<p><strong>Investimento aumenta e perdas diminuem em Supermercados</strong></p><p>A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulga a 7ª Avaliação de Perdas no Varejo Supermercadista, realizada com o Provar-FIA (Programa de Administração de Varejo) e a Nielsen. As perdas no setor em 2006 registrou queda de 3,9%, em comparação ao ano anterior. De acordo com a avaliação, o índice médio de perdas no ano passado ficou em 1,97% do faturamento de R$ 124,1 bilhões. Nos últimos dois anos os supermercados tiveram um prejuízo de quase R$ 5 bilhões. A pesquisa revela que os furtos internos e externos ficaram em segundo lugar nos “rombos” registrados, com 20,1% e 16,6% respectivamente. </p><p>Em levantamento realizado pela Plastrom Sensormatic, especializada em soluções de segurança eletrônica, foram constatados os mesmos prejuízos. Os dados mostram que setores internos e externos do estabelecimento, são os pontos mais vulneráveis para furtos.</p><p>Para combater os furtos, o sistema de Vigilância Eletrônica de Mercadorias (VEM), composto por antenas e etiquetas antifurto, é uma das ferramentas mais eficazes no combate ao furto. Outro recurso é o sistema de Circuito Fechado de TV (CFTV), com câmeras de alta resolução controladas automaticamente e gravadores de imagens digitais.</p><p>Para disseminar esta prática no mercado, o Núcleo de Etiquetagem na Origem (NEO estimula varejistas e fabricantes a trabalharem em conjunto para acelerar o processo, reduzindo os custos de proteção dos produtos e perdas e aumentando as vendas através da melhor exposição no auto-serviço. Conheça abaixo as causas e o mapa dos locais que esses sistemas podem ser instalados para evitar as perdas que ocorrem dentro das lojas.</p><p><span class="texto_laranja_bold">Causas de Furtos internos<br />Docas <br /></span>- Furto no recebimento da mercadoria<br />- Fraude no peso de produtos perecíveis<br />- Saída de lixo</p><p><span class="texto_laranja_bold">Estoque e câmaras frias <br /></span>- Degustação de produtos<br />- Má armazenagem<br />- Vandalismo<br />- Falta de controle na circulação de pessoas<br />- Circulação de promotoras nas câmaras frias<br />- Falta de higiene nas câmaras frias</p><p><span class="texto_laranja_bold">Frente de loja</span><br />- Falsos registros<br />- Cancelamento de cupons<br />- Anulação de itens<br />- Simulação de vendas</p><p><span class="texto_laranja_bold">Padaria</span><br />- Manuseio impróprio dos ingredientes<br />- Desperdício<br />- Furtos de produtos</p><p><span class="texto_laranja_bold">Área da loja</span><br />- Violação das etiquetas antifurto<br />- Troca de etiquetas de preço</p><p><span class="texto_laranja_bold">Seções críticas</span><br />- Higiene e beleza<br />- Bebidas<br />- Confecções<br />- Áudio e vídeo (CDs e DVDs)<br />- Bazar<br />- Eletroeletrônicos</p><p><span class="texto_laranja_bold">Pontos críticos</span><br />- Entrada e saída de clientes<br />- Sanitários<br />- Atendimento a clientes<br />- Sala de abordagem (segurança)<br />- Tesouraria<br />- Tráfego do carro forte</p><p><span class="texto_laranja_bold">Causas de Furtos externos<br />Área da loja</span><br />- Violação das etiquetas antifurto<br />- Troca de etiquetas de preço<br />- Entrada e saída de veículos<br />- Entrada e saída de caminhões<br />- Lixeira<br />- Estacionamento<br />- Perímetro externo </p>