Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Os esforços do Google para se transformar no seu assistente pessoal

Empresa potencializa APPs para facilitar a rotina do usuário, que em poucos comandos de voz pode ativar diversas funcionalidades, como agendar lembretes e enviar mensagem de texto

Por | 30/06/2016

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Flavia Sekles, Diretora de Comunicação do Google para a América LatinaImagine em um único aparelho ser possível descobrir o trajeto para qualquer lugar, saber quais os restaurantes estão perto de você - e ainda ter filtros para definir por distância, tipo de comida, preço -, organizar suas fotos preferidas, mandar mensagens de texto sem precisar digitar e ainda ter uma ferramenta que possibilita a comunicação em diversos idiomas, permitindo que cada interlocutor "fale" línguas diferentes. Parece impossível, mas tudo isso já está disponível e quem ainda está esperando o futuro chegar para ver, está perdendo tempo.

Essas são algumas ferramentas disponibilizadas pelo Google - umas lançadas há mais tempo e atualizadas e outras mais recentes - que prometem transformar a vida das pessoas, permitindo a organização de informações importantes e facilitar suas rotinas. Com seus aplicativos, a companhia quer se transformar em um verdadeiro assistente pessoal por meio dos smartphones. A iniciativa se adequa a realidade do país, já que o Brasil está entrando na internet via mobile.

Para melhorar toda essa experiência, a companhia aposta na evolução da inteligência artificial, área investida pela empresa desde 2001. "O Google tem feito um enorme investimento em machine learning, que é a aprendizagem de máquina, que visa aperfeiçoar os algoritmos e seus desempenhos no desenvolvimento de tarefas. Com isso queremos tornar os nosso produtos cada vez mais úteis para os usuários", explicou Flavia Sekles, Diretora de Comunicação do Google para a América Latina, durante encontro para jornalistas em evento no Rio de Janeiro.

Simplificando as experiências
A meta da empresa é melhorar a compreensão de seus algoritmos para que as pessoas tenham uma relação mais simples com as ferramentas. Além disso, as integrações das informações na web potencializam as experiências do internauta, que consegue ter acesso a mais dados de uma só vez, já que os temas relacionados são disponibilizados.

"Quanto mais buscas e mais informações estiverem disponíveis na web, mais esse produto vai melhorando", acrescenta Flavia.

A experiência por voz também foi aprimorada. Sob o comando "Ok, Google", é possível iniciar um diálogo com a máquina que resultará em inúmeras possibilidades. O sistema, inclusive, já foi integrado a outros aplicativos e apenas com a ordem é possível agendar lembretes, enviar mensagens via WhatsApp para um contato da agenda ou fazer qualquer pesquisa. "Desde que foi criado, há 17 anos, o Google trabalha para compreender melhor o que o usuário busca e faz associações para melhorar essa experiência", pontua a executiva.

Essa associação permite que as buscas sejam contextualizadas e que o algoritmo entenda sobre o que está sendo pesquisado sem que palavras sejam repetidas. Ou seja, após buscar "Onde fica o Rio de Janeiro?", por exemplo, é possível permanecer no assunto perguntando "Quantas pessoas moram lá", que a ferramenta entenderá que se trata do Rio de Janeiro, sem que o nome da cidade precise ser repetida. Para que essa experiência seja realmente positiva, a companhia refinou seu sistema de comando por voz, reduzindo a taxa de erro de 23% para 8% nos últimos dois anos.

Comando por voz
O aumento da utilização do sistema por voz mostra como os usuários se relacionam com seus smartphones. Muito além de se comunicarem por meio deles, eles estão falando com eles. Por conta disso, a companhia também está aprimorando essa ferramenta, uma vez que ela abre uma gama de possibilidades. Uma delas é via Google Translate, APP que completa 10 anos em 2016 e que já é capaz de identificar 103 idiomas, muito mais do que os apenas dois da época de seu lançamento. Atualmente, a plataforma traduz mais de 140 bilhões de palavras por dia em todo o mundo.

O Google Translate, inclusive, é uma das apostas do Google para os Jogos Olímpicos. Como no Brasil apenas 5% da população fala algum outro idioma além do Português, a empresa quer ser um facilitador na comunicação com os turistas que estarão pela cidade. Para estimular o uso do APP, mais de um milhão de pessoas, entre taxistas, garçons, ambulantes, entre outros - receberam capacitação para utilizarem a ferramenta por meio do projeto "I Speak Translate", iniciado em maio. De maneira simples, ela permite que cada pessoa fale em seu próprio idioma traduzindo por áudio a mensagem na língua do outro interlocutor, sem que seja necessário estabelecer as nacionalidades, ao ouvir a frase o APP reconhecerá o idioma automaticamente.                             

Essa possibilidade visa estimular o uso do Google Translate via mobile no Brasil. O Brasil é líder na utilização da ferramenta, mas ela é mais acessada nos computadores para tradução de palavras ou apenas para ouvir a pronúncia. Além de facilitar o diálogo entre as pessoas em qualquer lugar, permitindo a construção de novas amizades, o Google quer simplificar o atendimento em negócios de médio e pequeno porte que não contam com profissionais bilíngues, permitindo que todos se comuniquem com facilidade, fortalecendo a atuação do empreendedor. O APP também funciona em outros aplicativos de comunicação por texto, traduzindo conversas em que cada indivíduo escreve e lê no seu próprio idioma, mesmo que cada um esteja se comunicando por uma língua diferente.

Olimpíadas mobile
Como a conexão se dá cada vez mais por meio dos smartphones, o Google quer garantir a todos os participantes da Rio2016 a melhor experiência mobile por meio de seus aplicativos. Há cerca de dois anos, a companhia mirou para o Rio de Janeiro reforçando investimentos em algumas ferramentas, como Maps, que recebeu novas funcionalidades, o Street View, que recebeu imagens atualizadas dos principais pontos de interesse, uma vez que a cidade passou por grandes transformações. Como todos os aplicativos fazem conexão com o mesmo banco de dados, outras ferramentas também foram potencializadas.

Para mostrar como é possível ter uma experiência completa usando suas ferramentas, o Google está recebendo nesta semana, no Rio de Janeiro, mais de 50 jornalistas de diversas partes do mundo. O #RiowithGoogle é uma espécie de expedição real facilitada pelo mundo digital para mostrar como a junção entre esses dois mundos pode resultar em uma experiência intensa com muita informação, seja para conhecimento, como no caso de dados históricos, ou para tomada de decisão, como a escolha de um restaurante, por exemplo.

A atualização do Google Maps pode realmente contribuir para facilitar a estadia do visitante no Rio de Janeiro. O APP conta com novas funcionalidades que ajudarão o turista a se locomover pela cidade. Uma das aplicações mais recentes é a ferramenta Explore, encontrada no Menu do aplicativo. A selecioná-la é possível encontrar lugares para fazer refeições de acordo com a localização do usuário. O próprio sistema oferece alguns filtros como café da manhã, almoço, lanches, jantar e bebidas, e ainda opções como "lugares bons para crianças", "para gastar pouco", "onde os moradores locais vão", entre outras possibilidades. Ao navegar pelas opções, o usuário consegue ver a localização pelo mapa, facilitando a sua decisão.  

Experiência ampliada
Ao continuar a navegação, é possível encontrar os melhores caminhos para chegar, seja a pé, de bicicleta ou qualquer outro tipo de transporte. Esse tipo de informação não é uma novidade para os usuários do Google Maps, mas foi melhorado com a inclusão de dados que facilitam ainda mais a escolha do indivíduo. Na opção transporte público é possível saber em quanto tempo o ônibus passará no ponto escolhido: mil linhas estão disponíveis e 14 mil pontos catalogados. A cobertura em real time ainda deverá ser aumentada. Além disso, é disponibilizado o valor aproximado de uma corrida, seja ela pelo 99Taxis ou Uber. 

Essa inclusão só foi possível via parcerias feitas com as empresas e com a prefeitura do Rio de Janeiro, responsável por enviar as informações dos GPS dos ônibus para que o tempo seja calculado. Por conta dessas especificidades, o serviço ainda não está liberado para todas as localidades, mas o Google está buscando ampliar a oferta, seja geograficamente ou com a parceria entre outras prestadoras de serviço. O APP também é bike friendly e disponibiliza rotas simplificadas e mostra o quão íngreme é o trajeto.

Os dados disponibilizados pelo Google Maps são oriundos de diversos canais. As informações de trânsito são incluídas por órgãos públicos, captadas pelo Google Maps e ainda pelos sinais emitidos pelos celulares que permite o algoritmo entender se há ou não engarrafamento. Além disso, as avaliações feitas pelos usuários também são consideradas e contribuem com dados e opiniões sobre os estabelecimentos comerciais. Ainda como parte da experiência olímpica, o Google permitirá que seus usuários conheçam os 37 áreas de competição com fotos atualizadas - o serviço será disponibilizado assim que todas as unidades estiverem completamente prontas. São 25 locais indoor e 12 outdoor.

Organizando as informações compartilhadas pelos seus próprios usuários e oferecendo de maneira simplificada e intuitiva por meio de seus aplicativos, o Google está mostrando que as sonhadas facilidades do futuro já podem ser experimentadas. Basta um smartphone na mão e um pouco de conexão.





Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss