Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Publicidade

Petrobras reforça proposta da marca de mostrar pluralidade regional

Programa online de shows e entrevistas faz parte do projeto de cultura da marca, que já investiu R$ 313 milhões em patrocínios

Por | 04/10/2011

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A Petrobras mantém, por meio de suas atitudes, uma histórica associação com a cultura nacional. Desde a década de 80, a marca investe na área ao incentivar produções de música, teatro, dança, arquitetura, entre outras manifestações.

Compacto Petrobras reforça proposta da marca de mostrar pluralidade cultural brasileiraO Petrobras Cultural, programa de seleção pública criado em 2003, representa o maior expoente da atuação cultural da companhia em decorrência do volume investido: até a edição deste ano, foram destinados mais de R$ 313 milhões em recursos para projetos selecionados pela Petrobras. O escopo dos patrocínios está baseado em três frentes: produção e difusão; preservação e memória; e formação e educação para as artes. Articuladas, demonstram um dos princípios da atitude de marca: agir sobre causas que simultaneamente façam sentido para a corporação e, também, representem seu compromisso diante de uma grande questão de interesse público. Na Petrobras, é evidente a preocupação de não apenas incentivar o surgimento ou consolidação de nomes vinculados à produção de obras, mas de formar público, ampliar o acesso e valorizar o histórico cultural brasileiro.

Além do edital, a Petrobras também é reconhecida por apoiar eventos de maior porte, como o Festival de Curitiba, no teatro, e o Festival de Dança de Joinville. Manifestações contemporâneas também integram esta frente, como o Anima Mundi e a Campus Party. Neste contexto, está o Compacto Petrobras, programa online de shows e entrevistas que dá espaço a novas vozes da música brasileira.

"O Compacto Petrobras surgiu para promover encontros, revelar e dar espaço ao novo, conectar pessoas e ideias musicais. O projeto parte de premissas relacionadas à inovação e maior aproximação da marca Petrobras à lógica da comunicação contemporânea, onde plataformas proprietárias passam a ser parte fundamental dentro da estratégia de posicionamento. Para criá-lo, estudamos os principais projetos de marca associados à música do mundo, assim como buscamos mergulhar nesse universo entendendo mais sobre comportamento, mercado e produção/disseminação de produtos musicais com os novos meios de comunicação para construir algo único: que tivesse o DNA Petrobras e que entregasse de forma inovadora o que os nossos públicos gostariam de consumir", afirmou Leonardo Sá, coordenador de multimeios da Petrobras e líder do Compacto, em entrevista ao Com:Atitude.

Gosto pelo eclético
Lançado em junho do ano passado, o Compacto está centrado na internet, com a produção de 13 programetes, cada um com duração de dez minutos e divididos em dois blocos. Os programas foram veiculados no canal oficial do Compacto no YouTube e traziam dois artistas de gêneros e origens musicais diferentes que conversavam e cantavam juntos. Um blog e um perfil no Twitter complementaram a estratégia digital do projeto. O resultado reforçou uma das tônicas da marca Petrobras: a pluralidade étnica e regional.

 



 

A ideia do projeto consiste em mostrar a diversidade musical do país e revelar novas produções sonoras que estão sendo criadas em escala nacional a partir da exposição e estabelecimento de diálogos entre representantes de diferentes estéticas. Um exemplo foi o encontro da DJ e cantora pernambucana Catarina Deejah com a paraense Gabi Amarantos, e da cantora de hip hop Lurdez da Luz com o compositor e artista plástico Kiko Dinucci. A confluência de linguagens representa o diferencial mais expressivo da atitude.

"Elementos como diversidade, brasilidade e inovação são aspectos de nossa identidade de marca e o Compacto Petrobras apresenta de forma lúdica e gera entretenimento por meio desses conceitos. O próprio clima de encontros e a conversa que acontece entre os artistas estão relacionados com nosso posicionamento, pois a Petrobras já é percebida como uma empresa próxima, cordial e a humanização de nossa comunicação passa pelo diálogo. Até as cores, iluminação, elementos sonoros e clima de narrativa na montagem foram pensados para reforçar os atributos da Petrobras", disse Leonardo.

O encerramento da primeira temporada do Compacto Petrobras foi marcado pela presença offline. Alguns artistas e grupos do projeto, como John Ulhoa, do Pato Fu; Móveis Coloniais de Acaju; Macaco Bong; entre outros, apresentaram-se em um palco exclusivo do Compacto, no Goiânia Noise, festival patrocinado pela Petrobras. Para a segunda temporada, Leonardo conta que algumas novidades serão apresentadas, mas enfatiza que a plataforma é contínua em seus canais na internet. "Queremos, sobretudo, manter o aspecto de inovação e interessar audiências qualificadas, que gostam de descobrir música de qualidade e que irão curtir momentos únicos que só o Compacto Petrobras poderia oferecer", concluiu.

Compacto Petrobras reforça proposta da marca de mostrar pluralidade cultural brasileira

 

*Por Leticia Born. Esta reportagem foi publicada originalmente no portal Com:Atitude da Edelman Significa, e agora no Mundo do Marketing de acordo com parceria que os dois portais mantêm.

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss