Notícias Corporativas

Novo app brasileiro de delivery reduz custos para pequenos negócios na pandemia

Consumo de delivery deve aumentar mesmo após a quarentena e empresa brasileira cria novo aplicativo para oferecer maior margem de lucro sem cobrar taxas especiais e comissões

São Paulo, SP

Categoria: Mídias

Autor: DINO

Data de Publicação: 12/11/2020
App de delivery com custo reduzido
DINO

A pandemia de Covid-19 transformou não só as relações sociais e comerciais no mundo inteiro. Do dia para a noite, as ruas ficaram vazias, levando bares e restaurantes a uma situação de desespero por não terem clientes na mesa.

Já o número de pedidos por delivery explodiram com advento da quarentena. Segundo a empresa de pagamentos Rede, até maio de 2020 o delivery teve um crescimento de 59%.

O isolamento impulsionou novos hábitos de consumo digital. Muitos estabelecimentos ainda não tinham estrutura de venda online, e tiveram que correr atrás com urgência para contornar a crise da pandemia.

Para chegar aos consumidores online, milhares de negócios usaram os aplicativos de delivery mais conhecidos, como iFood, Rappi e Uber Eats. Na quarentena, essas plataformas tiveram um aumento expressivo no número de novos estabelecimentos cadastrados.

O iFood, por exemplo, entre março e junho de 2020, teve um aumento de 30% de restaurantes cadastrados, registrando 40 mil novos estabelecimentos em seu catálogo.

Dessa forma, a falta de opção para chegar aos consumidores online fez com que muitos desses estabelecimentos dependessem desses aplicativos mais populares.

Nesse contexto, uma startup brasileira sediada na cidade de Porto Feliz (SP) criou uma ferramenta eficiente e com baixo custo de operação para pequenos estabelecimentos atenderem pedidos online de delivery usando o WhatsApp de forma automatizada.

A novidade traz uma nova opção para alcançar consumidores online em um momento onde a demanda por pedidos apresenta um crescimento alto.

O hábito de pedir comida por aplicativo veio para ficar: aumento da demanda do mercado

Sem dúvida os marketplaces de delivery inovaram a experiência do consumidor e ajudaram milhares de estabelecimentos a aumentar as vendas de seus cardápios.

Com a pandemia, o delivery passou a ser de vital de importância tanto para quem quer comer quanto para quem quer vender. Segundo o levantamento realizado pela Mobilis, no período de janeiro a maio de 2020 o gasto do brasileiro com delivery aumentou em 94% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Esse gasto não se refere apenas ao número de pratos por pedido. Na verdade, o consumidor passou a pedir comida por delivery mais vezes ao longo da semana. Segundo um levantamento feito pela Nielsen e pela Toluna, quase metade (45%) dos consumidores online passam até 3 horas semanais conectados a aplicativos de delivery.

E tudo indica que os consumidores manterão o hábito de pedir comida pelo smartphone, mesmo com o fim da quarentena. Em uma pesquisa realizada pela Galunion e pela Qualibest, que ouviu 1.100 brasileiros, 21% dos entrevistados afirmaram que vão gastar ainda mais com delivery mesmo depois da pandemia.

Portanto, os restaurantes e lanchonetes que quiserem sobreviver ao “novo normal” precisam se profissionalizar para atender com maior eficiência os pedidos por delivery sem comprometer o custo de operação do negócio.

Empresa brasileira cria novo aplicativo para pequenos negócios divulgarem seus cardápios e automatizarem pedidos online de delivery pelo WhatsApp

Uma empresa brasileira ouviu a necessidade do mercado e desenvolveu um novo aplicativo para dar autonomia para restaurantes e lanchonetes: o Pedzap.

Com o Pedzap, quando o consumidor manda uma mensagem para o WhatsApp do estabelecimento é atendido por um “robô”, que apresenta o cardápio e anota todos os detalhes do pedido e o endereço de entrega.

Esse “robô” é um sistema de inteligência artificial com base em sequência de perguntas pré-programadas, e consegue interagir com o consumidor que está digitando do outro lado.

O pedido que é feito pelo WhatsApp gera uma comanda, que é encaminhada para a fila de produção na cozinha. Cada pedido é encaminhado automaticamente a um entregador do próprio estabelecimento, através de uma notificação no celular com o endereço e as observações para a entrega.

O sistema foi projetado para otimizar a operação do negócio de delivery, permitindo um fluxo que sincroniza o atendimento do pedido, a produção dos pratos e a destinação das entregas. A ideia é gastar menos tempo para produzir mais.

Além do sistema de atendimento pelo o WhatsApp, o estabelecimento também recebe um app próprio de delivery que seus clientes podem baixar no smartphone.

O sistema é gerenciado por um computador fixo no estabelecimento, de onde se faz toda a gestão do delivery. Os estabelecimentos usuários do sistema Pedzap também contam com serviço de marketing digital para atrair mais consumidores.

O aplicativo não cobra taxas de entregas e comissões. O Pedzap tem um custo operacional fixo, independentemente da quantidade de pedidos gerados no mês, gerando previsibilidade de gasto para o negócio e preservando a margem de lucro dos pedidos.

Para explicar em maiores detalhes o funcionamento de todo o sistema do Pedzap, a empresa publicou uma página oficial com vídeos explicativos mostrando exatamente como se dá a operação do robô de WhatsApp.

Todos os detalhes sobre o Pedzap estão disponíveis em: https://www.pedzap.com.br/



Website: https://www.pedzap.com.br/
Depoimento de um estabelecimento usurio do Pedzap
Publicado por: dino

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa DINO e não é de responsabilidade do Mundo do Marketing.