Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Diferenciação dita estratégia da Azul Linhas Aéreas

Companhia chegou ao mercado em 2008 e aposta no produto como diferencial competitivo

Por | 22/10/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O ano de 2008 foi marcante para o setor de aviação no Brasil. Mas não necessariamente por conta de acidentes, atrasos ou cancelamento de voos. Em 2008, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras entrou no mercado em um momento conturbado, mas que serviu como "gancho" para que a empresa pudesse diferenciar a sua marca.

O nome da empresa foi escolhido pelos brasileiros em uma promoção com a participação de 158 mil pessoas. Distinguindo-se das tradicionais companhias do setor desde sua chegada ao mercado, a Azul contou com a participação de seus potenciais clientes pela internet para criar um vínculo emocional com a marca antes mesmo de um contato com o serviço.

Além do planejamento de voo e da estratégia de Marketing, a Azul Linhas Aéreas Brasileiras já vem se preparando para possíveis momentos de crise antes de começar a voar. De acordo com o Diretor de Marketing da companhia, Gianfranco Beting, nada supera uma experiência no setor como tem o fundador David Neeleman e por isso a Azul está mais focada em oferecer um bom produto.

Diferenciação dita estratégia da Azul Linhas AéreasTudo azul para os passageiros
A Azul é uma empresa que busca oferecer ao consumidor uma nova maneira de encarar o transporte aéreo. "O que diferencia a Azul das demais companhias é a noção e intenção de fazer diferente e o consumidor pode avaliar a partir do produto, serviço e dos diversos pontos de contato", diz Gianfranco Beting (foto), em entrevista ao Mundo do Marketing.

Para reforçar este objetivo, Beting explica como o passageiro percebe a atuação da companhia. "Temos a maior concentração de totens para Check-in, treinamento aos funcionários para realizarem uma aproximação diferente aos clientes e o Web Check-in para diminuir a espera no aeroporto", conta.

Para que o consumidor perceba a diferença da empresa com relação às outras companhias, a Azul aposta nos seus 90 pontos de contato, desde a consulta no site até a busca da bagagem. Ponto alto para os que voam com freqüência e sofrem com lanches à base de barras de cereal, o serviço de bordo da Azul oferece frutas e vinhos, por exemplo. "Desde a fundação da empresa, nada foi pensado diferente do que acontece hoje. Notamos que nossos passageiros perceberam uma sensível diferença com relação aos outros serviços oferecidos no mercado", acredita o Diretor de Marketing.

Diferenciação dita estratégia da Azul Linhas Aéreas

Lucro X participação
A participação de mercado da empresa, que ainda não chegou a 5%, não preocupa Beting. O Diretor de Marketing informa que nunca foi fundamental no processo de estruturação da Azul Linhas Aéreas Brasileiras. É uma consequência. "Temos maior interesse em sermos uma empresa lucrativa do que buscar participação maior de mercado a qualquer preço. Com um bom produto e serviço atingiremos a nossa meta", afirma.
 
O posicionamento de marca da Azul Linhas Aéreas Brasileiras se traduz no dia-a-dia através de `uma nova fase na história do transporte aéreo do país´. Isto significa que, ao mesmo tempo em que a companhia foca em preço baixo com alta qualidade, o Marketing precisa levar passageiros para dentro dos aviões. "Temos que sensibilizar os que nunca voaram a voar com a gente, comunicar a acessibilidade e o quão agradável é a experiência de voar com a Azul diariamente", conta Beting.

Diferenciação dita estratégia da Azul Linhas Aéreas

Atualmente, uma das ferramentas para estreitar o relacionamento com os consumidores é a internet. Depois que os internautas escolheram o nome da empresa, outras ações foram realizadas com o consumidor e a mais recente foi a escolha do nome de uma aeronave da companhia. Já a promoção Passaporte Azul, que oferece voos durante um mês inteiro pagando apenas R$ 499,00, serve também como forma de criar relacionamento com os consumidores, mas para Beting apenas isto não basta. "O nosso principal programa de relacionamento é tratar bem os nossos passageiros. Para ter sucesso nesta relação, é preciso um bom produto, preço justo e respeito e consideração em todas as etapas porque o produto é responsável pela sua divulgação", ressalta.

Até hoje foram mais de um milhão de passageiros que voaram pela frota da Azul no Brasil. Para o final do ano - período em que cresce o volume de passageiros - a Azul não pretende fazer nada diferente da preparação normal. "O grande problema é trabalhar na baixa temporada. Estamos desenvolvendo ferramentas para trabalhar melhor neste momento com ações mais táticas", aponta.





Comentários


Acervo

Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss