Citroën e Telecine já integram estratégias Mobile Marketing na comunicação | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Citroën e Telecine já integram estratégias Mobile Marketing na comunicação

Crescimento do mobile marketing ajudaria o relacionamento com clientes

Por | 12/02/2009

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Citroën e Telecine já integram estratégias Mobile Marketing na comunicação

Por Thiago Terra
thiago@mundodomarketing.com.br

A chegada do Iphone no mercado brasileiro despertou um mercado que parecia estar esquecido mesmo antes de se consolidar definitivamente no país. O Mobile Marketing começa a ganhar força e visibilidade, e prova disso é que a Citroën, a Rede Telecine e agências de Marketing já preparam estratégias de comunicação via celular, previstas para este ano.

Voltado para um consumidor mais qualificado, as estratégias mobile já oferecem serviços aos usuários da tecnologia 3G com a ajuda de aplicativos. O Iphone, smartphone da Apple, figura entre os principais aparelhos que sustentam os serviços via celular, mas já é possível atingir aparelhos de outras marcas no Brasil.

De localizador à ferramenta de CRM, o Mobile Marketing está inserido nas estratégias de Marketing de diversas empresas, que começam a levar sua marca para dentro do celular. Apesar da tecnologia ainda ser primária no Brasil, é cada vez maior a procura por aparelhos que suportam este serviço. Definitivamente o celular não serve mais apenas para falar.

Conteúdos diferentes no celular
A Citroën já aderiu ao Mobile Marketing ao lançar o programa de Manutenção Preventiva e também agregou mais valor ao seu programa de CRM. A manutenção preventiva é feita através do Iphone e de 94 modelos de celulares, onde os usuários que acessarem o aplicativo da Citroën receberão informações sobre manutenção, concessionárias, entre outros. "A ideia do mobile é focar em todos os públicos e saber o que eles pensam sobre a marca. Pretendemos atingir também quem não é cliente da empresa com esta ferramenta", diz Edivaldo Mello, executivo de marketing da Citroën responsável pelo CRM e Relacionamento da montadora.

Desde 2008, a Citroën realiza ações de CRM através do aplicativo que alerta o cliente com informaçõ es customizadas. Além disso, a montadora desenvolveu com a agência Mobext uma versão do site para o celular. "O objetivo da Citroën foi aproveitar o lançamento do Terra Mobile para divulgar as taxas de IPI reduzido. Mais de 50% dos usuários que acessaram o site pelo celular interagiram com a peça da Citroën", afirma Fernanda Magalhães, Gerente da Mobext, agência de Mobile Marketing da Montadora, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Com foco no público jovem, as estratégias mobile já atingem hoje o público adulto que cria demanda por conteúdo. Os jovens normalmente buscam entretenimento e diversão nos aparelhos móveis enquanto os adultos buscam informações financeiras, sobre voos, entre outros. "Já que o mobile está atingindo o público alvo da Citroën, nada melhor do que usar a ferramenta como estratégia de Marketing", acredita a Gerente da Mobext.

Lembrete de cinema
A Rede Telecine também aderiu a estratégias mobile e lança um serviço para melhorar a audiência e estreitar o relacionamento com os assinantes. No site da Red e é possível encontrar os filmes em cartaz através do nome de atores e após cadastro, a empresa envia um e-mail para o assinante na data de exibição informando sobre o horário do filme. A estratégia criada para o celular também segue a mesma linha.

"Com o mobile, a tática é parecida. Começamos a oferecer serviços de notícia e agora o assinante pode enviar um código via SMS para ser lembrado sobre o filme pouco antes da exibição", explica Sóvaro Pereira, Gerente de Marketing da Rede Telecine, ao site. "Este serviço não é como e-mail marketing porque nenhum outro assunto que não seja a apresentação do filme será enviado. Desta forma, oferecemos mais uma ferramenta para o cliente se aproximar do Telecine", aponta Tiago Lessa, Coordenador de Marketing da Rede Telecine.

