Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Entrevistas

Como o Instagram se tornou um dos maiores cases de Marketing Digital?

Rede Social reúne tendências em conteúdo e entrega que agradam tanto empresas quanto consumidores. Múltiplos formatos de comunicação exigem atenção das marcas

Por | 06/11/2017

priscilla@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Tatiana Apolinário, Gestora de Relacionamento da mLabsAtuar com redes sociais exige jogo de cintura, inspiração e vasto conhecimento sobre a empresa, o público-alvo e o mercado de atuação. As constantes mudanças nos algoritmos pede um olhar atento das marcas para sempre estarem atualizadas, mas, por outro lado, as transformações no comportamento do consumidor também interferem as formas de entrega. De olho nisso tudo, o Instagram hoje se tornou um dos maiores cases de atuação em redes sociais para as empresas.

Além dos formatos de anúncios patrocinados na timeline e no Stories, os modelos de distribuição e as variedades de opções para dialogar com o consumidor transformam esse canal em uma verdadeira aula de Marketing. Ele reúne tendências como fotos, vídeos curtos que se apagam com o tempo, live streaming, carrossel, entre outros. O crescimento de usuários mostra o potencial de alcance da rede, assim como o de influenciadores que apostam no Instagram como ferramenta de trabalho.

Tantas opções pode fazer com que um social media fique perdido diante de mudanças tão rápidas e que precisam estar alinhadas à missão e comunicação de uma marca. "A tendência é que as pessoas busquem, cada vez mais, experiências que unam o mundo digital ao físico. As empresas precisam aproveitar as redes sociais e suas possibilidades para unir esses diferentes universos, fazendo com que a sinergia entre eles seja algo natural dentro do cotidiano das pessoas", conta Tatiana Apolinário, Gestora de Relacionamento da mLabs, em entrevista ao Mundo do Marketing.

Leia abaixo a entrevista na íntegra com a especialista.

Mundo do Marketing: Cada rede social tem sua particularidade. O Instagram, por sua vez, vem reunindo inúmeras tendências: fotos, vídeos ao vivo e vídeos curtos. Como explorar bem cada unidade dessa? A integração é a solução ou gerar conteúdos diferentes é bom?

Tatiana Apolinário - Trabalhar com o Instagram é estratégico principalmente pelo seu potencial de engajamento e por ser uma rede social que busca sempre lançar novidades. Como o comportamento do usuário é, na maioria das vezes, verificar primeiro as publicações do stories, é fundamental que as empresas pensem em conteúdos criativos para essa funcionalidade. Devido a sua duração ser 24 horas, utilizar o gatilho mental de escassez é excelente para prender a atenção das pessoas. Um exemplo disso é fazer com que os seguidores tomem uma ação naquele instante (cliquem para saber mais ou enviem um direct), pois sabem que o conteúdo será extinto em pouco tempo. 

Ainda no stories, chamar as pessoas para verificar um conteúdo novo no feed e contar uma boa história são excelentes ações também. Ou seja, criar diferentes conteúdos para cada funcionalidade do Instagram fará com que os seguidores tenham ainda mais curiosidade em acompanhar sua página e interagir com a sua marca. Caso a empresa possua mais de uma rede social, é muito importante que ela tenha um bom planejamento e faça conteúdos diferenciados para cada uma, já que as características e linguagem de cada rede social é diferente uma da outra.

Mundo do Marketing: Existe uma dualidade no Instagram que envolve tendências: o feed harmônico e o feed "vida real", com menos interferências. Afinal, existe uma regra de uso? Qual o momento de usar um ou outro?

Tatiana Apolinário - Não existe uma regra, mas é inteligente incluir em seu planejamento digital conteúdos que falem das novidades e tendência do seu mercado e que mostrem a personalidade da sua empresa, sempre de forma criativa, nunca de forma agressiva. É mais difícil seus seguidores interagirem com conteúdo voltado aos seus produtos e serviços do que com aqueles que falam sobre uma novidade ou colocam um assunto que está em alta nas redes. Mas esses mesmos seguidores só saberão das principais funcionalidades de seus produtos se você fizer conteúdos que explorem da melhor forma suas vantagens. Incluir os produtos em cenários do cotidiano das pessoas ou utilizar conteúdos gerados por outros usuários utilizando ou consumindo seu produto são excelentes estratégias também.

Pelo Instagram ser uma rede social 100% visual, a qualidade da foto ou vídeo que você publica contará muito para que aquele conteúdo seja notado no feed. Por isso, é bacana ter uma identidade visual, que passe a essência e estilo de sua empresa e torne seus conteúdos mais harmônicos, convidativos e que inspire as pessoas.

Mundo do Marketing: Por mais que tentem, muitas marcas continuam adotando o tom formal em suas postagens. Isso chega a ser um erro?

Tatiana Apolinário - É importante que as marcas levem em consideração que o ambiente digital é mais informal, o que aumenta bastante a proximidade com seus seguidores. Mesmo para àquelas que são mais tradicionais e conservadoras, os conteúdos, interações e mensagens precisam ter uma linguagem mais descontraída, pois é dessa forma que essas pessoas se sentirão acolhidas, se aproximarão cada vez mais de sua empresa e começarão a enxergar sua marca com olhar mais humano, próximo e confiante.

Mundo do Marketing: Quais são as maiores cobranças das pessoas em relação às marcas nas redes sociais?

Tatiana Apolinário - Devido ao dinamismo nas redes sociais, as pessoas estão acostumadas com a rapidez nas informações. Essa velocidade nas respostas e na solução de seus problemas é uma das maiores dificuldades das marcas nesse ambiente. Por isso, tão importante quanto ter uma boa frequência e publicar conteúdo relevante nas redes sociais é ter a dedicação para interagir com esses usuários no menor tempo possível.

Mundo do Marketing: Em relação aos anúncios, como as marcas podem aproveitar para explorar as ferramentas oferecidas para cativar o internauta? O que se vê ainda são fotos totalmente trabalhadas como se fosse para uma publicidade tradicional.

Tatiana Apolinário - Um dos maiores benefícios do ambiente digital é a possibilidade de testar diversos formados de conteúdo e analisar aqueles que vão gerar mais resultados. Existem inúmeros formatos para as marcas explorarem dentro das redes sociais, como carrossel, canva, vídeo, gif, imagem 360, etc. O principal é ter um objetivo claro e trabalhar com conteúdo criativo, que ajude a conquistar esse objetivo e colher os melhores resultados. Apostar em conteúdos feitos pela própria empresa, com fotos e vídeos caseiros do seu dia-a-dia ou de seus produtos inseridos em um contexto que mostre um ambiente mais aproximado de seus consumidores é uma ótima estratégia, que funciona muito mais do que as fotos com produção totalmente profissional dos bancos de imagens. Se tiver uma ótima câmera, perfeito, mas caso não possua, use e abuse dos filtros dos próprios apps das redes sociais que sem dúvidas fará sucesso.

Mundo do Marketing: A mudança do tipo de entrega das postagens pelo Instagram força as empresas a impulsionarem postagens patrocinadas, já que prioriza contatos mais próximos das pessoas (aqueles que curtem e mais interagem). Como as marcas podem resgatar a atenção das pessoas sem necessariamente ter que impulsionar?

Tatiana Apolinário - As marcas precisam começar a enxergar as redes sociais como negócio. O alcance orgânico diminui cada vez mais e a própria inteligência das redes sociais priorizam a entrega de conteúdos que contém mais investimentos. Observar o que seus próprios seguidores comentam nas redes sociais, acompanhar grupos do seu segmento no Facebook e analisar a concorrência são ações que ajudarão sua marca a pensar em conteúdo mais assertivo, que vão de encontro ao que seu público deseja ver nas redes sociais. Ficar atento aos assuntos mais falados e tentar adequar esses temas à sua empresa, também ajudará no alcance orgânico, pois aumenta a possibilidade de compartilhamento e engajamento de suas postagens.

