Santander, GM e Intel: cases digitais | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Santander, GM e Intel: cases digitais

Marcas promovem relacionamento e produtos de forma diferente na web

Por | 16/12/2010

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Que estar presente na internet é essencial para qualquer marca ninguém duvida. Mas ter perfis em redes sociais, montar um bom site e fazer promoções não é suficiente. Para realmente chamar a atenção do consumidor que tem milhares de atrativos quando está na web, criatividade é essencial. É nisso que empresas como GM, Intel e Santander investiram para não só fazer os consumidores interagirem com suas marcas na web, mas também para descobrir mais sobre eles e levá-los ao ponto de venda.

"O consumidor que está na internet é o mais difícil de você prender a atenção. Para conseguir isso, além de um bom plano de mídia, a criatividade tem um papel essencial. Colocar um letreiro bonitinho que pisca todo mundo faz, as marcas têm que ir muito além disso", afirma Flavio Salles, CEO da Sun/MRM. Apostando nesse conceito, a agência criou para a Intel um aplicativo que vai muito além do clique. De uma forma criativa, a ação ensina ao consumidor sobre o que é um processador e ajuda na compra, promovendo assim o produto da marca.

A ação foi direcionada aos consumidores da classe C, a atual menina dos olhos das empresas de produtos eletro-eletrônicos no Brasil. "A classe C gosta de comprar computadores, mas ainda não entende, escolhe o mais bonito, o mais legal. Nosso grande desafio era explicar como um processador funciona", afirma Salles. Para isso, o aplicativo foi colocado como um anúncio no site Buscapé. Mas depois de uma semana no ar o serviço foi disponibilizado por outros sites de compra de forma espontânea.

Terceira idade também interage na web
"Foi um trabalho de costumer editing, quando uma ação dessa é bem feita a gente consegue ter mídia de graça, foi o que aconteceu com a Intel. Conseguimos destaque sem ter que gastar mais nada", explica o CEO da Sun/MRM. A mesma agência também foi responsável por uma ação digital do Santander que também chamou a atenção não por conta de vendas ou faturamento, mas pelo público que a utilizou.

O portal do concurso Talentos da Maturidade, realizado há 12 anos pela instituição financeira, ganhou um espaço para inscrição on-line, interatividade, fotos, compartilhamento de peças inscritas e comentários. O grande desafio dessa questão era saber se o público alvo do concurso estava tão presente web. Desafio lançado em 2009 como um teste, o portal se consolidou neste ano recebendo 12 mil inscrições para o concurso, o equivalente a 45% do total.

Entre a abertura do processo e a eleição das obras vencedores o portal obteve dois milhões e meio de page views. O projeto também transmitiu a premiação ao vivo, assistida por mais de cinco mil internautas. "Não tínhamos certeza de como a internet está no dia a dia das pessoas com cerca de 60 anos. Mas acertamos em cheio e agora temos realmente uma plataforma de comunicação com a terceira idade", afirma Jose Domingos Velletri Filho, Superintendente de Marketing do Santander.

GM antecipa a intenção de compra de consumidores
Para continuar tendo contato com esse consumidor ao longo do ano, não só durante a época da premiação, o portal do Talentos da Maturidade passou a contar com um blog. O serviço é atualizado semanalmente com assuntos que interessem ao público alvo, que interage por meio de comentários. "As pessoas começaram a trocar experiências pelo nosso blog. Vemos por aí muitos cases de ações de relacionamentos para jovens, mas para os idosos ainda faltava", completa o executivo do banco em entrevista ao Mundo do Marketing.

A GM é outra companhia que investe no relacionamento digital. Há cinco anos, a empresa realiza a Fábrica de Leads, um projeto que entra em contato por e-mail e mala direta com pessoas que já compraram carros da marca e provavelmente comprarão outro naquele ano. "Os clientes trocam de carro aproximadamente a cada dois ou três anos e nós ficamos atentos à última compra que eles fizeram para entrarmos em contato quando esse período terminar", conta Patrícia Garcia, Gerente de Marketing da GM.

O que é enviado a cada cliente também é estudado e varia de acordo com a última aquisição de cada um.  "A tendência é que a pessoa compre um carro igual ou um melhor do que o seu, por isso enviamos ofertas de bônus considerando dois modelos de carros", explica Patrícia em entrevista ao site. A ação ocorre em três ondas diferentes a cada ano. Um cliente atingido na primeira onda que não tenha comprado o veículo recebe um segundo contato em uma onda posterior.

"É importante destacarmos que tudo é fruto da atenção que damos aos nossos clientes e a quem eles são. Não deixamos eles largados, ficamos atentos ao seu comportamento", conta a executiva. A cada onda também é selecionado, entre o mailing da empresa, um grupo de controle que não recebe a proposta, para que a companhia possa avaliar o quão efetiva foi a ação. "No geral, cerca de 2% dos clientes contatados aceitam nossa proposta e fazem o negócio", conta Patrícia. "Com a Fábrica de Leads falamos com a pessoa certa, na hora certa, da maneira certa e com o produto certo. Por isso que funciona", afirma Flávio Salles da Sun/MRM, também responsável pela ação. 
 

http://parceiro.buscape.com.br/processadores-intel-core

*Com reportagem de Bruno Mello

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss