Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade
Mundo do Marketing - Dino

Notícias Corporativas

Professor do UNISAL participa de programa no maior laboratório construído pelo homem, na Suíça

Giulliano Boaventura visitou centro europeu de pesquisas nucleares, onde aconteceu a mais importante descoberta da ciência desde a Teoria da Relatividade, de Albert Einstein

Categoria: Tecnologia

Autor: DINO

Data de Publicação: 30/11/2018

Uma verdadeira jornada do conhecimento. Assim, é possível resumir a viagem do Professor de Engenharia do UNISAL, Giulliano Boaventura, ao CERN (Centro Europeu de Pesquisas Nucleares), o maior laboratório construído pelo homem, localizado em Genebra, na Suíça. Ele integrou um seleto grupo de 20 professores brasileiros, reconhecidos pela prática da inovação, convidados para a realização de um curso entre agosto e setembro de 2018.

A primeira parada do roteiro científico foi em Lisboa, Portugal, para um curso no LIP (Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas). Lá o professor teve aulas teóricas sobre física de partículas.

Na sequência, o grupo foi para o CERN, onde pôde estudar não só física teórica, mas também ter acesso aos experimentos desenvolvidos. Assim surgiu a oportunidade de conhecer e estudar o LHC (Large Hadron Collider - Grande Colisor de Hádrons), um acelerador de partículas com 27 km de diâmetro, localizado entre a Suíça e a França, responsável por localizar o Bóson de Higgs - uma das mais importantes descobertas da ciência desde a Teoria da Relatividade, de Albert Einstein, e que rendeu o Prêmio Nobel de Física de 2013 para o belga François Englert, de 80 anos, e para o britânico Peter Higgs, 84. Em trabalhos independentes, eles propuseram, em 1964, a teoria que explica como as partículas adquirem massa, num processo que pode ser explicado pela existência do bóson de Higgs. A comprovação da existência da partícula só veio em julho de 2012, no CERN, com a ajuda do Grande Colisor de Hádrons, provavelmente o maior e mais complexo equipamento já construído na história, e que pode analisar a colisão de 40 milhões de partículas por segundo.

Essa oportunidade tão enriquecedora surgiu através do programa Portuguese Language Teacher Programme, desenvolvido pelo CERN em parceria com a SBF (Sociedade Brasileira de Física). Para integrar o grupo de professores, foi necessário passar por um rigoroso processo seletivo.

O Professor de Engenharia do UNISAL começou sua carreira docente aos 20 anos, lecionando uma disciplina específica do curso técnico de Química, em Cachoeira Paulista, interior de São Paulo. Mas foi em 2002 que começou a lecionar Física, já como estudante da área. A escolha da matéria se deu por acaso: ao substituir um professor, justamente de Física, se apaixonou por esse mundo tão instigante.

O Professor do UNISAL afirma que, conhecer o funcionamento do CERN e estudar física de partículas gera um grande impacto profissional. A visita ao maior laboratório construído pelo homem mostrou como é a física atual, totalmente diferente dos currículos existentes no ensino médio e até mesmo na graduação. "A ideia é elaborar um projeto para aplicar física de partículas em escolas de nível básico e abrir uma área de pesquisa para o ensino superior", explica Boaventura. Segundo ele, como já vem acontecendo em suas aulas, é preciso destacar a conexão que pode ser feita entre a física clássica e a moderna, mostrando sentido e lógica nos estudos atuais.

A especialização é algo a ser buscado sempre, conta o professor. Para ele, este é o combustível do professor na dinâmica da educação, e especificamente no contexto de sala de aula, já que o profissional que não se especializa fica ultrapassado e obsoleto, sem acompanhar a evolução dos próprios alunos. Diante de tanta informação disponível, é fundamental ao docente se aperfeiçoar diante das mudanças rápidas do mundo da educação. "Acho que o caminho para o despertar dos alunos, de forma geral, está no professor. Este, capacitado e com certa dose de motivação, é capaz de mudar a forma de pensar e de formar opiniões e desejos", enfatiza.




Publicado por:

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa DINO e não é de responsabilidade do Mundo do Marketing.

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss