O papel das "ferramentas" digitais no relacionamento 1to1 23 de março de 2010

O papel das "ferramentas" digitais no relacionamento 1to1

         

Como usar as redes sociais, o mobile Marketing, SEO/ SEM, Trigger Marketing estrategicamente

Publicidade

<p>Por Fabricio Saad*<br /> <br /> Tema presente em todas as discussões sobre Marketing de Relacionamento e com papel garantido nas estratégias de fidelização de clientes e incremento do brand awareness das grandes organizações, o digital marketing apresenta uma série de tendências a serem consideradas e seriamente avaliadas pelos "marketeiros" de plantao.  Feiras e eventos cada vez maiores e frequentes no setor nos fornecem insights que merecem ser divididos. <br /> <br /> O último DMA (maior congresso global em Marketing de relacionamento, realizado em out/09 no estado americano da Califórnia e que reuniu cerca de 5.000 profissionais e centenas de palestrantes) revelou o peso do digital: 3 em cada 5 sessoes foram dedicadas exclusivamente ao tema e praticamente todas as ideias geniais premiadas pela academia de marketing direto remetiam ao digital… O que dizer do case da Best Buy que engajou seus mais de 100.000 colabadores no Twitter? E aquela iniciativa da ilha de Queensland, desenvolvido basicamente via broadcast para divulgar uma vaga de “sindico do paraíso”, que resultou em milhares e milhares de mensagens e candidatos que ajudaram a divulgar de forma espontânea o turismo australiano. Acho que todos lembram, não? <br /> <br /> Por outro lado, a Campus Party Brasil 2010, realizada na capital paulista no início deste ano, reuniu mais de 5.000 jovens da geração y, exposição em todos os canais web e não web (com ampla cobertura inclusive da mídia televisiva), participação intensa de órgãos governamentais e de grandes empresas preocupadas em se aproximar deste publico jovem e nos deu a certeza de que o meio publicitário e organizacional brasileiro está cada vez mais antenado e preparado para o uso adequado das novas tecnologias digitais em ações de marketing e no desenvolvimento de negócios.<br /> <br /> <strong>Mas, afinal, que tendências claras, falando em marketing de relacionamento, nos trazem os meios digitais?</strong><br /> <br /> <strong>Redes sociais:</strong> como não poderia deixar de ser, o investimento no tema é crescente e isso se revela também no grande número de debates e mesas redondas promovidos nesses eventos do setor. Fundamental principalmente para falar com o público jovem e mais ainda se seu objetivo principal não é a venda direta e sim a viralização, divulgação de um novo produto, branding, etc… O grande desafio dos marketeiros nesse meio é comprovar a eficácia das redes criando mecanismos confiáveis para mensuração de resultados. De qualquer forma, o uso do twitter (por ex) se tornará, dentro de muito pouco tempo, obrigatório nas estratégias de marketing de grandes corporacoes. A polêmica fica por conta da criação de plataformas sociais proprietarias para ajudar as empresas a se aproximarem de diferentes públicos, capturar leads através de cadastros, entre outros objetivos – estratégia defendida por alguns, mas criticadas por muitos. <br /> <br /> <strong>Mobile Marketing:</strong> o número de aparelhos com acesso 3G no Brasil e no mundo cresce a uma velocidade espantosa. As vendas de iphones, blackberry e smartphones de maneira geral, crescem mais ainda. O uso do bluetooth que permite identificar através da rastreabilidade a presença de um prospect em potencial para seu negocio próximo ao local de compra é outra realidade que não tem mais volta. Os SMS já são o canal preferencial de comunicação no dia-a-dia de milhares de pessoas (no Brasil isso ainda é mais forte). A interatividade já esta presente até mesmo em desfiles de escolas de samba (ex. da Portela no carnaval carioca deste ano). Os primeiros ensaios do país em M-Commerce já acontecem com empresas de cartões (Visa e MasterCard), testando mecanismos de contactless/ advanced payment, empresas de telefonia movel (como a Oi) testando o uso do celular como meio de pagto e a Anatel, ensaiando a regulamentacao das MVNOs, o que permitira o m-commerce próprio desenvolvido por cadeias varejistas como já ocorre com sucesso na Europa. E você?  O que esta esperando para investir em Marketing via mobile?<br /> <br /> <strong>SEO/ SEM: </strong>se sua empresa possui um canal de venda direta pela web, mais importante ainda investir nas ferramentas de marketing de busca. Estejamos falando da busca orgânica (SEO) ou da busca paga (SEM), aquela em que você investe na exposição de links através de plataformas google, yahoo!, etc…<br /> <br /> <strong>Trigger Marketing:</strong> quem diria que isso se tornaria realidade. O uso cada vez maior da inteligência gerada pelo perfil do usuário, dados de navegação, etc…, como no formato Amazon, é a nova tendência do Marketing 1to1. O mundo atual mudou e está cada vez mais rápido. Sabe aquele tempo que você precisava para avaliar o retorno das peças offline, subir esses dados em um DBM com atualização mensal e então preparar a próxima oferta?  Pois é, não existe mais!  E nesse cenário, o profissional da área que se preparar, entendendo minimamente de internet e ferramental estatístico, se dará melhor. Esse sim é o profissional do futuro. E o futuro está aí. Na nossa porta.<br /> <br /> <strong>Estratégias multicanais:</strong> sms, mala direta, e-mail, telemarketing, portais webs, redes sociais, revistas segmentadas, eventos dirigidos, etc… ficará cada vez mais difícil você não considerar pelo menos 3 destes canais em sua campanha de Marketing. Isso é o que garantirá o resultado da campanha, estejamos falando de geração de leads, relacionamento ou rentabilização de carteira.<br /> <br /> Deixando um pouco a relacao direta digital/ marketing de relacionamento, outros temas merecem atenção e com certeza estarão cada vez mais presentes no dia-a-dia do profissional de comunicação moderno, tais como: <br /> <br /> – o neoconsumidor/ neuromarketing e a utilização destes para decifrar a relação com consumo da geracao y;<br /> <br /> – as novas tecnologias como realidade aumentada, jogos 3D e aparelhos multi-canais, multi-tarefas como o novo iPad da americana Apple;<br /> <br /> – falando na realidade brasileira, o esforco governamental para expandir com maior velocidade o acesso a banda larga, democratizando a web e possibilitando acesso a cultura/ marketing digital para todas as classes sociais;<br /> <br /> – por fim: a legislacao vigente que normatiza o meio digital e podem impactar (positivamente ou não) em temas como o marketing de busca, acesso a redes sociais, etc…<br /> <br /> * Fabricio Saad é estatístico com pós-graduação em Marketing pela Fundacao Getulio Vargas (FGV) e MBA Executivo pela Fundacao Dom Cabral. Atuou em cargos executivos em empresas como SulAmerica ING, MasterCard, McCann Group, Grupo Abril e Bradesco. Atualmente, ministra palestras e presta consultoria em digital marketing. Twitter: <a target="_blank" href="http://www.twitter.com/fabriciosaad">@fabriciosaad</a></p>


Publicidade