Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Reportagens

Supermercado: valor gasto cai, frequência sobe e cesta de compra muda

Movimento é comum entre perfis de consumidores distintos, segundo levantamento realizado pela nova plataforma nova PeopleScope durante a crise, que traz novo índice de referência

Por | 21/07/2016

renata.leite@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

A combinação entre inflação alta e desemprego encolheu a renda do consumidor entre 2014 e 2015 em 3,7%. Com o bolso mais apertado, os brasileiros precisaram rever gastos, desafiando indústria e varejo, especialmente o supermercadista. Segundo levantamento realizado pela plataforma online do Ibope DTM, PeopleScope, que representa nova classificação brasileira, com informações sociodemográficas somadas a compreensão de hábitos e atitudes do consumidor, o número de visitas a esse ponto de venda aumentou, mas o valor médio gasto caiu. O principal causador desta mudança de comportamento foi o aumento nas compras de frutas, verduras e legumes.

Os novos hábitos foram verificados tanto entre famílias de menor renda, quanto aquelas mais abastadas. Enquanto houve uma queda generalizada na média de itens adquiridos - como os de perfumaria e higiene (-8,7%), bebidas alcóolicas (-4,6%) e queijos e frios (-4,5%) -, o segmento de frutas, legumes e verduras apresentou alta de 12,3% nesta variável. Houve também crescimento no valor médio gasto nestes itens, de 2,9%. Mesmo reduzindo o consumo de bebidas alcóolicas, o gasto com esses produtos também cresceu 3%.

Os demais segmentos apresentaram quedas que chegaram a -9%, no caso dos produtos de limpeza, -8,6%, na perfumaria e higiene, e -7,6%, nos queijos e frios. As frutas, legumes e verduras conquistaram destaque na cesta de compras do consumidor. Por serem perecíveis, acabam demandando um retorno mais rápido ao ponto de venda para reposição. A variação neste índice foi de 6,3% positivos. Os consumidores também elevaram a média de visitas ao varejo em 2015, se comparado a 2014, para a compra de bebidas alcóolicas (4,4%) e de itens de mercearia (1,6%). A maior queda de retorno se deu no segmento de perfumaria e higiene (-5,1%), segundo o levantamento do PeopleScope.

Índice da cachaça
Crises…

Continue lendo
  • Seja premium para ter acesso a todos os conteúdos do portal ou faça seu cadastro grátis para ter acesso a esse conteúdo.
Comentários


Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss
Acesso Premium. Só abra se você quer tomar melhores decisões.
Seja Premium
  • 1º Transforme insights em oportunidades de mercado
  • 2º Embase suas campanhas de Marketing
  • 3º Entenda o que deseja seu público-alvo
  • 4º Conheça diversos perfis de consumo
  • 5º Otimize sua gestão de Marketing