Apesar de ainda estar em fase de teste, o mobile deve continuar na estratégia de Marketing dos canais Telecine já que o serviço não possui custos extras para a empresa. "Como a nossa proposta é ser referência em cinema, tudo que ajudar neste sentido é valido e nos interessa. Além disso, o serviço é cobrado e o nosso custo é em desenvolvimento", salienta Sóvero em entrevista ao site.
 
Imagem digital e móvel
Com a chancela da marca Apple, a agência Netpoint entra no mercado mobile com a proposta de oferecer a transmissão de eventos pela tela do aparelho. "Conseguimos desenvolver aplicativos para o Iphone no site da Apple Store. Lá também já estamos oferecendo jogos para os consumidores via celular", diz Alessandro Capoferri (foto), sócio-diretor da Netpoint. Outra empresa que também investe neste serviço é a agência Canvas Webhouse.

Na Canvas, as estratégias mobile também oferecem tecnologia de vídeo ao vivo e, de acordo com o sócio Marcelo Albagi, o mobile marketing passa por um momento parecido com o da internet no Brasil, na década de 1990. "Ano passado o mobile atingiu 9% dos usuários de tecnologia 3G. O market share ainda é pequeno, mas não temos dúvidas de que vai crescer, pois não há outro caminho", diz.

A agência de Albagi já desenvolveu transmissão de vídeo ao vivo pelo celular para a Rede Globo, Vale, COB, entre outros. "Estamos usando este serviço desde 2003 na web e a partir deste ano para mobile", conta o executivo responsável pela criação da Canvas.

Mensuração X Velocidade
Segundo Capoferri, as tendências para o mercado de Mobile Marketing são os sites de conteúdo desenvolvendo formatos para o celular. "Dependendo do site, não fica bem no telefone. Por isso é preciso ter cuidados técnicos para portar o site para mecanismos móveis, para estar mais presente para o cliente", avalia o sócio-diretor da Netpoint.

Um dos problemas encontrados por empresas que querem investir em estratégias mobile, porém, é a medida dos celulares disponíveis no mercado. Algumas empresas já fazem parcerias com montadoras ou lançam sistemas compatíveis com alguns modelos. Além disso, outro contra desta ferramenta ainda é a velocidade de acesso. "É parecida com os modens de internet que usávamos antigamente. A velocidade ainda é lenta", afirma Capoferri.

Se por um lado surgem dificuldades no processo de envio, o Mobile Marketing facilita a mensuração. Prova disso são as campanhas da Citroën. "Fazemos a mensuração através de tags em cada link, medindo o nível de interação do usuário. A campanha do IPI reduzido obteve mais de 60% de interatividade com os internautas que acessaram o site", lembra Edivaldo Mello, executivo de marketing da Citroën. Segundo Fernanda Magalhães, gerente da Mobext, a mensuração deve ser planejada de acordo com a construção do site e pode ser feita através do número de clics em um banner.

Mercado mobile no Brasil
O crescimento do mobile marketing no Brasil é real e aos poucos os consumidores vão perceber a entrada desta ferramenta no seu dia-a-dia. A Sony Ericsson já comercializa aparelhos celulares com conteúdo em parceria com bandas brasileiras. Recentemente a empresa relançou o aparelho W200 contendo o novo álbum da banda Jota Quest. Já foram vendidos mais de 300 mil celulares nesta segunda edição da promoção. Somado às vendas da primeira, os números ultrapassam 1 milhão de aparelhos vendidos.

Outra empresa empenhada em oferecer serviços mobile aos seus clientes é a Tam. A companhia lançou um aplicativo otimizado para o Iphone, da Apple, ou para aparelhos que oferecem a tecnologia 3G. No site www.tam.com.br/iphone o cliente já pode obter informações institucionais, telefones úteis e promoções da companhia aérea. Até março a Tam garante que os passageiros poderão consultar horários de voos, pontos do programa TAM Fidelidade, além do check-in, assim como a concorrente GOL.
 
Já que os números não mentem, vale ressaltar que a Kwead.com, agência de comunicação interativa, registrou crescimento de 35% em 2008 nas estratégias mobile. Para este ano, a aposta da agência é em um índice maior de crescimento por conta das ações e investimentos previstos em mobile marketing. A empresa se baseia no portal mobile desenvolvido para o Banco Real.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss