Inovação no mercado de turismo brasileiro | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Inovação no mercado de turismo brasileiro

Exs-sócios da BondFaro criam o Mundi, buscador e comparador de viagem

Por | 24/08/2009

bruno@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O Google que se cuide. Quem busca na internet por hotéis, passagens aéreas e pacotes de viagem ganhou um novo endereço desde outubro de 2008: o Mundi. O www.mundi.com.br vai além de encontrar mais de 150 mil hotéis do mundo todo. A ferramenta criada pelos fundadores do BondFaro compara preços, mostra fotos, informações sobre o destino e em breve mostrará a opinião dos viajantes.

Exs-BondFaro criam o Mundi, buscador e comparador de viagemO Mundi é uma solução brasileira inspirada no internacional TripAdvisor e já é acessado por mais de um milhão de pessoas por mês. O benchmark estrangeiro conta com mais de 15 milhões de viajantes de 190 países só na última semana. Daí se tem uma noção do tamanho deste mercado. As ferramentas de busca on-line são a principal fonte de informação para 69% das pessoas que procuram produtos relacionados a viagens e turismo. Desse total, 97% utilizam o Google, aponta uma pesquisa realizada pela Netpop Research, dos Estados Unidos.

A meta do Mundi é ousada. Eles querem ser o Google do turismo nacional e replicar o mesmo sucesso que os deixaram milionários no BondFaro. O mercado é grande. As 78 maiores empresas do setor faturaram R$ 32,7 bilhões em 2008, segundo a EBAPE-FGV. E Guilherme Pacheco, José Guilherme Queiroz e Roberto Malta sabem disso. Depois da fusão com o concorrente BuscaPé, eles estavam atrás de uma nova oportunidade de negócio.

Modelo de Negócio
Os três deixaram suas posições executivas no BuscaPé, captaram US$ 3 milhões e criaram o Mundi. "Deu vontade de empreender de novo", diz Guilherme Pacheco em entrevista ao Mundo do Marketing. Eles enxergaram uma oportunidade que se encaixava num modelo de negócio familiar. "É uma solução parecida com o BondFaro aplicada em um problema diferente", explica.

O problema era que a informação sobre turismo estava dispersa. Há uma série de prestadores de serviços, como hotéis, agências de viagens, cias. aéreas, locadoras de carro e o consumidor on-line não encontrava tudo isso num só lugar. "Entramos neste mercado para fazer uma maratona. É um projeto de médio prazo porque o mercado ainda não tem um nível de amadurecimento comparável com o e-commerce de produto, mas queremos ser o líder e o ponto de partida para quem vai consumir turismo via internet", afirma Pacheco (na foto ao centro).

Exs-BondFaro criam o Mundi, buscador e comparador de viagem

O modelo de negócio do Mundi não é complexo. Eles são intermediários entre o consumidor on-line e as empresas de turismo. A empresa vende cliques e as empresas pagam. É o modelo de leilão por cliques. Pode ter até 10 agências vendendo o mesmo hotel e quem paga mais aparece em primeiro na busca. Outra ferramenta, ainda em degustação pelo clientes, é o Contato Direto. Nele, o usuário coloca o telefone, o Mundi faz um ligação para o hotel e coloca os dois em contato. No último mês foram geradas mais de 30 mil ligações.

Que Crise que nada
Como a decisão de uma compra turística é muito mais complexa do que um produto tangível, pois tem um envolvimento emocional maior, o Mundi vai colocar no ar em breve o comentário dos viajantes. Por enquanto, eles já colocam fotos e informações completas sobre os destinos e ouviram o cliente para deixar a ferramenta ainda melhor. Com isso, a busca de hotéis agora pode ser feita por bairro. "Fazemos um produto para o cliente. Se não ouvirmos o cliente, quem vamos ouvir?", pergunta Guilherme Pacheco.

O Mundi foi lançado no olho do furacão da maior crise econômica mundial moderna. "Assistimos a crise com o caixa cheio", diz Pacheco. "Estamos num crescimento tão forte que não sentimos a crise, pois é um produto novo e que ajuda o consumidor a comprar melhor. Quem não quer comprar uma passagem área pelo menor preço ou reservar um grande hotel por um preço bom?".

E não tem crise mesmo. O Mundi cresce 40% ao mês e espera ser acessado por dois milhões de usuários até o fim deste ano e atingir o break even no segundo semestre de 2010. Isso, contando com um investimento de R$ 1,6 milhão em Marketing e 12 pessoas na equipe, divididas nas áreas de tecnologia, marketing e produto, comercial e administrativo para fazer o negócio voar alto.

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2019.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2019. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss