NFTs alcança grandes mercados e chega ao Marketing Esportivo Bruno Mello 25 de outubro de 2021

NFTs alcança grandes mercados e chega ao Marketing Esportivo

         

Crypto art foi adotada pela NBA e chega ao automobilismo com colecionáveis exclusivos

NFTs alcança grandes mercados e chega ao Marketing Esportivo
Publicidade
Amazon Prime Day

As criptomoedas marcaram o início das transferências de valor físico para o digital, e cada vez mais novos itens têm surgido como itens de valor digital. Os chamados tokens não fungíveis (NFTs, na sigla em inglês) tornaram-se a mais nova tendência em termos de criptoativos. A adoção deles já alcançou grandes mercados e muitas marcas começaram a criar os seus próprios NFTs, como Taco Bell, Pizza Hut e Pringles.

A mais nova tendência é a crypto art, ou arte criptográfica, que vem promovendo mudanças no meio artístico e esportivo. A NBA, liga norte-americana de basquete profissional, foi pioneira como entidade esportiva neste assunto, oferecendo à sua gigantesca base de fãs uma variedade de itens digitais únicos comercializados dentro da blockchain.

Agora, o automobilismo também tem olhado com mais atenção ao assunto. Guilherme Samaia, da equipe Charouz Racing System na Fórmula 2, principal categoria de acesso à Fórmula 1, é o primeiro piloto brasileiro a aderir e lançar seus próprios NFTs. O primeiro – a primeira, na verdade – foi a pilota japonesa Ai Miura, campeã da Fórmula 3 Japonesa em 2014. Samaia, que é duas vezes campeão da Fórmula 3 Brasil, foi o segundo piloto no mundo a colocar seus NFTs online – cinco dias após a japonesa. Esta semana, o francês Pierre Gasly, da equipe AlphaTauri na F1, também lançou sua coleção para leilão.

Os tokens não-fungíveis (NFTs) são criptoativos colecionáveis exclusivos. São a versão digital dos cards de baseball ou das figurinhas de álbuns das Copas do Mundo, mas estes itens trazem um certificado digital que garante sua autenticidade e exclusividade – são peças digitais únicas. Seguindo esta tendência global atual, artistas, ligas de esporte, atletas e celebridades estão lançado suas próprias coleções de NFTs., com o objetivo de se aproximar do seu público, criando itens únicos e recordações. NBA, Mick Jagger, Floyd Mayweather, Snoop Dogg, Tony Hawk e a equipe Aston Martin na Fórmula 1 são alguns exemplos.

Os NFTs de Samaia – ou figuras – foram desenvolvidos pela Typed Studio sob a direção de Tina Castro, com a coordenação da CFuture, empresa que patrocina o piloto paulistano em sua campanha na Fórmula 2. Serão 48 artes para arremate por meio da plataforma OpenSea.io, especializada em transações de criptoarte dentro da blockchain.

Publicidade

Leia também: Marcas precisam viver o momento atual para entregar valor


Publicidade