O segredo do sucesso do Fasano 25 de maio de 2011

O segredo do sucesso do Fasano

         

Grupo, que conta com 12 restaurantes e dois hotéis, planeja abrir unidades em Salvador, Belo Horizonte e Trancoso

Publicidade
Oferta Antecipada Prime Day

Foi levando o seu próprio olhar para os negócios, que Rogerio Fasano conseguiu resgatar, em 1982, o restaurante que seu bisavô havia fundado em 1902. Hoje, o Grupo Fasano carrega uma marca respeitada, sinônimo de Luxo, e 12 restaurantes, além de dois hotéis, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O bom desempenho é acompanhado pela vontade de expansão. Nos próximos anos, há planos para que sejam inaugurados outros três hotéis, em Salvador, Belo Horizonte e Trancoso.

Um dos segredos da força do Grupo Fasano está na capacidade de reunir e engajar pessoas. “Se tem uma coisa em que sou bom é formar equipes. Normalmente, um funcionário leva 15 anos trabalhando conosco e, quando sai, é para criar o próprio negócio”, contou o Sócio-Proprietário do Grupo Fasano, que hoje gerencia cerca de mil colaboradores, durante sua apresentação no Atualuxo.

Outro ponto importante da rede é a obsessão que Fasano tem por cuidar dos detalhes, tanto dos restaurantes, quanto dos hotéis. Tudo é acompanhado, desde o projeto de arquitetura até o cardápio. “As coisas nascem com uma personalidade”, diz. O primeiro hotel, inaugurado na capital paulista em 2003, foi resultado de um sonho do próprio Fasano, que queria expandir a atuação do Grupo para o setor hoteleiro.

Para ele, a principal diferença entre o mundo dos restaurantes e o dos hotéis é que a hotelaria tem regras muito bem estabelecidas, enquanto restaurantes são um negócio sem lógica e podem carregar características diferentes. A flexibilidade do setor gastronômico, inclusive, permitiu ao empresário voltar ao segmento de sanduíches após cinco anos. No planejamento do Grupo – que hoje operacionaliza restaurantes como Fasano, Gero e Baretto – está a abertura do Gero Panini, com foco num público jovem, preços mais baixos e um cardápio com focaccias, sanduíches e saladas.

A receita para o sucesso? Fasano responde. “O conceito de Luxo para restaurantes e hotéis é o serviço. O bom serviço é aquele que serve sem ser notado. Quando o restaurante é muito técnico, perde um pouco a função social. As pessoas vão pela boa comida e pelo bom serviço, mas é fundamental considerar que elas estão lá conversando, brigando ou fechando negócios”.

Publicidade

O segredo do sucesso do Fasano


Publicidade