Lei Geral de Proteção de Dados no Marketing: vantagem e consequências | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Lei Geral de Proteção de Dados no Marketing: vantagem e consequências

Empresas que não se adequarem a regulamentação perderão oportunidades e negócios, além de prejudicarem a reputação – algo que hoje em dia vale muito no mercado

Por | 08/11/2018

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Os dados são o novo petróleo e, assim como o vazamento dele causa desastres ambientais, o vazamento de informações também causa grandes problemas. Eventualmente um caso ou outro chega à mídia. Por esse motivo, muitas empresas se questionam sobre a importância de se investir em proteger essas informações, se ela não é mais uma burocracia que trará mais custos à empresa. Esse pensamento precisa ser mudado rapidamente, caso contrário a empresa perderá sua reputação e oportunidades de negócios.

Adiar os investimentos em regulamentação de dados poderá colocar a perder todo e qualquer esforço da área de Marketing. A necessidade de se ter uma lei específica sobre proteção dos dados pessoais decorre devido à forma como está sustentado o modelo atual de negócios da sociedade digital, em que a informação passou a ser a principal moeda de troca utilizada pelos usuários para ter acesso a determinados bens, serviços ou conveniências. Conforme a economia digital gira em torno dos dados pessoais, é preciso delimitar alguns limites e melhores práticas.

As empresas têm até fevereiro de 2020 para se adequarem às novas regras. O primeiro elemento é a criação de eventos de conscientização, a fim de convencer o corpo diretivo que esse investimento é importante. "É preciso haver a mudança de mindset. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) não deve ser considerada um custo, mas uma vantagem. Os gestores devem criar um comitê responsável por esse processo de transição. A pessoa da instituição que ficará a cargo dessa atividade regulatória, pode ser terceirizada. Ela cria relatórios de impacto de dados e tudo isso traz um retorno positivo", falou Renato Leite, Coordenador da área de Privacidade e Proteção de Dados da Baptista Advogados, durante palestra no evento Data Driven Business, realizado pela Neoway, no Rio de Janeiro.

Adequação
Esse processo de mudança de mentalidade e de adequação exigirá que sejam refeitos todos os contratos com parceiros. Esse processo é uma vantagem competitiva. Isso porque, enquanto muitas empresas deixarão para executar quando o prazo limite estiver chegando, aqueles que já tiverem feito estarão em vantagem. As que não se adequarem perderão oportunidades e negócios e perderão em reputação -algo que vale muito e se não for trabalhada fará com que todo investimento em Marketing seja desperdiçado.

Dentre as vantagens de começar a implantar agora, se alinhar ao contexto global é um dos mais importantes. "Perdemos muito porque não estamos de acordo com o que existe em outros países. O escândalo da Cambridge Analytica, os marcos da internet e a GDPR da Europa são alguns fatores que nos forçam a começar desde já a se preocupar com o que é coletado", afirmou Renato Leite.

Para o especialista, as empresas brasileiras precisam estar atentas que esse cenário regulatório complexo não surgiu de agora e, uma hora ou outra, seria exigido no país. "Nós já tínhamos regulamentações. Cerca de 140 portarias, normas, Leis, resoluções que de forma direta e indireta regulamentavam. A Lei geral não é algo novo. As primeiras discussões começaram há quase 10 anos, em 2010. Tivemos duas consultas públicas, 13 audiências públicas, criação de comissão especial na câmara dos deputados. O contexto digital forçou para acelerar", pontuou Renato.

A tentativa de entrada do Brasil nos grupos econômicos e a Lei de Cadastro Positivo também impactaram na decisão do governo, no entanto, os processos investigados pelo Ministério Público aceleraram essa decisão. Hoje há uma comissão que instaurou vários procedimentos investigatórios, como eventual uso de CPF das farmácias em troca de descontos. E esse é apenas um dos exemplos.

Veja abaixo alguns pontos levantados por Renato Leite das vantagens e consequências da LGPD no Brasil.

Vantagens:

  • Unificar regras que já existem - Muitas das leis são conflituosas. Alguns setores da indústria não são regulados. Ao criar uma lei geral, passa a existir regras claras sobre coletas e compartilhamento de dados. Essas regras claras são mais flexíveis. Além de serem claras, o regime hoje que autoriza dados pessoais é rígido e não está adequado às novas tecnologias.
  • Flexibilidade - A base legal mais adequada é o consentimento. Hoje existe aquela política de privacidade que ninguém lê, mas concorda. O que existe na LGPD, é um cardápio de bases qualificadas a essa sociedade movida a dados. Entre essas bases estão as leis de interesse. Ele permite o tratamento de dados pessoais mesmo quando não a empresa não possui o consentimento do usuário.
     

Consequências:

  • Segurança jurídica - Passará a existir regras claras e adequadas que autorizam de forma uníssona o tratamento de dados pessoais. Ao trazer isso, aumenta a confiança do mercado entre si, dos consumidores e melhora a reputação da instituição.
  • Redução de custos - Muitas empresas utilizam dados desnecessários. Haverá maior qualidade de informações coletadas.
  • Redução de sanções - As penalidades tendem a diminuir quando as empresas estão em conformidade com a Lei.
     

Para o especialista, ao promover a segurança jurídica, a empresa promove também a inovação e livre concorrência, além do direito de portabilidade de dados. "As empresas que pensam que essas leis chegam para burocratizar não entenderam ainda a profundidade dos benefícios da legislação e de como, a curto ou longo prazo, trará resultados ainda mais satisfatórios", concluiu.

*Com apuração de Bruno Mello

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss