Sony lança tablet e amplia investimentos com foco na Classe C | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Sony lança tablet e amplia investimentos com foco na Classe C

Empresa injetará R$ 500 milhões no país até o ano de 2014 e aposta no reposicionamento da marca para atingir o público jovem e a chamada Nova Classe Média

Por | 28/05/2012

leticia.muniz@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

sony,tablet,investimentos,sony linkA Sony investirá de R$ 500 milhões no Brasil até 2014 para quadruplicar a capacidade produtiva da fábrica, no estado do Amazonas e lançar novos de produtos. A maior aposta é o Sony Tablet, que chega ao mercado com a proposta de alcançar a classe C e promover uma integração entre as chamadas quatro telas (celular, TV, Tablet e computador). Ainda em 2012, o objetivo da Sony é crescer 30% no país.
O diferencial do Sony Tablet está no conceito Sony Link, que permite o consumidor transferir arquivos entre produtos sem a necessidade de conexão com a internet ou da tecnologia Bluetooth. Para promover o Sony Link, a marca vem apostando em uma estratégia de divulgação diferenciada e reposicionamento de marca, com a ideia de atrair principalmente o público jovem.

"Pretendemos tornar a Sony uma marca jovem e fun. Para isso estamos deixando de ser formais e investindo em uma comunicação coloquial, mais próxima do consumidor. Temos usado cada vez mais a Internet, meio muito importante para a Sony. Hoje somos uma das marcas mais lembradas do mundo em Internet", explica o Gerente Geral de Marketing e Inovação da Sony Brasil, Carlos Paschoal, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Inovação
Por meio do conceito Sony Link, a empresa busca uma integração com o consumidor, além do estímulo ao consumo das quatro telas. O lançamento do Sony Tablet é a principal estratégia utilizada para isso. O produto ainda não possui fabricação no Brasil e chega ao país importado da sede japonesa.

"O Sony Link é uma nova forma de comunicação. A Sony trabalha hoje seus produtos de forma integrada, ou seja, o tablet interage com a Tv, com o celular, com o computador. O que fizemos é com que as quatro telas se comuniquem entre elas através do Sony Link", completa Carlos Paschoal.

A Sony investe também em lojas próprias e pontos de venda parceiros como uma forma de aproximar a marca do consumidor, possibilitando uma interação com a tecnologia e estimulando as vendas. A companhia pretende ampliar as parcerias com as grandes redes varejistas e disponibilizar seus produtos em mais de duas mil lojas até o próximo ano, além de colocar stands nos principais shoppings do país.

Busca da Classe C
Para apoiar estas estratégias, a Sony vem investindo em pesquisas para conhecer e gerar um maior relacionamento com o consumidor. Os resultados indicaram a Classe C como uma aposta de mercado. Hoje, cerca de 15% das vendas foram para esta classe e o objetivo é, até 2014, multiplicar este número por quatro. Os dados levantados pela companhia mostram que este público prima pela qualidade dos produtos, e não necessariamente pelo preço baixo.

"O consumidor de Classe C é alguém que busca acima de tudo a qualidade, independente de preço. Isso porque ele não pode cometer erros. Caso erre na escolha de um produto, talvez não tenha condições de trocá-lo. Engana-se quem acredita que a classe C está interessada apenas em preço baixo", explicou Carlos Paschoal, em entrevista ao Portal.

A aposta na Classe C busca manter os índices de crescimento da marca no Brasil. Entre os meses de abril de 2011 e março de 2012 a Sony obteve um crescimento de 24%. A empresa praticamente dobrou de tamanho no país, consolidando o Brasil como um dos mercados mais importantes para a companhia no mundo. A subsidiária brasileira subiu do 17º posto em 2009 para o 4º global em 2011, atrás apenas dos Estados Unidos, China e Japão.

"Ficamos muito satisfeitos em atingir esta marca histórica de crescimento em apenas dois anos. Só em 2011, a Sony Brasil cresceu duas vezes mais que o mercado de eletrônicos do país e acreditamos que, até a Copa do Mundo de 2014, conseguiremos duplicar nossos negócios em âmbito nacional novamente", afirmou o presidente da empresa no país, Osamu Miura, durante a coletiva para acionistas, na última sexta-feira.

sony,tablet,investimentos,sony linkNovos produtos
Para atingir estes números, a Sony adotou uma estratégia de oferecer produtos focados nas necessidades e desejos do consumidor brasileiro. Executivos da empresa realizaram visitas a mais de duas mil residências em todo o país, recolhendo dados sobre os gostos e hábitos de famílias, principalmente da classe C. A marca ampliou sua linha de produtos fabricados no Brasil e trouxe ao mercado artigos como o console portátil PS Vita, jogos para PlayStation 3 com dublagem em língua portuguesa, filmadoras com projetor integrado, a menor câmera com lentes intercambiáveis do mundo, a NEX-C3, cursos de fotografia online, entre outros.

Para reforçar a oferta de conteúdo, este mês chega ao Brasil a Sony Entertainment Network (SEN), que reunirá os diferenciais da plataforma Bravia Internet Vídeo, uma loja de aplicativos Opera Store e, mais tarde, abrangerá a PlayStation Network, conteúdos de música e filmes online. Para marcar este lançamento, a companhia está implantando a rede de entretenimento de vídeo Crackle em toda a linha de TVs.

*Com sede no Rio de Janeiro, a reportagem viajou até São Paulo à convite da Sony Brasil.

Comentários


Inteligência Inteligência

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss