Preço médio de refrigerantes sobe 5,2% no Brasil 19 de abril de 2011

Preço médio de refrigerantes sobe 5,2% no Brasil

         

Regiões Sudeste e Norte impulsionaram alta da categoria no país

Publicidade
Oferta Antecipada Prime Day

<p>O preço médio do litro de refrigerantes no Brasil cresceu 5,2% no período de novembro de 2008 e 2010, segundo levantamento da GfK. A média nacional passou de R$ 2,22 para R$ 2,34, no ano passado, impulsionada pela alta das regiões Sudeste (6,2%) e Norte (4,5%). Já o Nordeste apresentou o menor crescimento no período, (0,9%) e também o menor preço médio por litro da categoria, R$ 2,12, em contraste com o Norte, que apresentou expansão de 8,2%, alcançando o valor de R$ 2,41.</p> <p>O estudo da GfK verificou ainda a variação do preço das embalagens mais comercializadas no Brasil, a PET de 2 litros e a lata de 350 ml. A alta de 6,2% na região Sudeste impulsionou o aumento do valor médio das garrafas PET, que passaram de R$ 2,26 para R$ 2,40. Já os refrigerantes de 350 ml tiveram expansão de 6,7%, com elevação do preço médio de R$ 1,11, em 2009, para R$ 1,19, em 2010. O destaque foi o crescimento de 7,6% na região Sul, com valor médio para a categoria de R$ 1,18, ante R$ 1,10, no período anterior. O Norte brasileiro registrou também os maiores preços nos dois tipos de embalagem, com valores de R$ 2,66 para as garrafas PET e R$ 1,21 para as latas, representante um crescimento de 0,16% e 0,7%, respectivamente.<br />  </p> <p style="text-align: center"><img alt="" width="299" height="260" src="/images/materias/refrigerantes.jpg" /></p>


Publicidade