação crescente com o meio ambiente foram outras vertentes apresentadas no levantamento. Leia a reportagem na íntegra.

9 - 7 estratégias de Marketing que se consolidarão em 2015
Costumer Experience Management, User Experience Branding, gamificação e automação de Marketing foram algumas das ferramentas apresentadas no início do ano e que deveriam se consolidar neste período. As principais táticas trazem insights para aumentar a satisfação do consumidor por meio de ações que proporcione mais interação com ele. Leia as estratégias aqui.

2015

10 - Ponto Frio rasga o manual da experiência do cliente
Um dos principais varejistas do país mostrou neste ano como o cliente não deve ser tratado. Uma unidade do Ponto Frio no Centro do Rio de Janeiro suspendeu sofás para evitar que as pessoas os utilizassem para descansar, impedindo, inclusive, que prospects os experimentassem. Como se a medida antipática fosse pouca, a mesma loja mantém os televisores desligados dificultando que os consumidores vejam o seu funcionamento. O caso virou editorial no Mundo do Marketing e exemplo de como as empresas não devem se comportar. Leia o editorial completo aqui.

 

Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2020.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2020. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss