Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Mobile marketing para além do SMS

O celular, nas mãos de 95 milhões de brasileiros, é apontado como meio de inclusão digital e de contato direto com o consumidor

Por | 30/11/2006

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Mobile marketing para além do SMS

Por Mariana Oliveira
redacao@mundodomarketing.com.br

Estar presente no cotidiano do consumidor é uma das premissas para ter sucesso de vendas. Somente no Brasil, o celular está na vida de 95 milhões de usuários e as empresas e agências começam a descobrir as ferramentas e as estratégias que este meio pode fornecer, desde SMS à acesso a internet.

A Jump Education promoveu ontem, em São Paulo, a oficina "Quais são as novidades em mobile marketing", que contou com empresas pioneiras no mercado brasileiro. Todas são unânimes em destacar a importância desta nova ferramenta, mas ressaltam que as ações via celular vão muito além de promoções por mensagens de texto. "Mobile marketing não é só SMS. Pensar que só SMS é mobile marketing é o mesmo que pensar que internet é só e-mail marketing", avalia Leonardo Xavier, Diretor Geral da Tellvox e um dos palestrantes do evento.

As tendências mais apontadas estão no investimento do celular como parte do mundo digital. Segundo dados apresentados por César S. César, da Hands, empresa pioneira em Mobile Marketing na América Latina, no mundo existem 24,4 bilhões de aparelhos celulares conectados à internet contra 816 milhões de PCs. Ele também mostra que as vendas de celulares crescem 42% ao ano, contra 22% dos computadores. "Em breve teremos praticamente um celular por habitante", garante.

Em entrevista ao site, César conta que em 2008 a maioria dos acessos da internet será pelo celular. No Japão, onde isso já ocorre, a empresa iMode, especializada em acesso por celulares, foi a mais lucrativa do mundo em 2005. "O iMode sozinho lucrou mais que Google, Yahoo, eBay, Amazon e AOL juntas", enfatiza.

Tecnologia a serviço do marketing
As ações pelo celular tornam-se práticas e trazem retorno a partir do momento em que a tecnologia possibilitou a eficácia das comunicações. Marcelo Castelo, da agência F.Biz, que também participou do evento, explicou que um dos maiores desafios é a regulamentação das operadoras de celulares, a que todos estão sujeitos e que por vezes não permitem campanhas. Apesar disso, os últimos dois anos tem sido de crescimento para o setor. "O interesse cresce conforme as pessoas entendem o mercado", informa o Diretor da empresa em entrevista ao Mundo do Marketing.

A F.Biz já desenvolveu ações para clientes como Vivo, Pepsico, C&A e Adidas, com torpedos, ringtones, wallpapers e integração com internet. Ele conta que na campanha do dia das mães para C&A era possível enviar mensagens para as mães a partir do site da empresa e na Copa do Mundo, a Adidas possibilitou um bolão da copa cujos palpites poderiam ser enviados pelo celular.

A aposta, entretanto, continua sendo a integração dos serviços de modo a fornecer um contato dos usuários com o mundo virtual que pode estar no bolso. "O celular será a interação do mundo físico com o virtual", atesta César S. César enquanto explica o projeto Remix Alliance, que prevê facilitar a navegação num portal móvel com conteúdo de jornais e serviços em geral. Ele explica também que as ações de molibe marketing ainda estão muito focadas em SMS, promoção e ringtones e observa "estas são só a ponta do iceberg".  

Acesse
www.jumpeducation.com.br
www.tellvox.com.br
www.hands.com.br
www.fbiz.com.br





Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss