Publicidade

Patrocínio

Publicidade
Publicidade Publicidade Publicidade
Mundo do Marketing Inteligência

Canais

Por que a Coca-Cola é a Coca-Cola?

Foco em pessoas e nas melhores estratégias de Marketing determinam o êxito da marca mais valiosa do mundo. Conheça os dois fatores preponderantes para o sucesso da marca ao longo de seus 125 anos

Por | 16/02/2012

bruno@mundodomarketing.com.br

Compartilhe

Esta semana, durante o Fórum de Comunicação Digital da ABA, a Coca-Cola "Mostrou porque é a Coca-Cola", escreveu um dos participantes no Twitter. Jonathan Mildenhall, Vice-Presidente Global de Marketing Estratégico e Comunicação Criativa da marca, e Gian Martinez, Gerente de Excelência Criativa da Coca-Cola Brasil, detalharam o pensamento, estratégia e cases da companhia com foco em novas formas de comunicação.

Muitas agências e anunciantes ficaram admirados. A admiração, no entanto, deveria servir como inspiração. Como exemplo para a ação. Claro que não é fácil "Ser uma Coca-Cola", mas também não é impossível - vide o exemplo Apple. Os profissionais que lá trabalham simplesmente pensam, e executam, o melhor do Marketing disponível.  É clássico no mercado o mito de que a companhia é uma escola de Marketing. Com méritos. Mas vamos aos fatos do porquê a Coca-Cola é a Coca-Cola.

Simplificando algo complexo, há dois fatores preponderantes para o sucesso da Coca-Cola ao longo de seus 125 anos: o foco em pessoas e em Marketing. Em pessoas porque há uma busca constante por propiciar engajamento interno. Somente tendo colaboradores felizes pode-se fazer consumidores felizes. Em Marketing porque se sabe que ele é o principal driver de diferenciação de produtos. E aqui está o nosso maior aprendizado.

A companhia estuda, e aplica, as melhores práticas de Marketing. Exemplo: enquanto muitas empresas sequer ouviram falar sobre Storytelling, a Coca-Cola já trabalha sob o conceito de Storytelling 2.0, a evolução do modelo de contar histórias. Mas, para saber e executar bem uma Storytelling, é preciso ter Propósito de Marca, outra prática raríssima no mercado que está no DNA da companhia.

A Coca-Cola não apenas tem o seu propósito desenvolvido - talvez muito antes do conceito ser formatado -, como o coloca em prática diariamente. "O papel de uma marca vai além de vender uma bebida", afirma Gian Martinez. "A marca tem que ser importante para as pessoas. Mais do que construir uma marca poderosa, precisamos criar marcas que possam transformar o mundo". Isso se traduz em todas as ações da empresa.

Acredite você ou não, é isso que a Coca-Cola busca e faz. Ela sabe que somente com estas estratégias será possível dobrar de tamanho, como é a sua aspiração. Sim, a gigante presente em mais de 200 países quer ser duas vezes maior do que já é. Fico com um vídeo que tangibiliza seu propósito e com a pergunta de Jonathan Mildenhall: "Você e sua marca querem mudar o mundo?".

Conteúdo de Acesso Premium Para continuar tendo acesso a esse e outros conteúdos exclusivos, faça sua assinatura.
  • Conheça diferentes perfis de consumo
  • Desenvolva embasamentos para suas campanhas
  • Otimize sua gestão de Marketing
  • Projete cenários para o seu negócio
  • Descubra potenciais de mercado
  • Tome decisões mais assertivas

Já é premium/cadastrado?
Faça o login para ver o conteúdo:

Comentários


Acervo

Publicidade

Voltar ao Topo

Copyright © 2006-2015.

Todos os direitos reservados.

Assine o Mundo do Marketing Inteligência

Copyright © 2006-2017. Todos os direitos reservados. Todo o conteúdo veiculado é de propriedade do portal www.mundodomarketing.com.br. É vetada a sua reprodução, total ou parcial sem a expressa autorização da administradora do portal.

Auditado por: Metricas Boss