Mundo do Marketing: Com a mudança nesse algoritmo, os microinfluenciadores ganham mais força. Como você avalia o uso deles nas ações?

Tatiana Apolinário - Ações com microinfluenciadores podem ser a oportunidade perfeita para aproximar sua marca de uma audiência fiel e engajada, já que essa influência torna a troca de experiência mais próxima da realidade. Se trabalhar seu produto de forma natural, em um processo de co-criação com esse influenciador, os resultados podem ser incríveis. É preciso fazer uma boa pesquisa para verificar quem são essas pessoas que vão mais se aproximar com seu nicho e a essência de sua marca. Depois de selecionar alguns influenciadores, analise os comentários dos vídeos e tente entender quais deles que seu público mais vai se identificar, o que aumentará bastante a imagem positiva de sua empresa e consequentemente seu potencial de conversão.

Mundo do Marketing: Qual canal hoje apresenta maior interação com as pessoas e por quê?

Tatiana Apolinário - Existem pesquisas recentes que comprovam que o Instagram é a rede social que mais cresce e a que possui maior índice de engajamento nas redes sociais. Um estudo realizado esse ano pela mLabs, apontou que o Instagram já supera o Facebook em diversas análises, como taxa de efetividade (em termos de curtidas e comentários) e quantidade de posts publicados nessa rede social. Essa preferência e crescimento é devido ao dinamismo dessa rede social, que sempre busca melhorias e lança novas funcionalidades. Além disso, a rede social tem seu grande foco no mobile, que representa o comportamento da grande maioria dos usuários e, é claro, pelo grande do sucesso do Stories. 

Mundo do Marketing: Os vídeos seguem em alta, como você avalia o crescimento do Youtube?

Tatiana Apolinário - Os vídeos possuem potencial de alcance orgânico e pago muito maior do que os outros formatos de conteúdo. A praticidade ao rolar seu feed e saber o passo a passo para fazer uma receita ou conhecer um produto na prática cativa com mais facilidade qualquer audiência. Não é à toa o crescimento do Youtube, que já é considerado o segundo maior buscador de informações do Brasil. Inclusive, em muitos casos, seus vídeos estão substituindo os canais fechados e abertos da televisão, pois permitem assistir o que queremos, quando e onde queremos.

Mundo do Marketing: Os jovens hoje não usam mais Facebook e preferem redes mais dinâmicas, como Snap, Instagram e Whatsapp. Como dialogar com esse nicho, que cada vez mais, se mantém avesso às intervenções das marcas nas redes sociais?

Tatiana Apolinário - Se adequando à elas. Assim como alguns segmentos precisam de adaptar com o avanço da tecnologia, o diálogo com essa geração também precisa de atenção. O mais importante é ter claro qual o objetivo principal da empresa, verificar onde o seu público está, quais canais utiliza para se manter informado e criar estratégias para atingir essas pessoas. 

Planejar suas ações, criar uma linha editorial e observar a reação do público com os conteúdos que sua marca publica é extremamente importante, pois é somente dessa forma que você conseguirá resultados satisfatórios com as redes sociais. Ou seja, você pode e deve mesclar conteúdos que falam dos seus serviços e segmento de atuação com algum assunto do momento, para que sua audiência crie esse diálogo e aumente as chances de participação e engajamento. Lembre-se que a geração dos Millennials se identificam com empresas que possuem um propósito, com àquelas que buscam soluções para melhorar o ambiente e regiões em que estão inseridas e, principalmente, com as marcas que têm atitudes para contribuir com um mundo melhor.





Comentários


Publicidade

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss
Evento: Influenciadores Digitais