O merchandising funciona? 12 de abril de 2010

O merchandising funciona?

Publicidade

<p>Olá amigos,</p> <p style="text-align: justify;">Estava lendo um livro muito interessante, "A lógica do consumo – verdades e mentiras sobre o que compramos", do Martin Lidstrom, e me deparei, no início do livro, com a afirmação de que está provado que o merchandising não funciona. No entanto, nos capítulos subsequentes, ele entra em contradição o tempo inteiro.</p> <p style="text-align: justify;">Somente para citar um exemplo,  ele diz que "mais de 50% de todas as decisões de compra dos consumidores são tomadas espontaneamente – e, portanto, inconscientemente – no PDV" (resultado de um estudo do alemão Gruppe Nymphemberg, especialista em varejo) e através de marcadores somáticos, que são ativados quando vivemos sensação de dor, medo, prazer, ou quando estimulamos nosso cérebro pela relação com a  experiência vivida.</p> <p style="text-align: justify;">Sem contar em outros momentos, que ele demonstra o quanto é importante a experiência dentro do ponto-de-venda, através do branding sensorial. Mais uma contradição enorme. </p> <p style="text-align: justify;">Estudo merchansing há 20 anos e realizo pesquisas na área há pelo menos 10 anos. Não só eu, mas institutos de atuação internacional reconhecem e sabem que o merchandising alavanca os resultados em no mínimo 5%, chegando às vezes a mais de 1.500%.</p> <p style="text-align: justify;">Então, sinceramente, Martin, você acha realmente que o merchandising não funciona?</p> <p style="text-align: justify;">Fica a reflexão.</p> <p style="text-align: justify;">Um abraço a todos.</p>


Publicidade