Reportagens

Publicidade
Publicidade
Digital

O que a indústria 4.0 precisa para decolar no Brasil?

ERPs são fundamentais para que o país evolua em direção ao estágio mais avançado de produção industrial.

Por Cláudio Martins - 15/04/2021

A Indústria 4.0 é um movimento de inovação da produção industrial que se apropria de tecnologias como Internet das Coisas, Robótica, Inteligência Artificial, Big Data entre outros recursos para otimizar os processos e aumentar a eficiência das plantas das fábricas. Surgida na Alemanha, a Indústria 4.0 ganhou adesão em países desenvolvidos como Japão, Estados Unidos, China e começa a dar os primeiros passos no Brasil. 

Contudo, o que definiu o sucesso da implantação do conceito nas fábricas dos países desenvolvidos foi uma verdadeira cadência de fatores ligados à infraestrutura, como redes de transmissão de informação de alta velocidade para que os dados circulem praticamente em tempo real entre as interfaces de execução e de gestão. No contexto nacional, no entanto, ainda precisamos dar alguns passos para melhorar nossas próprias redes, entre outras necessidades específicas para que a Indústria 4.0 deslanche no Brasil.

+ [Estudo liberado até 16/04] Desafios da Indústria para atender as novas demandas. 

Entraves para a Indústria 4.0 no Brasil

A circulação da informação em tempo real é fundamental para que a gestão baseada na Indústria 4.0 se solidifique. E esse é um dos principais entraves hoje, no contexto brasileiro, apontado por Clayton Favaro, Diretor da MBM Solutions, durante sua participação no podcast “No Trampo”. 

“A latência, essa diferença de tempo entre a transmissão do sinal e a chegada dele até o receptor ainda é grande no Brasil. Tente imaginar isso no contexto do agronegócio, no interior do país, onde existem áreas em que a internet ainda não chegou. Esse é um desafio que precisamos superar para que a Indústria 4.0 ganhe espaço no país” pontua o executivo.

Outro ponto de vista indicado por Clayton é a questão da insegurança em mudar a cultura. Muitos empreendedores temem uma possível perda de resultado durante o processo de transição e isso acaba gerando uma estagnação do mercado. Afinal, o tempo é um fator crucial para o processo industrial e qualquer parada de equipamento, por um intervalo menor que seja, gera prejuízos.

Além da mudança de mentalidade, o Diretor de Operações da MBM Solutions chama atenção para outro fator importante que não envolve apenas tecnologia: os processos. “Se há falhas nos procedimentos, não há ERP ou solução de ponta que resolva o problema” ressalta o executivo.

Leia mais: Como os softwares de gestão ajudam na adaptação da Indústria 4.0

O papel dos ERPs na transição de cultura

Além de apresentar os desafios que o país precisa superar para decolar em sua produção industrial, também foi comentado o papel de tecnologias importantes para a implantação não apenas da indústria 4.0, mas também para a própria otimização do processo. Além da robótica, da Inteligência Artificial e da Internet das Coisas, os sistemas de ERP despontam como a tecnologia que une todas as pontas nesta operação e é capaz de gerar insights para melhorias.

“Por meio do uso de dados e ERP, eu posso começar a provisionar a minha operação com base nos meus próprios prazos, enquanto indústria, como também incluir o tempo necessário para outros fornecedores entregarem suas soluções. Isso me permite ter previsibilidade para estoques e distribuição. 

Além de auxiliar na automação e gestão dos dados, os sistemas de ERP colaboram para a própria melhoria do mercado. “Como são formatados a partir das principais necessidades das grandes indústrias, outras de porte menor, quando decidem adotar o sistema, acabam levando junto todos os aprendizados que as companhias de grande porte possibilitaram para a formatação daquele ERP”, explica Favaro.

Assista à íntegra da transmissão do podcast “No Trampo” sobre Indústria 4.0 e ERP

Dúvidas sobre ERP para indústria?

Fale com um especialista da MBM Solutions, clique aqui

industria 4.0