Engenheiros são os novos aliados do Marketing | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Engenheiros são os novos aliados do Marketing

Esses e outros profissionais de exatas passam a ser prospectados pelo departamento por agregarem a capacidade analítica necessária para a tomada de decisão

Por | 13/04/2015

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Cálculos, pesquisas e análises são parte da rotina dos especialistas em ciências exatas, conhecimentos que estão levando matemáticos, estatísticos e, principalmente, engenheiros para dentro de departamentos de Marketing. Esses profissionais vêm contribuindo com sua visão analítica e capacidade de compreender todos os números gerados pelas métricas digitais ou o Big Data como um todo.

Como as decisões intuitivas não fazem parte do modelo contemporâneo de atuação, ter um funcionário que consiga fazer uma leitura minuciosa dos dados do Google Analytics e seus inúmeros indicadores, por exemplo, contribui para o sucesso das campanhas. Analisar o número de acessos, a taxa de rejeição, a visualização das páginas, a duração da visita, o engajamento e a conversão durante a ação contribui para que erros sejam minimizados e, principalmente, prejuízos evitados. Os profissionais de exatas tornam-se aliados dos especialistas em comunicação, que definem a forma das mensagens e têm a criatividade como seu diferencial.

Buscar a expertise de diversas áreas sempre foi uma realidade deste mercado, afinal, com poucas faculdades específicas para a formação de Marketing, fica difícil encontrar profissionais com este tipo de graduação. "A entrada de profissionais de diferentes áreas no Marketing teve início no início dos anos 2000, quando o segmento passou a contratar pessoas com viés financeiro, com a ideia de ter colaboradores com uma visão mercadológica e também um olhar quantitativo aplicado a números financeiros", comenta o especialista Vitor Pires, Professor de Planejamento Estratégico da ESPM-RJ, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Profissionais mais analíticos
Diante da necessidade do mercado em encontrar profissionais capazes de fazer uma leitura de números e dados para tomar decisão, há uma tendências de disciplinas voltadas para esses estudos fazerem parte da graduação em Marketing. "Cada vez mais as áreas de Gestão, Marketing e Comunicação vão necessitar de uma base quantitativa. O mundo gira em torno de números. Tudo é expresso em números, pois eles ajudam a quantificar. Esses profissionais podem ter uma formação complementada com disciplinas de estatística, pesquisa mais avançada e finanças. Essa tendência também é observada nos cursos de pós-graduação, que já começaram a oferecer essas cadeiras", explica o Professor Vitor Pires.

Para atender a essa demanda, as agências estão optando por formar equipes multidisciplinares capazes de resolver a equação formada por criatividade e análise de dados para, assim, ter campanhas cada vez mais eficazes. Com isso, publicitários e administradores passaram a ter, entre os colegas do dia a dia, engenheiros, cientista da computação, especialistas em tecnologia da Informação, matemáticos e estatísticos. Se antes a intuição do profissional de comunicação tinha grande valia, agora são os dados concretos que determinam como o investimento será feito.

Por conta dessa capacidade de pensamento sistêmico, racional, assertivo e a habilidade em gerenciar projetos, a Raccoon, agência de Marketing digital, é formada predominantemente por profissionais da área de ciências exatas. Apenas 10% dos colaboradores têm outras formações. A construção da equipe com este perfil foi definida ainda no plano de negócios da empresa. Depois de sair do Google, os sócios Tulio Kehdi e André Palis optaram por ir para São Carlos (SP), polo universitário, para estarem mais perto dos engenheiros.

Engenheiros no Marketing
A empresa que atua diretamente com performance, nasceu sabendo que seria mais fácil contar com o raciocínio analítico desta formação para garantir o bom desempenho de suas ações. Para isso, os sócios resolveram capacitar os profissionais de exatas com informações de Marketing Digital. "Esse era um dos diferenciais que queríamos na nossa empresa. Não fazia sentido ficar em São Paulo brigando por profissionais de publicidade com alguma expertise nas ferramentas, como Adwords, sabendo que outros tinham maior facilidade para a leitura desses dados", pondera Tulio Kehdi, formado em administração de empresas e Sócio da Raccoon, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Apesar de saberem que queriam montar uma agência formada basicamente por engenheiros, analistas de sistema e cientistas da computação, a dúvida dos sócios era se esses profissionais se interessariam pelo Marketing Digital. A aposta deu certo e, a cada recrutamento, eles percebem um aumento no número de candidatos. O resultado positivo também pode ser sentido pelos clientes da agência, que têm conseguido atingir aumento de 20% na performance dos investimentos em marketing online. Na carteira, estão marcas como Fastshop, Discovery Channel, Connect Parts, Eztec, Grupo Samba, Kabum e eFácil.

