Mundo Verde aposta em novos negócios e cria marca própria 27 de abril de 2011

Mundo Verde aposta em novos negócios e cria marca própria

         

Rede também planeja o lançamento de uma rede de restaurantes

Publicidade

<p><img height="300" alt="Mundo Verde aposta em novos negócios e cria marca própria" width="400" align="right" src="/images/materias/mundo_verde_interna1.jpg" />No ano em que completa o 24º aniversário, o Mundo Verde tem muitos motivos para comemorar. Com 176 lojas espalhadas pelo Brasil, além de 14 em processo de montagem, a rede de produtos naturais aproveita a força de sua marca e planeja explorar novos negócios. Entre as iniciativas da empresa, que hoje opera somente no sistema de franquias, estão o lançamento de uma marca própria e a criação de uma rede de restaurantes sob o conceito “fresh-food”.</p> <p>As mudanças começaram a ser desenhadas em 2009, quando 100% do capital da companhia foi adquirido pelo fundo de private equity Axxon Group. Com um faturamento de R$ 181 milhões em 2010, o que representa um crescimento de 16% comparado a 2009, e 150 mil clientes passando pelos pontos de venda da rede diariamente, a marca percebeu a oportunidade de ampliar seus pontos de contato com os consumidores.</p> <p>Uma das ações recentes, iniciada em dezembro do ano passado, foi a parceria com a empresa especializada em vender experiências O Melhor da Vida. A iniciativa deu origem ao Mundo Verde Experience, que comercializa opções de presentes nas categorias vip, zen, sport, gourmet e trip. O negócio está alinhado ao posicionamento do Mundo Verde de oferecer possibilidades para melhorar a vida do consumidor.</p> <p><strong>Experiências para agregar valor</strong><br /> Os resultados da primeira fase do Mundo Verde Experience ainda estão sendo mensurados, mas, muito além das vendas, o principal benefício é o reforço dado à marca. “Entendemos que o propósito do Mundo Verde é oferecer saúde, bem-estar e qualidade de vida. Experiências ligadas a este propósito geram valor para a marca”, acredita Donato Ramos, Diretor de Marketing da Rede Mundo Verde, em entrevista ao Mundo do Marketing.</p> <p>De olho nisso, junto com o início da operação do Mundo Verde Experience, a empresa passou a desenvolver ações promocionais no Facebook e no Twitter que premiam os vencedores com experiências. Outra ação para ampliar a relação com o consumidor é a loja na Rua Oscar Freire, em São Paulo, que começará a funcionar a partir da primeira quinzena de junho.</p> <p>O ponto de venda segue o conceito de arquitetura desenvolvido desde 2009, com matérias-primas e ações sustentáveis, e materiais de comunicação orientados para o consumidor. Além de melhorar a experiência de consumo, a loja da Oscar Freire pretende ser um marco da presença do Mundo Verde em São Paulo, cidade que tem sido o principal foco de expansão da empresa.</p> <p><strong><img height="267" alt="Mundo Verde aposta em novos negócios e cria marca própria" width="400" align="left" src="/images/materias/mundo_verde_interna2.jpg" />Fast-food saudável</strong><br /> Das 14 lojas que serão inauguradas ainda neste semestre, seis localizam-se em Uberlândia (Minas Gerais), Belém (Pará), Palmas (Tocantins), Belo Horizonte (Minas Gerais), Campo Grande (Mato Grosso do Sul) e Londrina (Paraná). As outras oito estarão espalhadas pela capital paulista. O Rio de Janeiro, no entanto, ainda é o principal mercado da empresa, que nasceu na cidade de Petrópolis, na serra fluminense. Enquanto o estado é responsável por 65% do faturamento, São Paulo conta com uma fatia de 15%.</p> <p>A importância da capital fluminense é tanta, que ela será a primeira a receber uma loja da rede de fast-food saudável, que ainda não teve seu nome divulgado, em junho. O objetivo é criar uma nova marca, do mesmo grupo, mas com vida própria. Os pontos de venda terão um formato diferente dos do Mundo Verde e comercializarão saladas, sanduíches e sucos.</p> <p>“Estamos com ótimas expectativas. O mercado de alimentação está muito aquecido no Brasil. É um negócio novo e queremos maturar essa loja para, a partir dela, criar um plano de expansão para os próximos meses, provavelmente no modelo de franquia. Ainda este ano, teremos duas ou três novas unidades”, explica o Diretor de Marketing da rede.</p> <p><strong>Marca própria e expansão agressiva</strong><br /> O projeto da marca própria também está em fase de desenvolvimento, com estudo de mercado e branding. Mas a previsão é de que os produtos cheguem às prateleiras das lojas Mundo Verde ainda no segundo semestre de 2011. Entre as opções estarão alimentos como cereais, chás e biscoitos, suplementos alimentares e a linha de bem-estar, com cosméticos, itens de aromaterapia e utensílios para relaxamento.</p> <p>“A marca própria é um projeto alinhado ao posicionamento da rede, além de ser uma oportunidade de fidelizar os consumidores com produtos que levam a marca Mundo Verde. Em média, o segmento representa de 15% a 20% das vendas dos varejistas em geral. Achamos que este é um bom objetivo para o Mundo Verde”, diz Ramos.</p> <p>O potencial da marca própria Mundo Verde acompanha a estratégia de expansão da rede. Até o fim do ano, serão inauguradas 45 lojas, chegando a cerca de 200 pontos de venda em operação. Já no primeiro trimestre de 2012, a expectativa é que 20 unidades estejam em processo de montagem.</p> <p>“Além do crescimento do negócio, o Mundo Verde tem um planejamento bastante agressivo para este ano em investimento na estruturação do negócio, melhorias do sistema de gestão da empresa e suporte à rede de franqueados. Somente para ações de Marketing e comunicação offline e online temos um orçamento de R$ 2 milhões”, ressalta o executivo da rede.</p> <p><em>*Atualizado às 10h14 do mesmo dia</em></p>


Publicidade