O que a sua empresa faria se o Marketing acabasse hoje? Bruno Mello 28 de janeiro de 2022

O que a sua empresa faria se o Marketing acabasse hoje?

         

Juliano Martins, fundador da Martek, explica por que o Marketing de baixa relevância e sem estratégia tem que acabar

O que a sua empresa faria se o Marketing acabasse hoje?
Publicidade

É isso mesmo: o marketing de baixa relevância e sem estratégia, tem que acabar. Aquele que está envolvido nas decisões estratégicas das empresas, precisa crescer.  O marketing é a arte de criar valor, explorar os espaços, atrair o público. É o ato de acompanhar o desenvolvimento do mercado e do consumidor. Mas será que você já parou para pensar o que as empresas fariam sem ele?

Apenas para comprovar a sua relevância, uma pesquisa da consultoria McKinsey mostra que as empresas brasileiras que mais investem em marketing digital, por exemplo, alcançam uma taxa de crescimento do EBITDA até 3 vezes maior que as demais. Outras, como um estudo liderado pela Exame, evidencia que empresas que investem no marketing crescem cerca de 25% ao ano.

Entretanto, atuo há mais de 20 anos na área e, neste período, presenciei e vivenciei não apenas transformações, mas também muito desconhecimento sobre o que é e o potencial do marketing para alavancar uma marca.
Mas, mesmo assim, é preciso entender o segmento de atuação, o momento e reconhecimento da marca, os objetivos, para, então, prosseguir com ações que sejam adequadas para esta empresa.

Com isso, passei a questionar e a provocar os líderes para que compreendessem o funcionamento e a importância do marketing. Afinal, de nada adianta ter o melhor produto ou serviço do mercado se ninguém tem conhecimento ou acesso a ele.

E, aqui, não falo apenas para as grandes corporações, mas – e principalmente – para as médias, que são potenciais foguetes, só que não enxergam, ou não sabem como construir sua nave para esse caminho infinito de possibilidades.
Algumas dessas indagações são: o que acontece com as vendas da sua empresa se a área de marketing acabar? Quantos furos tem o seu funil de vendas? Se vendas e marketing não se falam, porque não juntamos tudo em uma área só?

Publicidade

Conseguiu respondê-las?

O fato é que, para muitos, o marketing é apenas propaganda. E isso se deve ao modus operandi das subsidiárias estrangeiras que apenas replicavam o marketing feito nos outros países. Mas o que quero reforçar e chamar atenção é que o marketing não é e nem deve ser tido apenas pelos 4 famosos P’s — Produto, Preço, Praça e Promoção.

Ele vai muito além. É estratégia e comunicação assertivas caminhando lado a lado. A partir do entendimento do negócio, cria-se o marketing, e não o contrário. O marketing, quando feito da forma correta, traz visão para além e apoia na criação de novos produtos, serviços e até unidades de negócios, proporcionando um crescimento conciso e inovador para as empresas.

Os principais executivos e CEOs das empresas precisam provocar os executivos de marketing para que eles comecem a pensar e agir de forma mais alinhada a uma estratégia de negócios da empresa. Marketing vai muito além da comunicação e da propaganda. As empresas que derem espaço para esse pensamento estratégico do marketing largam na frente na corrida pela liderança de mercado.

De forma objetiva, o marketing de baixa relevância e sem estratégia, tem que acabar. Aquele que está envolvido nas decisões estratégicas das empresas, precisa crescer.


Publicidade