A escolha por esses profissionais é mais uma vantagem competitiva da empresa, do que uma questão de colocar engenheiros e publicitários em confronto no mercado de trabalho. "Não temos a pretensão de diminuir a importância do criativo, nem da publicidade em geral. O que esperamos é que a publicidade tenha o combinado dessas duas coisas. Tem muito espaço no online para ser criativo e inovador, mas existe uma área que cresce muito rápido, que é a parte de performance, que não é tão criativa. É mais focada para dados e resultados rápidos", pontua Tulio Kehdi.

Novo mercado que se abre
Se para alguns profissionais de comunicação esse movimento do mercado pode criar alguma insegurança, para os que escolheram a área de exatas um novo mundo começa a se abrir. Como o Marketing Digital não é a primeira opção de atuação, a ampliação do leque de oportunidade começa a fazer a diferença na vida de muitas pessoas. É o caso do engenheiro Bruno Melo, que se desencantou com a engenharia e a sisudez dos ambientes corporativos tradicionais ainda durante a faculdade. Após um estágio na área de formação, ele encontrou no Marketing Digital a satisfação profissional.

Atuando na Raccoon desde quando a empresa tinha apenas três meses de fundação, Bruno aprendeu na empresa as ferramentas necessárias para atuar na campanhas online. "Quando comecei, eu não conhecia a área e, em pouco tempo, fui vendo todas as possibilidades que ela poderia oferecer. O trabalho acaba sendo uma junção de habilidades. Eu consigo aproveitar o meu lado de exatas junto do criativo e do desenvolvimento de ferramentas, desenvolvendo um papel profissional mais completo", diz o Engenheiro Elétrico Bruno Melo, do Departamento de Marketing da Raccoon, em entrevista ao Mundo do Marketing.

O clima informal das agências de Marketing surpreende esses profissionais que começam a se encantar com o universo da comunicação. "O ambiente é extremamente motivador, descontraído, onde todo mundo se sente muito à vontade e sabe a responsabilidade que tem. A hierarquia horizontal também é um dos grandes diferenciais, completamente diferente do que vemos nas multinacionais. Acredito que não encontraria tudo isso nas empresas de engenharia, pois elas ainda têm uma visão antiga de trabalho", exemplifica o Engenheiro Elétrico.

Equipe multidisciplinar
Se na agência de Marketing digital os engenheiros são quase a totalidade, na Kanui, e-commerce especializado em artigos esportivos, profissionais de exatas e humanas atuam em harmonia, um complementando o trabalho do outro. Enquanto jornalistas e publicitários administram os canais nas redes sociais e a melhor forma de impactar os clientes com comunicação, cabem aos engenheiros estudar os hábitos desses consumidores e definir qual a estratégia ideal para fideliza-los e garantir as próximas compras. 

O resultado da soma do pensamento pragmático dos engenheiros com a capacidade de comunicação dos publicitários está sendo satisfatório para a Kanui. "Quando pensamos em um banner para um site, por exemplo, são os profissionais de comunicação que definem a forma da mensagem. Já os engenheiros entenderão porque uma determinada peça teve mais clique e serão capazes de separar os componentes do banner, como preço, tipo de foto e frete, por exemplo, para saber o que influenciou. Esses profissionais em conjunto conseguem chegar na melhor combinação a fim de otimizar todo o investimento de Marketing da empresa", explica o Engenheiro Bruno Nardon, Diretor e Marketing e Sócio da Kanui, em entrevista ao Mundo do Mareting.

Leia também: Perfil do Profissional de Marketing no Brasil. Pesquisa no Mundo do Marketing Inteligência. Conteúdo exclusivo para assinantes.

Comportamento | Carreira
 

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss