Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Publicidade

4 tecnologias inadiáveis que se popularizarão em três anos

Tecnologias médicas, automação e realidade virtual estão entre os recursos que empresas não poderão mais ignorar nos próximos três anos, segundo a Hyper Island

Por | 31/03/2016

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Primeiro, chegou a internet e mudou tudo. Mais tarde, vieram os smartphones e uma nova revolução. Fato é que a tecnologia é capaz de transformar o relacionamento entre as pessoas, as formas de gerir uma empresa e as práticas de um mercado. A tecnologia traz consigo uma capacidade disruptiva impressionante, e hoje, na Era Digital, a rapidez com que as mudanças acontecem é enorme. É preciso estar sempre atento ao que desponta no cenário, mesmo se no momento não for acessível à companhia - porque em breve tende a baratear.

Não adotar uma inovação tecnológica quando a maior parte do mercado caminha para isso, tornando-a mainstream, tende a significar o desaparecimento de uma marca. A Hyper Island aponta quatro desses recursos que serão abraçados de forma mais abrangente nos próximos três anos:

1. Tecnologia na medicina
As tecnologias vestíveis vêm sendo desenvolvidas sob a promessa de, entre outras funções, revolucionar a medicina. O uso dessas ferramentas pelas pessoas como forma de monitorar a saúde se tornará mainstream nos próximos três anos. Até hoje, os equipamentos são mais usados em atividades físicas, mas têm o potencial de registrarem sinais vitais de pacientes e os enviarem em tempo real para médicos.

No cenário desenhado pela Hyper Island, todos em breve usaremos um desses devices que capturarão dados da saúde detalhados, medindo os batimentos cardíacos, as taxas de glicose no sangue, a pressão sanguínea, entre outros. Médicos terão acesso a essas informações para respaldarem seus diagnósticos, e as pessoas entenderão melhor sobre o funcionamento do próprio corpo.

Não só a internet das coisas, mas o desenvolvimento de aplicativos também já vem levando avanços a tratamentos e ao relacionamento entre pacientes, médicos, hospitais e laboratórios. Os avanços são fundamentais como resposta às projeções da ONU que apontam que um bilhão de pessoas estarão obesas em 2025. A expectativa é de que essa tecnologia médica possa alterar a mentalidade e o comportamento dos indivíduos.

Há ainda outra aplicação comercial desses dispositivos, voltada a aumentar as habilidades do corpo humano. A Liga Nacional de Futebol Americano dos Estados Unidos já vem usando um sensor para rastrear os movimentos e a performance dos atletas.

2. Ascensão da realidade virtual
A realidade virtual da forma como a conhecemos hoje não é nova - data da década de 1970 -, mas somente agora está se tornando acessível a pequenos desenvolvedores, o que representa um pontapé inicial à inovação. Se a internet já redefiniu as relações e a comunicação, o potencial de experiências imersivas e sensoriais é ainda maior. Elas darão novo significado à realidade por si só, o que precisa estar no radar das empresas.

Uma nova mudança comportamental pode estar à beira de acontecer. De uma forma mais objetiva, as vendas de displays de realidade virtual estão previstas para crescerem de 250 mil para 39 milhões nos próximos três anos, destaca a Hyper Island. Esse crescimento promete ser mais rápido do que o registrado pelo iPhone. A aplicação óbvia desta tecnologia está voltada para os vídeo games e a indústria do entretenimento, mas não há nada que a prenda a esses setores.

3. Inteligência artificial e eficiência
A automação já é uma realidade em algumas empresas, mas será mandatória no mercado dentro do próximo triênio. A computação cognitiva tomará conta do mundo dos negócios e aqueles que não abraçarem essa tendência serão deixados para trás, segundo a Hyper Island. As decisões não poderão mais ser tomadas sem levar em conta os dados disponíveis em relação às transações, aos comportamentos dos consumidores, entre outros.

Os algoritmos são uma fonte de contante e sistemático aprendizado, especialmente para os profissionais de Marketing, que não podem se esquivar de realizar esse investimento nas empresas nas quais atuam. É provável, inclusive, que a inteligência artificial acabe com alguns postos de trabalho, substituindo profissionais - o que costuma acontecer sempre que uma nova tecnologia emerge. Em contrapartida, é possível que novas funções surjam.

4. Tecnologia invisível
Dos tablets e smartphones aos relógios inteligentes, a interação das pessoas no mundo virtual é sempre mediado por telas. Pois elas tendem a desaparecer no futuro próximo - ou ao menos ter sua importância consideravelmente reduzida. A missão que muitos desenvolvedores têm hoje é a de fazer com que a tecnologia seja inserida na vida das pessoas de forma quase "imperceptível". Será a libertação das interfaces físicas.

O Google Docs está entre os serviços já disponíveis que se aproxima da realidade que surge no horizonte. Ele pode ser acessado de qualquer device, qualquer lugar, qualquer hora, e todos os arquivos estarão lá. No mundo ideal, as pessoas encontrarão dispositivos e serviços já modelados para as suas preferências e requisitos. É como embarcar em um avião e a TV da poltrona já estar programada para passar o novo episódio da série favorita do passageiro. 

Hyper Island, tecnologia, automação, realidade virtual, inteligência artificial

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss