Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing - Dino

Notícias Corporativas

Felipe Montoro Jens destaca que, a partir deste mês, até o fim de 2017, o Governo Federal planeja fazer mais 18 leilões de infraestrutura

De acordo com o secretário de coordenação de projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), o PPI está aberto a ?provocações? do setor privado

Categoria: Negócio

Autor: DINO

Data de Publicação: 25/09/2017
Felipe Montoro
Felipe Montoro

Durante o primeiro ano do governo de Michel Temer, o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) já realizou 44 leilões na área de infraestrutura. Isso significa uma captação de aproximadamente R$ 23 bilhões em investimentos. Conforme o secretário de coordenação de projetos do PPI, Tarcísio Gomes de Freitas, o cronograma de projetos segue a partir deste mês e não deve ser modificado, mesmo com a turbulência política pela qual passa o governo brasileiro. Quem destaca o assunto é o especialista em Projetos de Infraestrutura, Felipe Montoro Jens.

?Estão previstos 18 leilões no segundo semestre de 2017, a partir de setembro. Vamos continuar a trabalhar como se nada estivesse acontecendo?, salientou Freitas. O secretário afirmou ao diretor editorial da revista EXAME, André Lahóz Mendonça de Barros, que o PPI está aberto a ?provocações ? do setor privado. ?Elas são muito importantes para nós e algumas já foram inclusive incorporadas?, disse ele. Felipe Montoro Jens reporta que, segundo Tarcísio Gomes de Freitas, agora, após grandes empreiteiras, que foram atingidas pelas denúncias da Lava Jato, terem anunciado a paralisação de projetos, o programa busca incentivar a participação de novos players nas concessões.

Para o secretário de coordenação de projetos do PPI., existe um grande desafio para aumentar a produtividade no Brasil e o caminho necessário a ser percorrido passa impreterivelmente pelo setor de infraestrutura. ?Precisamos romper o ciclo vicioso que afugenta investidores e aumenta o desemprego (?). Não há escapatória às concessões, nas quais percebemos ganhos. Afinal, não podemos ficar reféns do orçamento fiscal?, ponderou Freitas, que ainda sobressaiu que uma grande vantagem do Programa de Parcerias de Investimentos é a criação de uma governança sobre os projetos.

?Criamos um hub, articulado com ministérios, que busca selecionar projetos realmente atrativos para o setor privado e que está sendo bem-sucedido?. O secretário destaca o leilão de linhas de transmissão que aconteceu no mês de abril deste ano e foi considerado o maior da história, salienta o especialista Felipe Montoro Jens.

Ainda segundo Tarcísio Gomes de Freitas, um dos objetivos do PPI é corrigir um ?repertório de erros? cometidos no passado na área de Parcerias Público-Privadas (PPPs) por conta de um excesso de intervenção do Estado que provocou o desbalanceamento do risco dos projetos, reproduz Felipe Montoro Jens.

Quando Freitas foi perguntado por André Lahóz Mendonça de Barros se os erros cometidos nos últimos anos em concessões deixaram marcas nas decisões tomadas por investidores estrangeiros, Felipe Montoro Jens reporta que a resposta do secretário foi citar a presença de consórcios internacionais nos leilões realizados no Programa de Parcerias de Investimentos, em especial, nas concessões de aeroportos, que foram realizadas no mês de março. ?Acredito que ficou claro para estes investidores que o governo deixou uma linha anti-business e passou para uma linha pró-business com a posse de Temer?, completou o secretário de coordenação de projetos do PPI, Tarcísio Gomes de Freitas.



Website: http://www.felipemontorojens.com.br



Publicado por:

Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa DINO e não é de responsabilidade do Mundo do Marketing.

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2018.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2018. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss