Lições de marketing da recuperação do turismo e do varejo nos EUA Bruno Mello 14 de julho de 2021

Lições de marketing da recuperação do turismo e do varejo nos EUA

         

Com a recuperação no horizonte, marcas e anunciantes começam a se preparar para mais uma reformulação para se adequar ao novo perfil do consumidor

Publicidade

À medida que os esforços de vacinação continuam no Brasil, os consumidores e anunciantes olham para os países ao redor do mundo procurando por exemplos de como a retomada do varejo e do turismo pode ser em um futuro próximo. Ambos os setores enfrentaram grandes mudanças com o início da pandemia de Covid-19, com o turismo se reformulando para se concentrar em viagens locais e regionais e o varejo se ajustando a uma nova era de consumismo “em casa”. Com a recuperação no horizonte, marcas e anunciantes começam a se preparar para mais uma reformulação para se adequar ao novo perfil do consumidor. Embora seja impossível prever o futuro, podemos olhar para o que outros países estão fazendo para a recuperação do turismo e do varejo a fim de atender aos consumidores onde eles estão, a exemplo dos Estados Unidos, já avançados na vacinação e na retomada econômica.

Varejo: os consumidores querem opções de compra

No último ano, os consumidores passaram mais tempo em casa do que nunca, estimulando uma era de consumismo “em casa” que a indústria nunca experimentou. À medida que os consumidores recorriam às compras online para conseguir o que precisavam de maneira segura e conveniente, o e-commerce brasileiro lucrou 56,8% a mais nos primeiros oito meses de 2020 em relação ao mesmo período de 2019, segundo pesquisa em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). À medida que os varejistas começaram a oferecer alternativas, como comprar online, retirada na loja ou pagamento sem contato, os consumidores rapidamente gravitaram para essas novas opções – criando um novo segmento de compradores movidos pela conveniência.

Os consumidores se acostumaram com o controle total de sua jornada de compras e, apesar dessas novas oportunidades de compra online, ainda vão querer a opção de comprar na loja física quando as atividades presenciais forem retomadas. Nos EUA, novos dados da Criteo mostram que as transações de vendas nas lojas do país aumentaram 8% em maio em comparação aos níveis pré-pandemia de fevereiro de 2020. Mesmo que os consumidores fiquem mais confortáveis ao entrar na loja, eles escolherão interagir com as marcas e varejistas que oferecem opções de compra e escolhas para aprimorar sua experiência de compra em seus próprios termos.

Para ter sucesso, os profissionais de marketing precisam estar preparados com uma estratégia omnichannel para esse novo omni-comprador. O segredo é encontrar os consumidores em todos os diferentes pontos de contato de sua nova jornada de compras, a fim de construir um relacionamento e impulsionar a lealdade do consumidor. Isso garantirá que, quer um consumidor continue comprando online ou decida que se sente confortável comprando na loja, ele voltará para sua marca e não para um concorrente.

Publicidade

Turismo: foco em viagens locais

Não surpreendentemente, o setor de viagens experimentou a maior mudança no ano passado – começando com uma pausa completa nas atividades e passando a focar em viagens locais e regionais. Devido ao COVID-19, testemunhamos uma mudança no comportamento do consumidor, onde os viajantes se sentiram mais confortáveis fazendo viagens que são próximas de casa e não exigem transporte público extenso e imaginamos que isso continuará assim por um tempo. Na verdade, dados da Criteo descobriram que apenas 34% dos estadunidenses planejam viajar para o exterior nos próximos 12 meses, mesmo que recebam uma vacina e o passaporte COVID-19.

Agora é a hora da indústria de viagens se concentrar em construir relacionamentos com os viajantes, prevendo um retorno à normalidade das viagens no futuro. Os profissionais de marketing devem investir em formatos de anúncios gráficos envolventes, como anúncios interativos ou em vídeo para mostrar ofertas e incluir mensagens importantes, como passagens reembolsáveis, cancelamentos gratuitos e distanciamento social e cuidados com higiene para mostrar aos viajantes como estão se preparando para o retorno e a flexibilidade e a conveniência que eles oferecem.

Sabendo que as viagens locais continuarão a ser a escolha mais popular no futuro próximo, deve-se priorizar uma estratégia com foco geográfico que conecte os viajantes a voos domésticos, aluguel de carros, hotéis e ofertas de aluguel de casas. Além disso, à medida que mais pessoas começam a ser vacinadas, o anúncio que fale sobre o objetivo principal de visitar a família e amigos é também uma abordagem importante para começar a envolver as pessoas que desejam se reunir com seus entes queridos após um longo tempo separados.

Conforme o país lentamente começa a se recuperar, a empresa que conseguir levar a mensagem certa, para a pessoa certa, na hora certa, no dispositivo certo, terá a fórmula vencedora para construir relacionamentos e se conectar com consumidores e viajantes. O objetivo é criar novos pontos de contato nos ambientes em que os consumidores estão e mantê-los engajados com anúncios relevantes em cada estágio da jornada.


Publicidade
Amazon Prime Day