O que o consumidor quer da Internet | Mundo do Marketing

Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

O que o consumidor quer da Internet

Personalização e interatividade são desejos dos consumidores e características exploradas pelas agências, mas todos são unânimes em afirmar: ?na internet nada é definitivo?

Por | 15/02/2007

pauta@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

O que o consumidor quer da Internet

Por Mariana Oliveira
redacao@mundodomarketing.com.br

A internet não é mais a mesma. Ela ainda é um meio de comunicação única entre os usuários, mas desde sua criação, o perfil e as ferramentas se diversificaram e evoluíram. Hoje, a internet não é tida apenas como uma ferramenta voltada ao jovem. Todas as faixas etárias se fazem presentes e esta segmentação tornou o canal alvo das mais diversas ações de marketing.

Relacionamento, promoção, guerrilha e publicidade são apenas algumas das categorias que vão onde o consumidor está e buscam entender quais são as suas expectativas.  Para Roberto Torres, especialista em marketing e autor do livro "Personalização na Internet", o consumidor procura comodidade, praticidade, diversificação, segurança e preço competitivo. As vantagens estão na possibilidade de fazer as compras em casa e evitar a violência das grandes cidades, além de viabilizar a comparação de preços e a elasticidade das gôndolas virtuais.

Números como os divulgados pelo relatório Web Shoppers, da consultoria E-bit, confirmam a tendência. O estudo prevê que o ano de 2007 terminará com cerca de 10 milhões de compradores on-line, o que caracteriza um crescimento de 43% em relação a 2006. "Conforme a Internet passe a ser mais aceita entre os brasileiros e esse canal de compras passe a representar mais nas vendas do varejo, veremos um foco maior na qualidade dos serviços prestados pelas lojas virtuais", afirma Torres em entrevista ao Mundo do Marketing.

O que o consumidor quer
Assim como em outras áreas, o consumidor quer ser ouvido e bem atendido. As vantagens de se fazer isto pela internet é que são os diferenciais para empresas e agências. "Internet é uma mídia tipicamente promocional. Você recebe o feedback do consumidor na hora. Mistura o melhor da publicidade com a promoção", diz Mentor Muniz Neto, Vice-Presidente de Criação da Bullet ao falar da função facilitadora da internet na experiência com as marcas. Assim como em outras áreas, o consumidor quer ser ouvido e bem atendido. As vantagens de se fazer isto pela internet é que são os diferenciais para empresas e agências. "Internet é uma mídia tipicamente promocional. Você recebe o feedback do consumidor na hora. Mistura o melhor da publicidade com a promoção", diz Mentor Muniz Neto, Vice-Presidente de Criação da Bullet ao falar da função facilitadora da internet na experiência com as marcas.

Em entrevista ao site, ele conta que a agência sempre procurou maneiras de se comunicar de forma diferenciada e para tanto, é preciso estar sempre atento. Orkut e Second Life são alguns exemplos e por isso a empresa investiu na internet. Ele explica que no exterior o consumidor médio (18 a 48 anos) ficava sete horas em frente à TV semanalmente. Nos últimos seis anos, no entanto, este número caiu para seis horas por semana. "A função da Bullet é descobrir para onde ele foi", avalia.

O que o consumidor quer da Internet

A baixa tolerância com falhas e ofertas não cumpridas demonstram o quanto o consumidor exerce sua exigência. Investir e explorar características como a velocidade também é essencial . É o que ressalta Marcelo Trípoli, Sócio-Diretor da iThink, empresa especializada em inteligência digital. Ele destaca a característica tida como principal tendência: a personalização do conteúdo. "O que está muito em voga é o conteúdo gerado pelo usuário", garante.

A tecnologia como instrumento de interação dos usuários também é destaque para Rodrigo Bronzatto (foto). Gerente Comercial e de Marketing da adMotion Brasil, empresa especializada em soluções de internet, informa que o consumidor quer participar das peças publicitárias. "O usuário não quer mais algo que o incomode sem retorno", explica. "O usuário quer fazer a internet do jeito que ele quer", conclui ao analisar também o maior retorno das campanhas conduzidas desta maneira.

Lusia Nicolino, Gerente de Marketing do Portal Terra e Presidente do Comitê de Marketing Digital e Tecnologia da ABA, conta que o usuário evoluiu, se tornou mais seletivo e definiu gostos e canais. Por este motivo é necessário segmentar também as campanhas.

Para Lusia o usuário quer credibilidade, interatividade e personalização. "O consumidor quer ter acesso ao que acontece e interagir". Quanto às tendências, ela destaca a portabilidade e o aperfeiçoamento de tecnologias, mas ressalta que na internet as empresas não têm o poder de criar demandas. "A gente corre atrás dos usuários e vice versa", garante.

Especial "O que o consumidor quer"
Relacionamento é a Base
Preço, qualidade e identificação com os Produtos
Facilidade, comodidade, conveniência, diferenciação e bom atendimento no PDV
Marca, um amigo com personalidade     

Acesse
www.novateceditora.com.br
www.bullet.com.br
www.ithink.com.br
www.admotion.com.br
www.aba.com.br
www.terra.com.br

Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss