Novos desafios são o combustível de Silvana Conte | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Novos desafios são o combustível de Silvana Conte

Criatividade e energia incentivam a publicitária que deixou o Sul para crescer na carreira e hoje está à frente do Rio Design

Por | 04/01/2007

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Novos desafios são o combustível de Silvana Conte

Por Mariana Oliveira
redacao@mundodomarketing.com.br

Apenas quatro meses depois de assumir a Gerência de Marketing dos Shoppings Rio Design, Silvana Conte comemora os resultados de uma estratégia que iniciou antes de sua gestão e atualmente se consolida. A marca Rio Design, que dá nome a dois shoppings no Rio de Janeiro (na Barra da Tijuca e no Leblon), foi reposicionada para ampliar o mix de produtos, que antes era apenas de artigos de decoração.

O público ainda é o mesmo: altamente qualificado, mas as estratégias exigem cada vez mais foco e atenção diferenciada. À frente do desafio de lidar com os empreendedores, lojistas, a equipe de pouco mais de 20 pessoas e ainda o público e as peculiaridades dos dois shoppings, está Silvana, uma publicitária gaúcha que uniu a experiência do varejo e a energia de novos desafios para crescer na carreira.

Com passagens por empresas como Renner e TIM, ela conta em entrevista ao site que começou a se interessar pelo marketing a partir do momento em que a publicidade não apresentou respostas às suas perguntas. "Quando era publicitária em agência sentia muita falta de conhecer 'o negócio'. Muitas vezes pensava em coisas que eram soluções muito formatadas, em que a mídia em si era solução para o meu problema", explica.

Com o atendimento a grandes empresas, Silvana percebeu que muitas vezes o problema não estava na publicidade, mas em outras questões. A curiosidade a levou a pesquisar outras soluções que o marketing naturalmente apresentou. "Comecei a me interessar não pelo marketing em si, em entender o negócio e a propor soluções que fossem efetivamente positivas para o funcionamento, seja ela a publicidade, a comunicação ou o visual merchandising. E acabei indo buscar conhecimento nestas áreas para que eu pudesse estar preparada para olhar um negócio e conseguir mais ou menos entender para que caminho ele precisa ir", analisa.

A criatividade adquirida ao trabalhar com poucos recursos - no interior do RS - lhe forneceram experiência para reconhecer diferentes públicos e se interessar essencialmente pelo varejo, uma área que descreve como dinâmica e vivaz. "Isso que me atraiu: a possibilidade de trabalhar num lugar que é cheio de gente, com muitas interações e que você precisa realmente definir e escolher como que você vai trabalhar para atingir o objetivo", observa Silvana.

Os desafios
Se hoje, no entanto, Silvana se orgulha ao dizer que desde o reposicionamento o Rio Design Leblon teve 60% de crescimento de fluxo e 50% nas vendas, e o Rio Design Barra teve 60% de crescimento de fluxo e 80% nas vendas, ela admite que não é tarefa fácil comandar estratégias que apesar de semelhantes apresentam tantas peculiaridades. O que Silvana destaca, no entanto, não é o respeito às diferenças, mas reunir o que é semelhante. "O desafio é você conseguir verificar - e isso é um trabalho até de branding - o que você pode comunicar que é igual", considera.

Enquanto o shopping do Leblon está numa das ruas mais movimentadas do bairro (na Ataulfo de Paiva), o Rio Design Barra se encontra geograficamente num lugar em que os shoppings não são raros e que, por isso, é preciso investir em meios de atrair os consumidores de outras formas que não a corriqueira visita a um "vizinho".

As estratégias de marketing do Rio Design Leblon privilegiam o relacionamento com a comunidade. "Fazemos parte de um grande shopping a céu aberto", compara Silvana. Por este motivo, as estratégias incluem serviços como consultoria de estilo gratuita, carregadores, atendimento bilíngüe, call center, Espaço-Cliente e atividades infantis nos fins de semana. "Queremos ser vistos como um vizinho bacana", ressalta.

Por outro lado, na Barra, ir ao shopping é um programa e é necessário atrair os consumidores para um lugar em que possam encontrar uma experiência única de compra, num ambiente agradável - sem a multidão que caracteriza shoppings tradicionais da localidade -, corredores amplos e eventos que atraem o público, como o lançamento do filme Estamira. Daí nasceu também a identificação de Silvana com a agência de publicidade do empreendimento, a Artplan, que se tornou uma parceira. "A Artplan tem este mesmo DNA que eu tenho de criar um evento. De fazer as pessoas irem ao shopping por algum motivo que não seja o motivo de comprar. A compra vai acontecer naturalmente", destaca.

Acesse
www.riodesign.com.br

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss