Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Publicidade

Black Friday: edição 2015 deve focar em ações mobile

Periscope, Snapchat, Instagram e WhatsApp são apenas algumas ferramentas que poderão ser aproveitadas pelas marcas para atraírem os consumidores para a promoção deste ano

Por | 09/11/2015

roberta.moraes@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Fabio Ricotta, CEO e Co-fundador da Agência MestreA tendência para 2015 é que a Black Friday seja marcada pelas ações mobile. Com o consumo pelos dispositivos móveis aumentando cada vez mais, as empresas devem estar prontas para converter vendas pelos smartphones. Mas não basta apenas preparar as plataformas, é preciso saber onde encontrar e conquistar esses consumidores que estão conectados na palma da mão. Claro que Facebook e Google já devem estar no planejamento de quase todas as companhias, mas outros canais correm por fora e podem ser grandes aliados neste momento em que o orçamento está mais apertado.

Snapchat, Periscope, Instagram, Twitter e WhatsApp são alguns aplicativos que já começaram a ser utilizados como meio de comunicação pelas marcas e que podem gerar resultados positivos neste período de promoção. Utilizar essas ferramentas é estar próximo ao consumidor onde quer que ele esteja e de uma maneira muito mais em conta. Pelo Instagram e Twitter já é possível publicar anúncios, já os APPs de streaming de vídeo permitem que as empresas façam transmissões ao vivo e apresentem ofertas especiais para os seguidores. O WhatsApp pode ser utilizado para abrir diálogo com os clientes habituais, com envio de ofertas customizadas e ainda como Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Espalhar as ações em diversos canais ajuda as marcas a conquistarem mais visitas para seus sites. "Essas novas mídias ganham mais valor por ainda não serem tão exploradas pelas empresas, o que permite que o clique seja muito barato. Todo mundo vai estar brigando pelo Facebook e pelo Google. Mas há outras possibilidades como anúncio no Twitter e Instagram e transmissão pelo Snapchat ou Periscope, além do próprio Facebook, que umas das principais portas de entrar para o comércio mobile. Aproveitar esses novos canais é uma estratégia de oceano azul, pois as empresas ainda não e atentaram para o potencial dessas outras ferramentas", comenta Fabio Ricotta, CEO e Co-fundador da Agência Mestre, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Ações inovadoras
Esses aplicativos não são novidade para as marcas, mas é preciso levar em consideração que a data, que para alguns segmentos é melhor do que o Natal, exige campanhas especiais. Em julho, por exemplo, a Chevrolet utilizou o Periscope para apresentar aos seguidores o lançamento da picape S10 High Country e a Burberry, recentemente, permitiu que os fãs da marca de luxo acompanhassem pelo Snapchat sessão de fotos da coleção primavera-verão, que será lançada oficialmente apenas em janeiro. Desde abril, o Instagram permite que marcas brasileiras publiquem anúncios, que aparecem como posts patrocinados no feed dos usuários. Já o microblog anunciou em agosto a ferramenta Twitter Audience Platform, elaborado para aumentar o alcance das peças feitas pelas empresas e agências.

Para abrir um diálogo por esses canais é fundamental que as empresas estejam atentas a experiência mobile de seus sites, afinal, elas estarão interagindo com um público conectado por celulares ou tablets. "Acredito que poucos varejistas estejam se preocupando com o tráfego pelos dispositivos móveis para a Black Friday, mas é possível que boa parte das vendas neste ano sejam pelo celular. O canal tem que ser simples, rápido, com poucos campos para preencher e com pagamento simplificado para que o consumidor não se canse e desista da compra", exemplifica Ricotta.

Manter um site responsivo e garantir que o processo seja simples supre a falta de um aplicativo exclusivo, que oferece uma jornada simplificada. Atentos a essa demanda, algumas marcas saíram na frente e estão criando ofertas diferenciadas para o saldão. A Magazine Luiza aproveitou a oportunidade para lançar seu APP e está oferecendo frete grátis nas compras acima de R$ 99,00 até o fim do ano, o que compreenderá o período da Black Friday. O canal será mais um ponto de contato com o consumidor o que pode ajudar no período da promoção. No ano passado, o e-commerce da rede ficou uma hora fora do ar. Já a Netshoes anunciou que o uso de seu aplicativo não cobrará o pacote de dados do usuário.

Samantha Schwarz, Gerente de E-commerce da InfracommercePlanejar é sempre o melhor negócio
Independente se as ações serão focadas nos dispositivos móveis ou não, preparar um e-commerce para participar do período de promoção mais esperado do ano não é das tarefas mais fáceis. Apesar de muitas empresas apostarem na data para faturar, não são todas que se organizam previamente. "Trabalhando com antecedência é possível customizar a plataforma para o dia da promoção. E isso não é importante apenas para prepará-la receber acessos no dia, mas criar novas funcionalidades para o canal, como um hotsite fechado para que os clientes da loja tenham acesso as ofertas antes dos outros consumidores. Captar mailing antes da data para oferecer promoção antes da data. Esta, inclusive, é uma boa estratégia para conquistar novos clientes para que se tornem visitantes recorrentes", ensina Samantha Schwarz, Gerente de E-commerce da Infracommerce, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Responsável por um dos principais e-commerces no Brasil, o Grupo Netshoes começou a se preparar para esta edição no fim da Black Friday de 2014. Desde o ano passado, a companhia aposta na Black November com ofertas promocionais durante todo o mês, o que amenta consideravelmente o número de visitantes no site. Na primeira edição, o site recebeu 60 milhões de visitantes únicos, o que representa metade da internet brasileira. Esses consumidores foram responsáveis por um milhão de pedidos naquele mês. Para atender toda essa demanda, é preciso ter um departamento de logística eficaz, para separar todos os itens e garantir a entrega.

A área comercial foi a primeira a iniciar os trabalhos ao já planejar a demanda 2015 e também em negociar as compras e preços com fornecedores ao longo do período para oferecer mais de um milhão de itens com valores promocionais. A empresa também abriu um novo Centro de Distribuição, que estará preparado para atender todo o país durante este período de pico. Além do novo espaço em Extrema (MG), a companhia conta com plantas em Barueri (SP) e Jaboatão dos Guararapes (PE) e Itapevi (SP). Além do investimento em infraestrutura, a empresa contratou mais de 700 funcionários para atuarem nos centros de distribuição e também na Central de Relacionamento.

Diferencial será fundamental
Em um ano em que o brasileiro precisa ser mais assertivo em suas aquisições, chamar a atenção do consumidor enquanto diversas outras marcas também estarão tentando conquistá-lo será um grande desafio para os e-commerces. Com o freio nas compras por impulso por conta da instabilidade econômica, a tendência é que o consumidor deixe de lado as compras por impulso e seja mais racional nas suas escolhas, como mostrou pesquisa realizada pelo Mundo do Marketing em parceria com a Opinion Box.

Diante da crise que aumenta ainda mais a competitividade pelo bolso das pessoas, já que o shopper estará mais racional, algumas empresas estão pensando em ir além dos descontos agressivos. O e-commerce CorpoIdeal, especializado em suplementos alimentares, sorteará uma moto Harley Davidson 883, no valor de R$ 32 mil. Os clientes que fizerem compras no site de qualquer produto da marca Black Skull entre 23 de novembro e 4 de dezembro, independentemente do valor, ganharão um número da sorte para concorrer a moto. O ShopFácil optou por uma ação antecipada com a Color Friday. Os primeiros clientes que comprarem o produto participante da dinâmica do dia ganharão um brinde. A promoção estará ativada até a sexta-feira anterior à Black Friday e oferece prêmios como Smart TVs, Playstation 4, Motorola Moto G 3ª geração, pacotes de viagens no valor de R$ 5 mil e Macbooks Air.

Apesar do período ser totalmente focado nas vendas, as empresas devem estar preparadas para oferecer uma melhor experiência ao shopper. "Essas ações contemplam desde a escolha do mix de produtos oferecidos, se serão disponibilizados apenas itens do estoque ou se novas aquisições serão feitas. Preparar a plataforma com antecedência é fundamental para não ter surpresas no dia e ainda garantir que o consumidor terá uma boa experiência", acrescenta Samantha.

Veja o hangout com os dados da pesquisa sobre as perpectivas para a Black Friday 2015.

mobile

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss