Marketing Digital para médicos: publicação traz guia para profissionais da saúde Bruno Mello 24 de agosto de 2022

Marketing Digital para médicos: publicação traz guia para profissionais da saúde

         

Livro é escrito por professores da FGV Roberto Ferreres e Hiram Baroli

Publicidade
Amazon Prime Day

Nessa semana ocorreu o encontro “Fronteiras do Pensamento” no Itaú Cultural, onde reuniram-se médicos e profissionais da saúde para debater os desafios e boas práticas da comunicação e Marketing no setor de saúde com professores e especialistas. Na ocasião foi lançado oficialmente o livro “Marketing Essencial para médicos”, escrito pelos professores da Fundação Getúlio Vargas Roberto Ferreres e Hiram Baroli.

O consumo intenso das redes sociais e das ferramentas de busca modificaram e potencializaram radicalmente o modo de profissionais e instituições particulares e públicas de saúde se comunicarem. A maioria dos pacientes utilizam a internet para coletar informações antes da consulta médica, diagnósticos, medicações e tratamentos. A internet já se tornou a maior fonte para pesquisa de sintomas de saúde e profissionais, o que influencia a escolha de serviços médicos e instituições. A própria OMS (Organização Mundial de Saúde) incentiva um movimento para promover informações confiáveis de profissionais da saúde para reduzir a desinformação, como por exemplo o combate contra notícias falsas em meio a pandemia.

A propagação das informações e conteúdos de saúde no território das redes sociais e em todo ambiente digital é um fenômeno típico da atualidade e forçam os profissionais da saúde a expor-se cada vez mais e dialogarem melhor com a comunidade. Isso cria a necessidade de médicos e instituições mais tradicionais de promover, criar e potencializar sua presença digital com uma comunicação eficiente no meio da saúde, contemplando diversos contextos virtuais e presenciais, desde a população mais velha, mais habituada com a comunicação boca a boca, às gerações mais jovens familiarizadas com as inovações tecnológicas da nova mídia. Isso, em plataformas de interações, seguindo e respeitando os princípios da ética médica e a guarda da confidencialidade das informações do paciente protegidas pela LGPD.

“As normas têm que ser seguidas no marketing na área da saúde, existem setores responsáveis pela regulamentação da comunicação no setor, garantindo o respeito aos direitos do paciente e da sociedade como um todo”, afirmou o professor Hiram Baroli.

Guia para profissionais da saúde

Publicidade

Os estudos e as pesquisas dos autores indicam que é necessário um plano de Marketing Pessoal para profissionais autônomos de saúde, e um plano de Marketing empresarial bem estruturado para instituições. Na visão de um dos autores existem pontos essenciais para iniciar o trabalho de Marketing na internet para profissionais que estão começando agora.

“É preciso ter foco no conteúdo e informações com alta relevância para os pacientes e a sociedade nas principais redes sociais como Facebook, Instagram, criar um um perfil do Google Negócio e criar vídeos para o Youtube, ter um site bem estruturado com CRM e criar estratégias de inbound marketing com mídias pagas, não podendo esquecer de treinar sua equipe para converter em canais de atendimento como  telefone, e-mail, WhatsApp e mensagens vindas da rede social”, afirmou o professor Roberto Ferreres.

As principais estratégias atuais de Marketing que aumentam o faturamento são as de mídias pagas, tanto de busca e redes sociais com automações entre o setor de marketing e vendas com sistemas de automação e ferramentas de CRM. Com o investimento nessas campanhas os profissionais e instituições recebem contato de seus pacientes por seus canais e convertem em novos pacientes.

“Após essa implantação estruturada e validada por profissionais das áreas de Marketing e vendas, chega a hora de investir mais recursos, o ecossistema de marketing ganha maturidade podendo assim aumentar a escala de recursos e o retorno do investimento para o crescimento do negócio com ferramentas e profissionais qualificados de Marketing. Não menos importante é a fidelização dos pacientes com uma boa qualidade na experiência da jornada do paciente, tanto no atendimento médico e assistência a saúde e nos desfechos dos problemas de saúde”, concluiu Ferreres.

Leia também: O que é preciso para transformar a morte em um case de Marketing?


Publicidade